domingo, 11 de outubro de 2009

Sobre o festival "cariri da canção"


Ontem a banda"na cacunda",ou "pombos urbanos", ou mesmo "fator Rh" surpreendeu no festival da canção, Carlos Rafael dominou o palco, e soube dominar o público e interpretar com alma,com paixão, Marco LubLub e sua guitarra me emocionaram pela riqueza harmônica que eu desconhecia, Igor um baixo difícil de classificar,pois assim fazendo o enquadraria em algum estilo,e acho injusto com o som que ouvi, Hugo ja tem a presença de cantor mesmo de rock, além de ser uma figura bonita fisicamente para o palco,tem atitude,a entrada de "batata" com recursos eletrônicos, aos quais sou defensora, enriqueceu e renovou a "MARINALVA" (grande sucesso da banda), nos fez reviver épocas de magia e encanto que só quem viveu sabe do que estou falando,quero parabenizar a secretaria de cultura pela escolha da banda,elogiar o evento, o palco,a banda de apoio com os melhores músicos da região,o nível dos concorrentes, e também, claro, fazer críticas construtivas:
*Banheiros químicos? não havia! fica difícil acompanhar um evento que tem horas de duração sem banheiros, ou cadeiras.
*O som? Não estava bom,o que fez cair a qualidade de quem se apresentou,sei que a secretaria contratou um dos melhores sons da região,mas vacilou ao montar e passar o som na hora exata do evento, o que causa transtorno, desavenças entre músicos e técnicos de som!
*A demora na divulgação da suposta grande atração,criando um clima de descrédito, se tivermos mesmo um grande show de abertura é imperdoável divulgar às vésperas,impossibilitando assim mais turistas,mais interesse de patrocínio.
*Bebidas,restaurante? Não havia,a não ser latinhas através dos ambulantes.
Muita gente sabe o que é um grande festival, infelizmente o nosso ainda está amador, precisa ser aberta as portas a quem sabe como fazer um festival,a quem entende de produção por experiência, por ter feito,é assim que se constrói o melhor,reunindo pessoas com competência prática,não desprezando aqui o passo importante e muito desejado por todos que trabalham com música e cultura que é esse festival,mas pela certeza que ele tem tudo pra crescer,grandes talentos,boa vontade por parte de Daniele Esmeraldo e sua equipe,ja que é sabido que a cultura dessa terra estava abandonada,pela certeza que críticas do bem só acrescentam,pela satisfação da retomada do Crato como "cidade da cultura" através dessa gestão e por ser uma grande torcedora de que, já que em Juazeiro do Norte o diferencial é a religiosidade, o nosso seja a CULTURA!
VIVA A RETOMADA DOS FESTIVAIS CRATENSES!

Um comentário:

  1. Acho super válida a iniciativa de dar continuidade a um projeto antigo e que agora tá sendo revitalizado,porém faço aqui uma sugestão,porque ao invés de competitivo,não se faz um festival de capacitação,de formação??Acho que o cunho pedagógico sempre é louvável,senão fica apenas um evento,que nada fica para a cidade e em especial para os músicos.

    E o retorno ,a capacitação e o intercâmbio com os músicos de outros lugares é algo que faz a diferença.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...