terça-feira, 31 de maio de 2011

PROGRAMA INFLUÊNCIA DO JAZZ - Hoje, Terça-feira 14:00 - Rádio Educadora do Cariri

http://3.bp.blogspot.com/-mfQeAXfHRQk/TeTO15OFGfI/AAAAAAAAXdo/BG-h7RhZElg/s1600/Influencia_do_Jazz480.jpg

No programa "Influência do Jazz" de hoje, abordamos o chamado Jazz Fusion, que é a fusão da harmonia jazzística e improvisação, com outros estilos musicais, como o Rock, Funk, Samba e até o Hip-Hop. O estilo começou com músicos de jazz que misturaram as formas e técnicas de jazz aos instrumentos elétricos do rock aliados à estrutura rítmica da música popular afro-americana, tais como o soul music e o rhythm and blues.

Os anos 70 foram o período mais produtivo para o estilo, embora o fusion tenha prosseguido com uma produção expressiva, sobretudo no final do século XX e início do século XXI, com reedições de álbuns clássicos de fusion e a gravação do estilo por artistas do jazz tradicional.

Os maiores nomes do Fusion estarão representados no programa de hoje, que está simplesmente imperdível. Personalidades como Miles Davis, Herbie Hancock, os Irmãos Michael e Randy Brecker, os grupos Tower of Power, Incognito, Lee Ritenour, Chick Corea Elektric band, o baterista Dave Weckl e muitos outros estarão no programa desta terça-feira.

Não perca! - Hoje, Terça-feira
14hs - Pela Rádio Educadora do Cariri, com transmissão simultanea pela Rádio Chapada do Araripe Internet.

www.radioeducadoradocariri.com
www.radiochapadadoararipe.com

segunda-feira, 30 de maio de 2011

AGRADECIMENTO DA AFAC-ASSOCIAÇÃO DOS FILHOS E AMIGOS DO CRATO

A AFAC – Associação dos Filhos e Amigos do Crato, informa aos seus associados e aos caririenses residentes em Fortaleza, que já entregou ao Batalhão do Corpo de Bombeiros em Crato, todo o material recebido como doação para distribuição às vítimas das enchentes no Crato.

Foram arrecadados quase 400 kg de alimentos não perecíveis(perto de meia tonelada), 193 peças de vestuário masculino e feminino, toalhas de banho, lençóis, bonés, meias, cintos e calçados.


A AFAC – Associação dos Filhos e Amigos do Crato agradece a todos os caririenses que nos ajudaram com doações, o grande apoio recebido por parte da AUDITECE - Associação dos Auditores Fiscais do Tesouro do Estado do Ceará, a José Airton Brasil e Amarillo Santana da SEFAZ, a toda a diretoria da AFAC, ao Lyons Clube de Fortaleza e a Casa do Leão, à UNIÃO CARIRI – União das Associações dos Filhos e Amigos do Cariri, ao Corpo de Bombeiros sediado em Crato, Defesa Civil em Crato, ao humorista cratense Luciano Lopes (LUANA DO CRATO) , Sr. Arnaldo Lima (músico cratense) Antonio Mapurunga, e Capitão Sobrinho(Corpo de Bombeiros do Crato).

Agradece

A AFAC – Associação dos Filhos e Amigos do Crato
A Diretoria

domingo, 29 de maio de 2011

TEMPO


“Como o homem seria desgraçado se não tivesse o dom maravilhoso de imaginar, de fantasiar, de sonhar! O que teria sido de mim se todo eu estivesse amarrado a este quotidiano doméstico e social! Mas não. Desde criança que sei que há um reduto inexpugnável: a clandestinidade do espírito."(Miguel Torga)

Muito tenho meditado sobre o tempo e sua não linearidade. Ora, as coisas são contadas por nós mas esta numeração é subjetiva embora pareça exata. Conheço gente de vinte anos mais travada ou impedida do que alguns de oitenta e seis, tendo meu pai como exemplo. Sei de mulheres que vivem uma relação tão solitária e desamorosa que, só quando esta se acaba, é que começam a experimentar verdadeira experiência amorosa com a vida. Ou seja, pode –se , em uma semana, ou até mesmo num dia , viver uma intensidade , um gozo, uma plenitude emocional que os trinta anos anteriores não foram capazes de proporcionar. Há assuntos nos quais me sinto com 5 anos de idade, outros, 180, noutros, um mês. Se para se mudar uma vida basta um dia, esta é única compensação que temos para o inevitável tempo perdido. Minha estratégia é alinhar-me a ele, ao implacável Tempo rei, sabedora de que ele não para e não espera ninguém. Tento ir junto, saboreando o presente, criando alternativas que o otimizem e me adiantem umas “casas” nos departamentos onde o perdi.
Lembrei –me agora de uma vez, no interior do Espírito Santo, em que conheci um lavrador a quem pedi informação e ele, atencioso, seguira ao meu lado pela estrada de terra, para me deixar no destino que eu queria naquela zona rural. O sol da tarde calma, nosso passos e a conversa rolando. Como o é o nome do senhor? Ah, minha fia, meu nome é Rosa. Que bonito, tipo Noel Rosa, Guimarães Rosa, o seu é como? O meu é Rosa Maria. Meu deus, nome de mulher! E o pessoal não ficou de chacota com senhor não? Nada minha fia, é que minha mãe teve nove filhos. Tudo menino-home. Quando chegou na minha vez, que eu sou o último, a parteira falou que mais um que ela tivesse ia virar anjo, porque ela já estava de ventre cansado. Ah, ela não duvidou e falou: “ não quero nem saber, seja home ou mulher, o que sair daqui vai se chamar Rosa Maria. Sempre quis uma filha só pra botar este nome!.” E assim foi, minha fia, era eu e é meu nome. Eu gosto sabe, acho bonito ter nome de flor.
Fiquei olhando aquele homem lindo, muito preto , a pele do corpo sem camisa reluzia fina sobre a musculatura definida pela malhação na lavoura diária. Deve ter uns setenta anos, pensei fixando meus olhos nas mãos calejadíssimas. O cabelo começando a embranquecer na frente a raiz. Quanto anos o senhor tem seu Rosa? Ih, minha fia, agora ocê me apertou sem me abraçar. Ocê sabe que eu não sei?! Então porque o senhor não pergunta à sua mãe. Num cunhici, ela morreu no parto. Depois meu pai até falou de trocar meu nome, mas foi enrolando e não quis trair a vontade dela, né? Mas eu não sei mesmo minha idade. Mas o senhor não faz nem uma idéia assim mais ou menos? Quantos anos o senhor dá pro senhor? Ah, eu já tô aí beirando os quarenta, ou cinquenta, por aí.
Me enterneci. Não tinha importância o código. Não interferia no seu roteiro, não era decisivo no tema da felicidade. Os olhos de Rosa Maria seguiam sorridentes entre a verde mata do norte capixaba e eu encantada ao lado daquela entidade, aquele preto velho com postura de carvalho. Seu Rosa Maria impunha respeito pela sua extrema felicidade e a mim, especialmente encantava por colocar esta subjetividade simbólica numérica no seu devido lugar. Quase chegando na fazenda aonde eu ia, ainda insisti: Será que não há um jeito de o senhor saber ? Óia ,minha fia, tem sim. Diz que lá par cima , ali pertinho da Serra da Boa Vista, mora um que nem eu assim, que eu mamei na mãe dele. Então eu penso em falar com ele e pela idade dele tirar a minha, porque eles falam que nós mamamos na mesma época. A mãe dele inda tá viva. Não é de hoje que tô pra ir lá perguntar a véia, menina, mas cadê tempo?
(Elisa Lucinda)

FONTE: http://www.escolalucinda.com.br
Imagem captada do windows

sábado, 28 de maio de 2011

FALANDO DE MIM

Segredos guardados
Momentos de mim
São guerras eternas
Angustias internas
caminhos partidos
em fogo cruzados
segredos fadados
desejos enfim


Amores mentidos
em vão repartidos
sem ter amanhã
dilui-se com o dia
em meio à utopia
tão vaga, tão vã
em tragos,
em rastros
zumbidos assim.

É que à noite costumo
agir sem razão
espalho Sem rumo
sem medo e sem prumo
a tudo enfim
amor, coração...
Me arrimo aos abraços
e espalho pedaços
Das luzes de mim


Wilton Dedê

HOJE (28.05) E AMANHÃ (29.05) NO TEATRO RACHEL DE QUEIROZ, EM CRATO-CE

INDICAÇÃO: 14 ANOS

SALVE O CRATO!!!






POR QUE CID GOMES E CAMILO SANTANA
INSISTEM EM INSTALAR ATERRO SANITÁRIO NO CRATO?

Os cidadãos cratenses têm o privilégio de fixar sua existência no sopé da Serra do Araripe – importante e inestimável relicário de biodiversidade ofertado generosamente pela natureza. De lá, enormes aqüíferos espalham-se sob nossos pés, alimentando fontes, rios e poços, garantindo a beleza da flora, a sobrevivência da fauna e atendendo às necessidades humanas. Mas uma insistência desmedida promovida pelo governo do estado ameaça a conservação desse patrimônio e a qualidade de vida dos munícipes: a instalação de um aterro sanitário no Distrito de Ponta da Serra.

Consultei membros do povo acerca do problema em questão e não ouvi deles nenhuma informação que pudesse balizar o exercício da consciência, da crítica e da opinião. Ignoravam, por exemplo, que 500 toneladas de lixo seriam lançadas todos os dias no chamado Aterro Sanitário Consorciado do Cariri, sendo 60% oriundo de Juazeiro do Norte e o restante de Crato e mais oito municípios da região. Também não sabiam que tal empreendimento provocaria irreversível impacto ambiental e atentado à vida humana por poluir os lençóis freáticos que banham nosso subsolo. Outro dado desconhecido era o de que o aterro tão festejado pelo governo teria vida útil de cerca de vinte anos, transformando-se, depois, numa obra morta e inútil. 

Pergunta-se, então, ao governador Cid Gomes e ao secretário das cidades Camilo Santana: 

- Que sentido teria a instalação do aterro sanitário em Crato mesmo sendo notória agressão ao meio ambiente e pondo em risco a saúde de milhares de vidas humanas? 

- Por que essa insana e desrespeitosa insistência, se foi tecnicamente comprovada a viabilidade do aterro no município de Caririaçu, inclusive com a aprovação pelos poderes locais?

Ao povo do Crato cabe, por conseguinte, responder à seguinte interrogação:  

- Somos de acordo que seja instalado o aterro sanitário aqui, mesmo sabendo das conseqüências devastadoras contra o meio ambiente e a saúde pública, com a poluição de nossas águas subterrâneas? 

Inicio aqui o rosário de respostas: NÃO! 


Cacá Araújo
Professor e Dramaturgo
Crato-Cariri-Ceará-Brasil     

Cleilson Ribeiro:Em Breve Lançamento de Um Grande Livro-Wilson Bernardo.

Um dos maiores poetas do Cariri e porque não dizer do Brasil,lançara em breve um de seus grandes livros de poemas.Eu tive a felicidade de fotografar e fazer a capa do seu livro,e afirmo é com certeza um dos melhores livros de poemas que eu já li.Grande luz espiritual para um grande poeta Cleilson Ribeiro,que é Professor de literatura e compositor.

             Do equilíbrio

O equilíbrio
a escolha
o insulto
como subterfúgio,
e distende seu bigode íngreme
dentre farpas e horizontes engaiolados.
Sua língua
sua sargaços contidos
na tensa vastidão da geometria do medo.

 No estômago,
não guarda claridão alguma,
mas auspicia o remorso de um pássaro
em repouso,
planejando derreter
os resíduos da linguagem
dos caminhos.
Cleilson Ribeiro

Fotografia e capa do livro:Wilson Bernardo                 

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Palestras Literárias

SESC

Palestras Literárias
Análise dos livros indicados para o vestibular da URCA 2011.2


O Ano da Morte de Ricardo Reis (José Saramago)
Prof. Mestre Flávio Queiróz
Dia 02/06
19h
SESC Crato
Fogo Morto (José Lins do Rego)
Prof. Eveline Pereira
Dia 03/06
19h
SESC Crato
Dois em um (Alice Ruiz)
Prof. Samara Inácio
Dia 07/06
19h
SESC Crato
Melhores Poemas de Florbela Espanca
Prof. Emerson Cardoso
Dia 08/06
19h
SESC Crato
Melhores Poemas de Patativa do Assaré
Prof. Mestre Flávio Queiróz
Dia 09/06
19h
SESC Crato
Terra Sonâmbula
Prof. Samara Inácio
Dia 10/06
19h
SESC Crato

Contato:
Biblioteca SESC Crato  3523-4444
Ramal: 206

Agenda do encontro Cariri Mostra Musical Ibero Americana

Mano Chao























Quinta 02 de Junho
 Manhã
Visitação à Fundação Casa Grande
 Tarde
Visitação Artesão Expedito Seleiro
 16h – Apresentação com Grupo de Tradição Popular – Coco Frei Damião – Juazeiro do Norte
 Noite
19h Abertura Oficial
 Representantes:
 Fundação Casa Grande – Memorial do Homem Kariri
 Centro Cultural Banco do Nordeste do Brasil – CCBNB
 Prefeitura Municipal de Nova Olinda
 Universidade de Coimbra
 20Hs Espetáculo de Abertura

“Rua do Vidéo” com ABANDA – CE/BR

Part. Jefferson Gonçalves – RJ/BR


 Sexta 03 de Junho
Manhã 08:00 as 10:00 Hs.Conversa com:
Conceição Lopes – PT - “A influência oriental na Península Ibérica e suas migrações”.
Lia Marchi – PR/BR e Prof. Domingos Morais – PT “A influência das festas e dos instrumentos portugueses na música tradcional brasileira”.10:00 as 12:00 Hs.
Conversa com:
Manu Chao – ESP - “Música e transformação social”
Vitor Ramil – RS/BR e Carlos Moscardini – ARG - ”Conexões Musicais Sul-Sur”
Tarde15h – No Varandão Padim Reira - Vivência Corpo em desenvolvimento com Juliana Longuinho eVanessa Louise 16h – Apresentação com Grupo de Tradição Popular – Banda Cabaçal Santo Antonio – Juazeiro do Norte
Noite
20Hs. Encontro Musical Com: Elizah – RJ-BR
Paulo Brandão-RJ/BR- Costa Neto – MÇ- Daniel Sá – RS/BR- Edson Natale – SP/BR

Sábado 04 de Junho
08:00 as 10:00 Hs.Conversa com:
Gabriel Plaza – ARG - “De Ushuaia a La Quiaca. Nuevo mapa de la música argentina” Maria Carrascal – ARG - “Argentina, um mercado para a música do Brasil”. 10:00 as 12:00 Hs. Conversa com: Edson Natale Itaú Cultural – SP/BR - “Algumas Conexões musical na América Latina” Arthur de Farias RS/BR - “As raízes comuns da música do sul e da América do sul”. Ruy Cezar - BA - “Mercado Cultural e conexões”
Tarde15h – No Varandão Padim Reira - Vivência Corpo em desenvolvimento com Juliana Longuinho eVanessa Louise 16h – Apresentação com Grupo de Tradição Popular – Reisado dos Irmãos – Juazeiro do Norte
Noite
20Hs. Encontro Musical Com: Vitor Ramil - RS/BR e Carlos Moscadini- ARG.
Domingo 05 de Junho 08:00 as 10:00 Hs.Conversa com:- Marcelo Brissac – RJ - ” Música de Invenção – criação, repertório e novos sons”.- Janete Haouli – PR/BR - “Devir – Rádio: utopias e intersecções possíveis”-10:00 as 12:00 Hs.Conversa com: Conversa com: Elizah Rodrigues- RJ/BR - ” Formação de Rede – o embarque no Coletivo”.Costa Neto – MÇ - “Música africana no contexto social”

Tarde
Parque Ambiental dos Cajueiros-16h – Jogo de Futebol Ibero Americano
Noite- 20Hs. Encontro Musical
Manu Chao – France- André Magalhes –SP/BR- Arthur de Farias – RS/BR- Betão Aguiar – SP/BR- Zé Herinque – TO/BR- Paulo Matricó – PE/BR- Tiago Araripe – PE/BR- ABANDA – CE/BR

fonte:http://www.micmag.net/pt/dicas/302-brasil-cariri-mostra-musical-ibero-americana


Domingo terá início a festa de Santo Antônio de Barbalha, uma das mais tradicionais e culturais da região do Cariri.

Tronco percorrerá sete quilômetros, do Sítio São Joaquim até a sede do município (Foto: DEIVYSON TEIXEIRA) Tronco percorrerá sete quilômetros, do Sítio São Joaquim até a sede do município (Foto: DEIVYSON TEIXEIRA)

Falta pouco para o início dos festejos da tradicional Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio, em Barbalha. A partir deste domingo, devoção, cultura e festa se unem no Cariri para celebrar o santo casamenteiro e padroeiro da cidade.

A Prefeitura de Barbalha estima que 500 mil pessoas participem do evento entre o dia 29 de maio e 13 de junho. No dia 29, dia do hasteamento do mastro de Santo Antônio, 350 mil pessoas devem passar pela cidade.

Tudo começa na manhã do domingo, com missa às 9 horas seguida de procissão da matriz de Santo Antônio até a Igreja do Rosário. Às 11 horas, milhares de pessoas acompanham os sete quilômetros de carregamento do tronco de “rama branca”, de duas toneladas e meia e aproximadamente 23 metros de comprimento, do Sítio São Joaquim até a sede do município.

Em três palcos, 53 grupos de reisados, maneiro-pau, bandas cabaçais, entre outros, se apresentam para o público que enche a cidade nesse período do ano. Até o dia 13 de junho, no Parque da Cidade, grandes shows prometem reunir entre 20 e 25 mil pessoas por noite.

De acordo com o secretário de Cultura e Turismo de Barbalha, Dorivan Amaro, a prefeitura prepara esquema de infraestrutura, segurança e decoração especial para a festa.

Amaro cita que 190 policiais militares e 60 profissionais contratados vão fazer a segurança do evento. Oito homens do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) e seis da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) ajudam a organizar o trânsito.

O secretário do Turismo explica que, neste ano, os shows à noite serão abertos ao público. “Todos os shows são de portas abertas porque entendermos que isso gera emprego e renda. É uma festa aberta para os barbalhenses”, pontua. Para agradar todos os gostos, também foi incluído um show religioso no evento, com a banda de rock gospel Rosa de Saron.

E como nem tudo é só festa, além das missas na Igreja de Santo Antônio, há trezenas (treze noites de oração) à noite e peregrinação, de casa em casa, da imagem do santo padroeiro.

O quê
ENTENDA A NOTÍCIA
A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio é uma das mais tradicionais festas populares do Estado. Ano passado, o público foi estimado em 450 mil pessoas. Shows gratuitos devem atrair mais gente este ano a Barbalha, no Cariri.

SAIBA MAIS

De 28 de maio a 13 de junho, a festa em Barbalha terá apresentações em três palcos: no Largo do Rosário, no Marco Zero e outro no Parque da Cidade. Nesses locais, os destaque são os shows de forró e atrações de destaque local e nacional. Apresentam-se: Forró do Muído (dia 9), Ítalo e Renno (10), Quinteto Violado e irmãos Aniceto (11) e José Augusto (12, Dia dos Namorados)

Os festejos terminam só no dia de Santo Antônio, 13 de junho. Para marcar a data, haverá celebração de missa de encerramento às 9 horas na Igreja Matriz e cortejo pelas principais ruas da cidade, à tarde, com o carro-andor que carrega a imagem.

O tronco que serve de mastro na festa do padroeiro foi cortado no último dia 13 seguindo Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público Estadual e Instituto Chico Mendes. A Prefeitura se comprometeu a replantar 200 mudas por conta do corte e já definiu as árvores para os próximos três anos de festa.

Neste ano também foi lançado documentário do cineasta Rosemberg Cariry sobre a festa. O vídeo compõe inventário de documentos no processo de tombamento da Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio como patrimônio imaterial brasileiro.

O ritual do corte do pau para a festa de Santo Antônio foi oficializada pela Igreja de Barbalha em 1928. Há registros, porém, que dão conta da festa sendo realizada ainda no século XIX.

Thiago Mendes
thiagomendes@opovo.com.br


fonte: o povo on line

quarta-feira, 25 de maio de 2011

DE DENTRO


dentro do joelho
no entre as virilhas
na cova umbigo
talvez na quinta vértebra
entre um e outro ouvido
no prepúcio

calcanhar
dedos da mão
pelos da cara
no curvo coração
ou no reto
no diafragma
ou na testa

sob a pápebra
atrás da retina
vasculhe, vasculhe
esvazie as veias se preciso
limpe o intestino
os rins
o fígado
a glote

vigie o tutano
os nervos
vasculhe, levante
sacuda, abra
pulmão
testículos
próstata
sola do pé

não desista
insista, vasculhe
perscrute
que é palavra melhor
que está em algum lugar
não cague
não cuspa
não vomite
não retire
ceras
ramelas
os sem nome do nariz e dos baixos

deixe tudo dentro
até encontrá-lo
quando acontecer
extirpe
rasure
e o abandone ao próximo corpo

POSTAGEN DE RUBENS DA CUNHA PARA O BLOG http://casadeparagens.blogspot.com

PROJETO FIM DE TARDE DE VOLTA AO CARIRI


A Sertão Pop Produções está trazendo de volta o projeto "FIM DE TARDE". A idéia é retomar os benefícios que o horário diferenciado desse projeto nos proporciona. Além de termos mais tempo para curtir a noite de sábado, esse projeto visa também se adaptar aos novos rumos que os eventos estão tomando por conta dos horários que a SEMACE está liberando.
Para esta edição, contamos novamente com o auxílio luxuoso das bandas NIGHTLIFE E LOS THE OS, que prometem fazer um fim de tarde bem gostoso para todos, assim como também gostoso é o local do evento, o TERRAÇUS - Bar e Petiscaria.
Naturalmente será um FIM DE TARDE e início de noite maravilhoso!

SERVIÇO

FESTA FIM DE TARDE
Música ao vivo com as banda Nightlife e Los The Os
DATA: 28/05/2011 - A partir das 17:30h
LOCAL: Terraçus Bar e Petiscaria - (AV. PEDRO FELÍCIO CAVALCANTI - TRIÂNGULO DO GRANGEIRO)
INFORMAÇÕES: (88) 9666.9666 ou 8824.2131

CENAS BREVES

terça-feira, 24 de maio de 2011

GRANDES ESPETÁCULOS EM CRATO-CE




A Morte no Planeta Aquarius

Luiz Domingos de Luna*

Outro dia fui convidado, como de costume, para retornar ao meu planeta Natal Aquarius, depois dos procedimentos já devidamente expostos na Série Aquarianos, peguei a nave e fui ao meu velho Planeta Natal Aquarius, nem precisa dizer que tudo estava do mesmo jeito, vez lá o tempo real não existir. Entrei na conferência, coloquei o chip Aquariano, sentei confortavelmente na minha cadeirinha e á frente o telão em 3D, o tema a girar: A Morte no Planeta Aquarius. Senti logo uma dor violenta, talvez a ressonância magnética do Chip terráqueo, as lembranças da morte, da efemeridade da vida, a beleza do palco existencial do 3º planeta da via láctea, as flores, as abelhas, os pomar vieram logo à mente, acenei para o irmão que o meu processador estava com defeito, pois, a memória do Planeta Terra não tinha sido deletada eu estava em Aquarius, mas a memória terrena sempre a rondar minha imaginação – técnico disse que o meu chip seria virtual e real e eu como sempre, seria um cobaia mais uma vez, no meu querido Planeta natal Aquarius. Ora mensagens aquarianas, ora terrestres e a dor sempre aumentado, na verdade um dor imaginário visto em Aquarius não existir, o conferencista apareceu todo empolgado, já fui ficando desconfiando, vez em Aquarius não existir emoção, mesmo assim, continuei a assistir atentamente à palestra, “Irmãos Aquarianos, nosso planeta, como é de conhecimento dos senhores tem a maior tecnologia do universo somos capazes de viajar a 1000 vezes a velocidade da Luz e repor a matéria clara em escura, temos o Bóson de Higgs, para construção de vários universos, somos os melhores no espaço sideral na matéria ou na falta desta. E haja palmas e mais palmas eu já estava tonto de tanta confusão, pois em Aquarius não existe emoção.” Em seqüência o conferencista foi direto ao mérito da questão, Prezados aquarianos, creio já é tempo de se pensar na morte em Aquarius. Eu como já tenho conhecimento sobre esta assassina de vidas, no meu computador pessoal, acendi logo a luz vermelha, o refletor em minha direção,gritei para a assembléia constituída que a morte e a pior variante determinante no Planeta Terra, implantar a morte em Aquarius é um suicídio para nós todos os aquarianos – O Conferencista quis saber o porquê. - Excia.. A morte mata todos igualmente, não escolhe, é um dado amostral existencial no Planeta Terra, um verdadeiro caos, além é claro do mistério que comporta. -A Matéria fica onde? Quis saber o conferencia? -No cemitério ou é cremada. -Quem faz isso? Os microorganismos e os humanos. -O Conferencista replicou caro irmão aquariano sua justificativa se baseia no fato emocional que não existe no nosso chip aquariano, pois nós entendemos a morte como um processo terminal de misturas de DNA num processo continuo, onde os primatas poderão evoluir sempre, já nosso DNA é fixo, em memória, somos excelentes no processo de armazenamento,mas péssimos no processo cognitivo e para continuarmos a frente da civilização humana precisamos misturar o nosso DNA – Entendo isto ? -Sim senhor, - ficou bem claro, - com certeza. -Um dos presentes precisa morrer. - Vamos à votação, eu senti logo um dor psicológica, vez em Aquarius, a dor não existir. O telão girava e votação a todo vapor, no final da votação o meu nome como o cobaia de sempre estampado lá para todo mundo ver, logo um calafrio na alma, uma forma pedagógica de explicar as humanos. Apresente- se para a morte! – Questionei, mas conferencista -, isto não é a morte dos humanos, assim é uma pena de morte. A Pena de morte não é aplicada em todos os países do planeta terra, e nos que é aplicado, precisa ter um processo que justifique tal fim, pois a um erro não tem mais como corrigir vez, o morto permanecer morto para sempre. -E a alma não continua viva? –sim senhor a alma continua viva, - assim ninguém mata o ser o humano, vez a alma continuar viva - é isto? – Exatamente excelência.
O Sábio pediu a palavra e disse: na terra é a assim, mata-se o corpo, mas não se mata a alma, porém, quanto se mata a alma é porque o corpo já está morto.
-Entendeu?
Não?
-Duvidas?
Todas
-Mas é assim que a coisa funciona

(*) Luiz Domingos de Luna - Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora- Ceará

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Regulamento da I Mostra de Vídeo “Brincantes”

1. APRESENTAÇÃO

1.1 A I Mostra de Vídeo “Brincantes” é uma iniciativa do Coletivo Camaradas em parceria com a Universidade Regional do Cariri – URCA, através da Pró-Reitoria de Extensão – PROEX, Instituto Ecológico e Cultural Martins Filho – IEC e a Secretaria Municipal da Cultura do Crato, tendo como foco vídeos amadores e profissionais sobre cultura popular produzidos nos diversos estados brasileiros;

1.2 A Mostra será realizada no período de 17 a 20 de agosto de 2011, no Centro Cultural do Araripe, na cidade do Crato;

1.3 A Mostra não terá caráter competitivo e nem distribuirá entre os inscritos qualquer forma de pagamento ou premiação financeira;

1.4 A Mostra será dividida em Mostra Nacional e Mostra do Projeto “No Terreiro dos Brincantes“ desenvolvido pela PROEX/URCA/IEC e Coletivo Camaradas.

2. OBJETIVOS

2.1 Divulgar a produção de vídeos amadores e profissionais sobre a temática cultura popular como forma de contribuir com a memória social, com a diversidade e identidade cultural do povo brasileiro;

2.2 Criar acervo com a finalidade de ser disponibilizado gratuitamente para pesquisadores, professores, produtores, artistas e cineastas para atendendo propósitos pedagógicos, científicos e culturais;

2.3 Apresentar o resultado do Projeto “No Terreiro dos Brincantes” e criar possibilidades de parcerias com instituições culturais e educacionais.


3. DO PERÍODO E DOS LOCAIS PARA AS INSCRIÇÕES

3.1 As inscrições para a MOSTRA, poderão ser realizadas no período de 30 de maio a 01 de agosto de 2011, na sala da Pró-Reitoria de Extensão – PROEX - Campus Pimenta URCA, no horário das 8h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00 ou pelos Correios pelo seguinte endereço:
MOSTRA DE VÍDEO “BRINCANTES”
Pró-Reitoria de Extensão – PROEX – URCA
Rua Cel. Antonio Luiz,1161 – Bairro Pimenta CEP: 63.105-000 Crato/CE
3.2 A inscrição inclui o preenchimento de ficha padronizada (Anexo I) e entrega do vídeo em DVD;
3.3 A Comissão não se responsabiliza por extravio dos materiais enviados.
3.4 Os trabalhos inscritos não serão devolvidos em hipótese alguma;
3.5 São de total responsabilidade do remetente todas e quaisquer despesas relativas à sua inscrição postal;
3.6 No ato da inscrição o participante declara que concorda com todos os termos deste regulamento, incluindo a reprodução, divulgação e distribuição sem fins lucrativos das obras enviadas;
3.7 Não será cobrada taxa de inscrição;
3.8 As informações fornecidas são de total responsabilidade do inscrito.

4. EXIGÊNCIAS E FORMATO DOS TRABALHOS

4.1 Os trabalhos deverão ser entregues em DVD;
4.2 Os vídeos serão aceitos nas diversas mídias, incluindo vídeos produzidos em celulares;
4.3 Na capa do trabalho (DVD) deverá constar o título e duração do trabalho;
4.4 A responsabilidade por imagens e músicas de terceiros utilizados nos trabalhos inscritos, compete aos seus produtores/realizadores, cabendo a estes todo e qualquer ônus relativo a questões de direitos autorais.

5. DA SELEÇÃO

5.1 Os trabalhos serão selecionados por equipe composta por profissionais da área do audiovisual, indicados pelo Coletivo Camaradas e as entidades parceiras;
5.2 Os critérios de seleção dos trabalhos serão: a) Atender ao critério da temática da Mostra: Cultura Popular, b) Que o material apresente qualidade de audível; c) Preenchimento da ficha de inscrição e consentimento das exigências do presente regulamento;
5.3 Serão selecionados 30 vídeos;
5.4 A lista dos trabalhos selecionados para exibição será divulgada através do blog do Coletivo Camaradas – www.coletivocamaradas.blogspot.com e do site da Universidade Regional do Cariri – URCA – www.urca.br no dia 10 de agosto;
5.5 Aos participantes da MOSTRA serão conferidos certificados de participação.

6. DAS MENÇÕES HONROSAS

6.1 A comissão julgadora poderá, a seu exclusivo critério, outorgar Menções Honrosas;
6.2 . Não haverá premiação em dinheiro para as menções honrosas outorgadas

7. DA CESSÃO DE DIREITOS

7.1 Os realizadores de trabalhos inscritos na MOSTRA cederão automaticamente ao Coletivo Camaradas e a Pró-Reitoria de Extensão da URCA, quando da referida inscrição, os direitos autorais relativos à reprodução e exibição pública sem fins lucrativos;
a) Entende-se por reprodução e exibição sem fins lucrativos aquelas destinadas a intercâmbios culturais e que não aufiram lucros.
b) A organização da Mostra de vídeo informa que os trabalhos inscritos e selecionados passarão a fazer parte do acervo da mostra e do Coletivo Camaradas e da PROEX/URCA também poderão ser utilizados para fins culturais, sem objetivos comerciais.

8. DISPOSIÇÕES GERAIS

8.1 A inscrição de trabalho na Mostra de Vídeo implica na total e irrestrita aceitação do presente regulamento;
8.2 Os casos omissos serão decididos soberanamente pela Comissão Organizadora.


Crato-CE, 23 de maio de 2011.


Alexandre Lucas Silva
Coordenador do Coletivo Camaradas


Maria Arlene Pessoa da Silva
Pró-Reitora de Extensão – PROEX/URCA






ANEXO I
MOSTRA DE VÍDEO BRINCANTES
Crato, CE – 17 a 20 de agosto de 2011

FICHA DE INSCRIÇÃO

Título do Vídeo:
Duração:
Ano de Produção:
Local de Produção: ( Cidade/Estado)
Formato Original:
Ficha Técnica:
Sinopse do Filme:
Responsável pela Inscrição:
Endereço completo:
Bairro:
CEP: Cidade: Estado:
Telefone:
Celular:
E-mail:

Declaração
Eu, ____________________________________________________________, declaro para os devidos que as informações fornecidas são verídicas e que tenho a devida autorização para efetuar a inscrição do seguinte vídeo: ________________________________________________, bem como autorizo conformes consta no regulamento a cessão de direitos autorais relativos à reprodução e exibição pública sem fins lucrativos do referido trabalho e o mesmo fará parte do acervo da Mostra, do Coletivo Camaradas e da PROEX/URCA e também poderão ser utilizados para fins culturais, sem objetivos comerciais.

Data: _____ de ____________________ de 2011.


Assinatura do responsável pela inscrição: _____________________________

UBUNTU

 
A jornalista e filósofa Lia Diskin, no Festival Mundial da Paz, em Floripa (2006), nos presenteou com um caso de uma tribo na África chamada Ubuntu.
Ela  contou que um antropólogo estava estudando os usos e costumes da tribo e, quando  terminou seu trabalho, teve que esperar pelo transporte que o levaria até o aeroporto de volta pra casa. Sobrava muito tempo, mas ele não queria catequizar os membros da tribo; então, propôs uma brincadeira pras crianças, que achou ser inofensiva.
Comprou uma porção de doces e guloseimas na cidade, botou tudo num cesto bem bonito com laço de fita e tudo e colocou debaixo de uma árvore. Aí ele  chamou as crianças e combinou que quando ele dissesse “já!”, elas deveriam sair correndo até o cesto, e a que chegasse primeiro ganharia todos os doces que estavam lá dentro.
As crianças se posicionaram na linha demarcatória que ele desenhou no chão e esperaram pelo sinal combinado. Quando ele disse “Já!”, instantaneamente todas   as crianças se deram as mãos e saíram correndo em direção à árvore com o cesto. Chegando lá, começaram a distribuir os doces entre si e a comerem felizes.
O antropólogo foi ao encontro delas e perguntou porque elas tinham ido todas juntas se uma só poderia ficar com tudo que havia no cesto e, assim, ganhar muito mais doces.
Elas simplesmente responderam: “Ubuntu, tio. Como uma de nós  poderia ficar feliz se todas as outras estivessem tristes?”
 
Ele ficou desconcertado! Meses e meses trabalhando nisso, estudando a tribo, e ainda  não havia compreendido, de verdade,a essência daquele povo. Ou jamais teria proposto uma competição, certo?
Ubuntu significa: “Sou quem sou, porque somos todos nós!”
Atente para o detalhe: porque SOMOS, não pelo que temos…
UBUNTU PARA VOCÊ!

Por causa de você!

VI Semana de Educação Musical da UFC valoriza cultura cearense


Acontece nesta semana a VI Semana de Educação Musical (SEMU) da Universidade Federal do Ceará, que ocorre simultaneamente em Fortaleza e no Campus do Cariri, entre os dias 23 e 27 de maio. É a primeira vez que o evento ocorre descentralizado, com o objetivo de atingir um maior número de participantes.
O tema desta edição é “Educação Musical: valorizando a cultura cearense”. Na programação, estão previstas mesas-redondas, oficinas, palestras, recitais e apresentações culturais. O evento será aberto às 8h30min do dia 23, no auditório da Pró-Reitoria de Graduação, com recital do Grupo de Flautas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE).

Em seguida, ocorrerá a mesa-redonda “Educação Musical nas Escolas Estaduais”. Os convidados serão os professores Custódio Almeida, Pró-Reitor de Graduação; Izaíra Silvino e Luiz Botelho, do curso de Educação Musical; além de representante da Secretaria da Educação Básica do Estado do Ceará (Seduc).

Serão oferecidas oficinas de Arranjo, Flauta Transversal, Semiologia da Música, Leitura e Notação Rítmica, Prática Coletiva de Violão, Gaita, Princípios de Técnica Vocal e Fisiologia da Voz, Improvisação e Musicografia Braille. Todas serão realizadas de terça (24) a quinta-feira (26), de 10h às 12h, no bloco didático do curso de Educação Musical.

Dentre os palestrantes, o evento traz nomes como Cristiane Holanda (Seduc), Prof. Marco Túlio (Educação Musical – UFC) e Alan Mendonça (movimento Bora! Ceará Autoral Criativo). As apresentações musicais incluem grupos locais como Choro Acadêmico, Mestiço Trio e Realejo Viramundo. No encerramento, haverá show do Quinteto Agreste. Será conferido certificado de participação.

Novo CD de Jefferson Gonçalves, artista participará do encontro de música Ibero Americana:

Novo CD de Jefferson Gonçalves retrata caldeirão de ritmos 

 

Dia 02.06 - ABANDA - participação especial de Jefferson Gonçalves e André Magalhães.
Projeto: Cariri Mostra Musical Ibero Americana
Local: Teatro Violeta Arraes - Nova Olinda -CE
Hora: 20h
Inf. http://mostraiberoamericanafcg.wordpress.com/
mostraiberoamericanafcg.wordpress.com
O Teatro Violeta Arraes Abre suas portas e apresenta – A “Cariri – Mostra Musical Ibero – Americana”. Serão três dias de programação com palestras, vivências e celebrações musicais

 

O gaitista carioca Jefferson Gonçalves, considerado por críticos e público como um dos mais expressivos nomes da nova geração de instrumentistas brasileiros, está lançando seu quarto CD – Encruzilhada (Bluestime Records). O novo trabalho, gravado entre o Rio de Janeiro, São Luís (MA), Vitória (ES), Nova Olinda (CE) e Dakar, no Senegal, aprofunda de modo definitivo uma opção criativa que Jefferson adotara em discos anteriores e em turnês pelo Brasil e por vários países, a de promover fusões, diálogos e intercessões entre gêneros que aparentemente são distintos mas que têm similaridades inescapáveis a ouvintes atentos.
Com essa convicção, Jefferson Gonçalves deixa de traçar paralelas e investe nas confluências, ou em autênticas encruzilhadas, entre ritmos africanos e nordestinos e o blues, com o qual se lançou na carreira artística.
É uma proposta ousada, mas tem a mesma essência que marca na genuína música brasileira – formatada ao longo de cinco séculos por influências e interferências do que se fez e se faz na Europa, na América do Norte e na África, tudo isso temperado com uma malemolência e uma criatividade tipicamente subtropical.
Encruzilhada reúne em 13 faixas, o que inclui duas faixas-bônus, com um time de músicos de primeira linha. Kleber Dias (voz, guitarra, bandolim, violões de 6 e 12 cordas e lap steel), Anderson Morais (bateria e percussão), Sérgio Velasco (guitarras), Fábio Mesquita (baixo), Marco BZ (bateria e percussão), da banda que acompanha Jefferson Gonçalves, se uniram a convidados muito especiais e de igual pluralidade, entre os quais os cantores e percussionistas senagaleses Cheikh e Aliou Guissé, o tocador de Kora Baila Fall Kora, o gaitista argentino Nicolás Smoljan, o cantor americano Richard Werner, o paulista André Magalhães (percussão), o carioca Marco Arruda (percussão), os capixabas Marcelo Maia (viola de 10 cordas) e Fabricio Drummond (baixo acústico), os maranhenses Oliveira Neto (bateria), Samir Aranha (baixo), Ronald Santos (violão de 12 cordas) e Carlos Pial (percussão), os cearenses Ranier Oliveira (sanfona), Beto Lemos (Rabeca, viola de 6 e 10 cordas e percussão), Geraldo Júnior (flauta, ferro e triângulo), Michael “Pipoquinha” (baixo), os meninos da Fundação Casa Grande Aécio Diniz (moringa), Hélio Filho (caxixi e efeitos) e, do caldeirão de sons que o Cariri produz, Dantas Aboiador, misto de vaqueiro e artista popular de Nova Olinda (CE).
Essa troupe mergulhou em composições do próprio Jefferson, ora individualmente ora em parceria com Ranier Oliveira, Beto Lemos, Marcelo Maia, Kleber Dias, Marco BZ, Anderson Morais, Samir Aranha e Cheikh Guissé, e de nomes referenciais do blues, como Muddy Waters, Roy Rogers, Norton Buffalo e Mavis Staples, e da música brasileira, como Carlos Malta. Formou-se daí uma substanciosa leitura de música de qualidade.
“O que está registrado nesse quarto CD, que considero um divisor de águas na minha carreira, retrata um momento da minha vida no qual estou mais preocupado com música do que com estilo”, diz Jefferson.
O novo CD de Jefferson Gonçalves é uma produção iniciada em 2009 e concluída em 2011. Foi gravado nos estúdios Making Of (Rio de Janeiro/RJ), Satori (São Luís/MA), Djijack (Dakar/Senegal), Chachalote (Fradinhos, Vitória/ES) e Zabumba no Kariri (Nova Olinda/CE), respectivamente com os técnicos Fábio Mesquita, Edson Travassos, Paul Ernest “Bugz”, Ricardo Mendes e André Magalhães. A pré-mixagem é assinada por por Fábio Mesquita, Marco BZ e Jefferson Gonçalves, no Making Of, e Edson Travassos, Oliveira Neto e Jefferson Gonçalves, no Satori, para a faixa “Na Hora”. A mixagem final e a masterização foram feitas por André Magalhães, no Zabumba no Kariri.

FONTE:www.jeffersongoncalves.com

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Nem Santo, Nem Herói!

Triste do povo sofrido
Triste do povo iletrado
Triste do povo explorado
Triste do povo iludido
Triste do povo vencido
Que constrói sua prisão
A verdade vem então
Causa furor e espanto
Padim Ciço não foi santo
Nem herói foi Lampião


Coronel que usou batina
O outro foi bandoleiro
Eram galos do terreiro
Eram aves de rapina
Pobre gente nordestina
Aceitando empulhação
Cultua mito malsão
Ilusão que tem encanto
Padim Ciço não foi santo
Nem herói foi Lampião



Allan Sales

Nono Aniversário do Rapadura Cultural

Idealizador do Rapadura Cultural prof. Jorge Carvalho 


Aniversário do Rapadura cultural no Maria Fumaça
Sexta 27 de maio de 2011

várias atrações: cover de raul seixas-reisado-repentistas
-banda cabaçal-e outras atrações surpresa- a partir das 17:00h

foto: blog do Crato


Na base da chinela!

Mundo Cariri e Maria Fumaça apresentam:

“Na Base da Chinela e seus convidados!”

- Nos Intervalos, DJ Daniel Batata!

“Na Base da Chinela”
Geraldo Junior – Voz, flauta e percussão
Ranier Oliveira – Sanfona e voz
Flauberto Gomes – Zabumba e Voz
Michel Leocaldino – Triangulo, percussão e voz

Muita música brasileira e Forró de Raiz!

“A música instrumental, o samba, choro e principalmente o forró, são representados pelo grupo através de suas músicas autorais e nomes como: Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, João do Vale, Luis Fidelis, Abdoral Jamacaru, Ermano Morais, Jacob do Bandolim, Hermeto Pascoal, Trio Nordestino, Jacinto Silvia, Dorival Caymmi, Sivuca, Dominguinhos, Elomar, entre outros.




Onde é isso? Maria Fumaça (RFFSA, crato-ce)
Que horas? 22h
Quando é? 03 de junho (sexta-feira)

Programação oficial do Juá forró!

Lixo à parte, esse ano o Juá forró se destaca na tentativa do resgate do verdadeiro forró, atrações como Elba Ramalho, Alceu Valença, Flavio Leandro, Waldonys e outros abrilhantam a programação! Parabéns aos organizadores do evento!

21/maio – Sábado
Elba Ramalho
Santanna “o cantador”
Chico Pessoa
Forró Vip
Tony Alves e banda
22/maio – Domingo
Alceu Valença
Flavio Leandro
Waldonys
Os Nonatos
23/maio – Segunda-feira
Solteirões
Geraldinho Lins
Caninana
Joãozinho Exu
24/maio – Terça-feira
Forró Real
Ítalo e Reno
Mauricio Jorge
Forró Cara de Pau
25/maio – Quarta-feira
Forró Sacode
Nando Cordel
Forro Pinikado
Tribo Cordel
26/maio – Quinta-feira
Limão com Mel
Namoro Novo
Garota Safada
Forró do Kakiado
Cicéu e Banda
27/maio – Sexta-feira
Collo de Menina
Forró de Taipa
Leonardo de Luna
J. Farias
Expressão Musical
28/maio – sábado
Geraldo Azevedo
Luiz Fidélis
Joquinha Gonzaga
Forró Daquele jeito
Índio e sua tribo

Festa de Santo Antônio de Barbalha

A tradicional Festa de Santo Antônio de Barbalha (Região do Cariri), uma das mais significativas manifestações da cultura popular tradicional, tem seu marco inicial nesta sexta-feira, a partir das 7 horas, com o “Corte do Pau” – o corte da árvore para fazer o mastro que erguerá a bandeira simbolizando o início do período de louvor ao Santo.

Segundo a assessoria de imprensa do evento, no próximo dia 29 um cortejo percorrerá nove quilômetros, transportando o mastro de 20 metros de comprimento e duas toneladas até o patamar da Igreja Matriz.

A programação festiva será aberta às 18 horas desta sexta-feira, na Praça Filgueira Sampaio (antigo Calçadão), com apresentação de banda cabaçal. Destaque especial para o lançamento do documentário de autoria do cineasta cearense, nacionalmente reconhecido, Rosemberg Cariry, que levou para as telas a manifestação da religiosidade e da festa popular, com o filme “Festa do Carregamento do Pau da Bandeira de Santo Antônio”. Após o corte do pau, acontece show com “Os Peleja”, a partir das 21 horas.

Shows

A Festa de Santo Antônio de Barbalha terá até 13 de junho. Ao longo desse período, a cidade contará com três palcos: um no Largo do Rosário, um no Marco Zero e outro no Parque da Cidade. Sempre com programação musical até a madrugada, com direito a muito forró, com atrações de destaque local e nacional.

fonte: Povo on line

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Chamada pública para publicação de cordel do COLETIVO CAMARADAS


Car@s camaradas,

Estamos abrindo inscrições para publicação de 1000 cordéis sobre o Coletivo Camaradas. De acordo com os seguintes critérios:

a) O cordel selecionado para publicação terá como foco: 1. Abordar a história do Coletivo, 2. Apresentar a perspectiva estética e artística do grupo e, 3. Ter um linguajar acessível e didático;

b) Os interessados em escrever o cordel farão isso de forma voluntária e não receberão nenhum valor financeiro em troca;

c) O autor que tiver seu trabalho selecionado automaticamente estará autorizando a divulgação do cordel pelos diversos meios: virtuais e impressos;

d) Havendo mais de uma proposta será selecionado apenas uma e posteriormente será viabilizada uma forma de publicação para as outras;

e) O Coletivo será responsável por definir quais as propostas que se encaixam dentro do interesse de publicação.

f) As propostas devem ser encaminhadas até o dia 31 de maio de 2011, para o email: alexandrelucas65@hotmail.com

Crato, 19 de maio de 2011.

Alexandre Lucas - Coordenador do Coletivo Camaradas

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Exposição:
Guardanapos 
Ricardo Campos

 IMG_1497.jpg

Informações:

Galeria de Artes SESC Juazeiro do Norte
Rua da Matriz, 227 – Centro
Juazeiro do Norte – CE
Abertura dia 09 de maio de 2011, 19h
Visitação das 13h às 21h – Segunda a sexta-feira
Tel.: (88) 3587 1065 / 3512 3355
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...