terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Espetáculo: OH! TERRINHA BOA.


Dias: 10 e 11 de fevereiro, 20h
No Teatro SESC Patativa do Assaré - Unidade Juazeiro
Comédia Teatral / 60 min.
 
Sinopse do espetáculo: É uma Comédia que retrata a saga de uma Família de Nordestinos sertanejos que diante das dificuldades naturais imposta pela seca, o latifúndio e o poder político dos Coronéis é forçado a deixar sua terra de origem e partir rumo acidade de São Paulo na busca desesperada por melhores condições de vida.sendo uma família semi-alfabetizada, portanto apresentando poucos conhecimentos com isso reduzido o Acesso as informações,amarga o peso da exploração e a descriminação do tipo: Baiano Burro.
A dificuldade de moradia e emprego, bem como a adaptação ao grande centro, passa humilhação por não acompanhar a tal modernidade, por Exemplo: andar de escada rolante, obedecer à sinalização do transito na qualidade de pedestre, esta família acaba dividindo com os moradores de rua um espaço debaixo de Viadutos.
Os temas básicos deste espetáculo são: Cultura Nordestina, Descriminação e Preconceito, Religiosidade e Êxodo Rural.
 
Tema livre para todas as idades.   
 
Entrada Franca!

Mostra de Bandas Armazém do Som - Não perca essa oportunidade!!

Material necessário:

  • CD
  • Foto
  • Release
  • Ficha técnica/Mapa de palco
OBS: Não esqueça de colocar no material contatos como telefone (Fixo e Celular) e também e-mail.


--

Programa Cultura SESC Cariri
(88) 3587 1065 (SESC Juazeiro)

REGULAMENTO MONITORIA PARA PROJETO NO TERREIRO DOS BRINCANTES








O Instituto Ecológico e Cultural Martins Filho – IEC da Universidade Regional do Cariri – URCA e o Coletivo Camaradas, no uso de suas atribuições legais, torna público o presente Edital de abertura de inscrições, visando a seleção de 10 monitores para apoio nas atividades do projeto “No Terreiro dos Brincantes” por um período 12 meses contando com o mês da presente publicação.





OBJETIVOS DO PROJETO:





1. Realizar vivências e registros audiovisuais/fotográficos das atividades nos terreiros dos brincantes da cultura popular da região do Cariri e produção de documentários;
2. Realizar “rodas de conversas” entre pesquisadores, estudantes, artistas e brincantes (in loco) e nas IES;
3. Criação de página virtual (site) para divulgação do Projeto e des pesquisas científica sobre as temáticas: Cultura, Grupo da Tradição Popular, Identidade, Patrimônio Imaterial e Religiosidade e temas correlacionados.





Para candidatar-se a monitor o aluno deve:




1. Estar regularmente matriculado em curso numa faculdade/universidade da região do Cariri ;
2. Ter afinidade e preferencialmente ter trabalhos na área;
3. Ter disponibilidade para as atividades do projeto;
4. Assinar termo de compromisso se selecionado;
5. Apresentar, no ato da inscrição comprovante de matrícula atualizado;
6. Preencher ficha de inscrição.

CERTIFICAÇÃO

O aluno monitor que cumprir as atividades e horários estabelecidos, fará jus a certificado, Instituto Ecológico e Cultural Martins Filho - IEC com carga horária definida conforme a participação no Projeto.





LOCAL, DATA E HORÁRIO DE INSCRIÇÃO

As inscrições serão feitas na Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude do Crato, no período de 08 a 10 de fevereiro, das 8:00 ás 11h30.




CRITÉRIOS DE SELEÇÃO




1. Currículo
2. Entrevista

RESULTADO DA SELEÇÃO - CURRÍCULOS




Dia 10/02 – a partir das 17h00 no blog do Coletivo Camaradas – http://www.coletivocamaradas.blogspot.com/





ENTREVISTA





Dia 13/02 – às 14h00, no Auditório do Centro do Cultural do Araripe – REFSA Crato.

PRIMEIRA REUNIÃO COM OS SELECIONADOS:

Dia: 24 de fevereiro de 2012
Horário: 14 horas
Local: Auditório do Centro Cultural do Araripe – REFSA Crato .

Crato, 30 de janeiro de 2012


Prof. Dr. Roberto José Siebra Maia
Diretor do Instituto Ecológico e
Cultural Martins Filho – IEC/URCA

Prof. Alexandre Lucas Silva
Coordenador do Projeto
“No Terreiro dos Brincantes” e
do Coletivo Camaradas

Danielle Esmeraldo
Secretária Municipal da Cultura,
Esporte e Juventude do Crato/CE

PARQUE ESTADUAL DO SÍTIO FUNDÃO CONTINUA ABANDONADO

MENTIRA OU VERDADE?!

DISSE O GOVERNADOR: “EU NÃO SABIA QUE A RESERVA ECOLÓGICA DO SÍTIO FUNDÃO ESTAVA ASSIM... ABANDONADA!”


Por Ed. Alencar


Foto feita em 11 de setembro de 2011. Atualmente quase nada existe.


No dia 22 de dezembro de 2011, quando chegou a cidade do Crato para receber o titulo de cidadão cratense e inaugurar as praças reformadas para o Natal, o governador foi surpreendido com a única manifestação pacífica e silenciosa na cidade. Quando ocupou o palanque da Praça Siqueira Campos, viu surgir em meio à multidão uma faixa, apresentada pelos representantes da família do ecologista Jeferson  da Franca Alencar, que lhe cobravam explicações sobre o abandono da reserva. Em seguida, foi entregue em suas mãos documentos que comprovam, através de textos e fotos, as destruição e vandalismo dentro do Parque, em especial a degradação do velho engenho de pau secular, única relíquia da região. 

Ao folhear os documentos, enquanto falavam os oradores, o governador Cid chamou até o palanque o ex-presidente do CONPAM André Barreto, articulador da compra da reserva, encarregando-o ali de uma missão como seu porta-voz para um levantamento dos problemas do Parque.

Ao término da solenidade, o  governador concedeu entrevista  à imprensa,  dizendo  não  saber  do que estava acontecendo com a reserva . Enfatizou: fiquei sabendo agora, através da faixa e dos documentos que recebi. Concluiu: não quero ser DESMORALIZADO com o que assumi no Crato, assinando uma ordem de serviço perante autoridades e a sociedade. Pedi ao André Barreto que fizesse um relatório dos problemas que o parque está passando. Perguntado por que ele ainda não havia visitado o parque que ele criou, respondeu que já havia visitado a reserva por duas vezes. MENTIRA OU VERDADE?! Pois até hoje não consta nenhum registro de sua visita ao Parque.

Após 30 dias dessas promessas, nesta 2ª feira 30 de janeiro, o governador Cid Gomes e André Barreto se encontraram em Juazeiro do Norte, para o “VEREDICTO” do relatório apresentado, o que deverá ser anunciado em breve.
     
Enquanto isso o velho engenho, desprotegido das chuvas e do sol, voltou a RUIR. Parte de sua estrutura, desprendeu-se com as últimas chuvas da semana que passou. Lamentavelmente, é uma vergonha o descaso do governo com aquela história secular, que se destrói por falta de uma lona de plástico.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Seduc desrespeita resolução do Conselho Estadual de Educação do Ceará

Existem casos que professor de Educação Física leciona Artes no Estado.


A disciplina de Artes é obrigatória no Ensino Básico e exige que algumas especificidades sejam atendidas. No Estado do Ceará a Resolução 411/2006, fixa normas para o componente curricular Artes, no âmbito do Sistema de Ensino do Estado do Ceará. Entretanto a resolução vem sendo despeitada pela Secretaria Estadual de Educação – SEDUC. A resolução entrou em vigor desde 2007.

Conforme o Art. 7º A formação de professores para a disciplina Artes será feita em curso de licenciatura específica na área, conforme as diretrizes curriculares para a formação de docentes. Porém o que se observa é a negligencia em relação a essa questão, a lotação dos professores de Artes é feita sem nenhum critério em relação à formação dos educadores, existem casos em que professores de Educação Física ministram as aulas de Artes.

A preocupação da Seduc, através das Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento da Educação – CREDEs é usar a disciplinar de Artes para complementar a carga horária dos professores. Desconsiderando a formação dos professores e o processo de ensino-aprendizagem dos alunos.

Outro aspecto desrespeitado é o registro da avaliação no histórico escolar, na disciplina Artes tanto em conhecimentos quanto em realizações artísticas, deverá ter caráter descritivo, sem notas ou conceitos, levando em conta realizações nos inúmeros aspectos da criatividade que é possível explorar, conforme prevê o Parágrafo Único do art. 5º.

A resolução indica também no Art. 3º que compete às instituições públicas e privadas a responsabilidade de: I – oferecer condições aos arte - educadores para o cumprimento dos objetivos expressos na Resolução; II – disponibilizar material adequado às necessidades dos arte–educadores e reservar-lhes horários que manifestem a importância do seu trabalho no processo escolar; III – desenvolver programas de formação continuada para sempre melhor qualificação dos recursos humanos responsáveis por essa área de conhecimento; IV – oferecer possibilidades de acesso a eventos locais de interesse artístico para alunos e professores, com a devida preparação, acompanhamento e avaliação.

Outro fator questionado é o material didático oferecido aos alunos que não correspondem os objetivos previstos na resolução estadual.

As Secretarias Municipais de Educação também estão despeitando a resolução estadual. Um dos critérios para sanar o problema é a realização de concurso público para suprir a carência de professores do tanto do Estado quanto dos Municípios.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Irreverência deverá marcar exposição “De Não Artistas” no SESC



Público é incentivado a levar câmera fotográfica e filmadora para fazer extensão da exposição para espaço virtual.

Quem disse que arte é coisa para artista? Essa é a provocação da Exposição “De não artistas” que terá início nesta quinta-feira, dia 26, na Galeria de Artes do SESC Juazeiro do Norte , a partir das 19h00.
...
A exposição deverá ser marcada pela irreverência e a participação do público e consistirá de objetos e trabalhos interativos, além da exibição de vídeos sobre performances e intervenções urbanas realizados com alunos de escolas públicas do Crato, através do Laboratório de Estudos, Vivenciais e Experimentos em Arte Contemporânea – LEVE Arte Contemporânea. Além desses trabalhos terá uma espécie de atelier aberto em que o público poderá criar, montar, dançar, escrever, desenhar, etc. Outra característica é a extensão da exposição para o espaço virtual, tendo em vista que as pessoas estarão sendo instigadas a registrar e disponibilizar fotografias e filmagens na internet.

A exposição “De não artistas” é uma proposta do Coletivo Camaradas que ao longo dos anos vem desenvolvendo trabalhos artísticos e estéticos com esse caráter de inclusão e interação do grande público. “Não pretendemos fazer arte para os artistas, pois esse já tem acesso a arte. Queremos fazer arte com e para o povo”, acrescenta o integrante do Coletivo, Ricardo Alves.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Raiz da Educação Pública no Cariri- Monsenhor Vicente Bezerra - 85 anos

No dia 07 de Setembro de 1920, ao som do apito do trem é formalizada a inauguração oficial da linha férrea, Aurora – Fortaleza- Fortaleza-Aurora a população aplaudia como um presente do Estado do Ceará, a chegada à plataforma na agencia da estação em Aurora-CE, o povo boquiaberto com aquela enorme máquina do progresso sobre linhas, os mais céticos a observarem como tão potente estrutura se equilibrava em retas tão finas de aço – Trilhos. Aurora passa a ser o centro do cariri, pois todos os viajantes teriam que vir a Aurora para a capital alencarina, Era uma festa só, pois ao ritmo do progresso velhas casas se transformaram em restaurantes, as famosas “bodegas” em tempo recorde passaram a ser mercearias de secos e molhados, enfim,o fluxo econômico foi multiplicado em cem por um. Com o terminal em Aurora, ao retorno a Fortaleza foi necessários vários funcionários para atender as demandas crescentes, assim inúmeros iluministas sociais vieram de outras urbes residir na terra do sol nascente. Cria-se uma solução no sistema de transporte coletivo, mas um problema para os filhos dos humanistas sociais. - Como educar os filhos em Aurora? O Que existia, tão somente, as Escolas Reunidas na função de “desarnar” os filhos da região, principalmente, os filhos dos mais abastados, vez os jovens, cuidarem com os pais das atividades campestres, pois na época exigia-se todo o esforço da família, às vezes precisando contratar trabalhadores para o famigerado trabalho de alugado. Foi ai que a comissão de humanistas, iluministas sociais, tiveram a brilhante idéia de consolidar a educação pulverizada das Escolas Reunidas com autonomia geográfica e estrutural em um prédio feito em alvenaria. A comissão com o apoio dos proprietários, comerciantes, agricultores e o povo em geral, com anuência do Estado do Ceará, conseguiram alavancar o sonho do povo com a sua primeira casa de Educação Publica no Cariri Cearense – Aurora-CE, a hoje, Escola de Ensino Fundamental Médio Monsenhor Vicente Bezerra, que garbosa ao tracejado dos pioneiros sempre em reforma estrutural e intelectual para entregar ao cariri cearense o modelo de luta, tenacidade, determinação a servir sempre ao povo da linda região do cariri e, neste próximo dia 15 de março, 2012 - 85 anos educando na eterna dialética de envelhecer no rejuvenescimento. Núcleo Gestor atual - 2012 Diretora Administrativa: Profa. Francisca Edvania Tavares Coordenadora Escolar: Profa. Fátima Pereira da Silva Coordenador Escolar: Prof. Vicente Luna Alencar Secretária Escolar: Francisca Auristela Fernandes França.
Artigo feito pelo Professor da Escola - Luiz Domingos de Luna-

domingo, 22 de janeiro de 2012

Lançamento do Clipe da Banda NIGHTLIFE


Há 9 anos na estrada, a banda sul cearense NIGHTLIFE vem fazendo a diferença por onde tem andado. Tocando e encantando uma galera sem limites de idade, passeia pelo rock e pelo pop com um estilo único, transformando qualquer evento em uma verdadeira festa, onde a alegria e a descontração são a tônica.

Em sua mais recente fase, dessa vez em parceria com a Sertão Pop Produções, está preparando o seu primeiro disco de músicas autorais, e já vem com um grande sucesso que está fazendo a cabeça da moçada. "THE PASSION", é a música de trabalho do CD que promete estourar na região do Cariri e certamente por esse Brasil afora. Está sendo lançado também um clip com a música e outras mudanças para melhor estarão acontecendo ao longo dessa nova fase da banda.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

CARNAVAL DA SAUDADE 2012



O mais tradicional carnaval realizado no sábado magro, o Carnaval da Saudade vem a cada ano se consolidando como patrimônio do Cariri. Este ano vai realizar um baile a fantasia com concurso de fantasia e com a presença da maravilhosa Orquestra Azes do Ritmo.

OBS: Este evento é produzido e realizado pela diretoria do Crato Tênis Clube.

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas ...
Que já têm a forma do nosso corpo ...
E esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares ...
É o tempo da travessia ...
E se não ousarmos fazê-la ...
Teremos ficado ... para sempre ...
À margem de nós mesmos..."

Fernando Pessoa
Imagem:Internet

O que é melhor pra cidade ? Mudar um problema que acontece uma vez no ano, ou um que existe todo dia ?


O parque de Exposições é pra ser usado o ano inteiro pela população, e não apenas durante uma semana. Vamos derrubar aqueles muros! O Crato também precisa de novas avenidas perimetrais, ligando do Centro de Convenções ao Grangeiro, por dentro, criando novos bairros e valorizando terras onde hoje é apenas mato!

Dihelson Mendonça

http://4.bp.blogspot.com/-Epspkwu4_fw/TxdJ7jJYZkI/AAAAAAAAdu0/N4kw9XHPPPE/s1600/parque02.jpg


Como todos nós sabemos, há uma grande discussão no Crato sobre o que fazer com o Parque de Exposições, que já não comporta o volume de pessoas e investimentos. Alguns são da opinião que deve-se construir um novo parque. Outros são a favor que se amplie o atual. Os motivos são variados. O local se tornou pequeno. Entretanto, pouca gente sabe que apenas 30 a 40 por cento do espaço é utilizado para a Expocrato.

Em 2009, o governador Cid Gomes ofereceu 25 milhões para a expocrato ( Para construção de um novo parque ou reforma do atual ). A prefeitura então, entregou um projeto que já dispunha, de ampliação e reforma, elaborado em 2005/2006 que passa a utilizar os outros 70% da área, e transformaria o parque numa área verde da cidade para uso diário pela população, e não apenas uma vez por ano, como acontece hoje.

O parque ampliado seria um Parque Central Arborizado, uma espécie de IBIRAPUERA Cratense, com Lago, pistas de cooper, anfiteatro, etc, uma área de lazer para ser usada o ano todo pela população. Convenhamos que é muita sem serventia um parque cercado de muros para ser usado apenas só uma vez ao ano localizado em área nobre, no centroda cidade. É preciso derrubar os muros e deixar a população usar, ms não só isso, melhorar a infraestrutura toda.

E o destino da URCA ?

A URCA deveria sair dali, porque causa problemas de infraestrutura o ano inteiro, todos os dias, com dezenas de ônibus atrapalhando e poluindo o centro da cidade, e agora pior, porque não podem trafegar veículos pesados, causando um gargalo no tráfego de veículos. Sou a favor que a URCA se mude para a Cidade Universitária, junto com a Faculdade Católica e o Centro de Convenções, formando o maior aglomerado de educação do Cariri em terras cratenses. O que é melhor para nossa cidade, remover um problema que acontece uma vez ao ano, ou um que acontece todo dia ?

No projeto de ampliação da Expocrato elaborado pela equipe do Prefeito Samuel Araripe, contempla ainda a construção de 5 avenidas saindo do Centro de Convenções por dentro, passando pela expocrato e indo ao parque Grangeiro e Lameiro, que criaria vários novos bairros no Crato, valorizando terras onde hoje é apenas mato. Pois bem, esse projeto já orçado em todos os custos foi entregue ao Governador já por 5 vezes, que deu o silêncio como resposta desde 2009.

Cadê o nosso governador que não sustentou a promessa que fez aos Cratenses ?

Por: Dihelson Mendonça

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

IEC fecha parceria com Secretariade Cultura do Crato para o Projeto "No Terreiro dos Brincantes"

A produção de documentários de curta duração sobre os mestres e grupos da cultura popular da região do Cariri é desenvolvida através do Projeto “No Terreiro dos Brincantes” realizado pelo Instituto Ecológico e Cultural Martins Filho – IEC da Universidade Regional do Cariri - URCA e o Coletivo Camaradas. O Projeto teve inicio em janeiro de 2010 e a pretensão é a distribuição de oito documentários para as escolas da rede pública a partir de fevereiro deste ano.


Visando fortalecer e garantir condições de continuidade do Projeto, foi efetivada uma parceria com a Secretária Municipal da Cultura, Esporte e Juventude do Crato. A parceria prevê articulação para viabilizar transporte para as visitas as comunidades e disponibilização de espaços para realização das reuniões do Projeto.


Outro fator importante é a abertura de monitoria para estudantes de universidades e faculdades da região do Cariri. Nos próximos dias estará sendo divulgado edital para o processo de seleção para monitores. Os quais terão a oportunidade de estudar e vivenciar a cultura popular. Anteriormente, a monitoria era destinada apenas aos estudantes da URCA.


Para a Secretária Danielle Esmeraldo, o projeto veio numa boa hora, tendo vista, que a Secretaria tinha o interesse em fazer registro audiovisual das manifestações artísticas e culturais do Município. Ela destaca que esse é um dos projetos importantes para se conhecer a diversidade dos grupos e dos mestres.


Para o diretor do IEC, professor Roberto Siebra essa parceria viabilizar que o Instituto possa ampliar sua área de atuação. Ele frisa que o projeto é um mecanismo importante para socializar o conhecimento sobre a cultura popular na região do Cariri.


O coordenador do Projeto “No Terreiro dos Brincantes”, o artista/educador Alexandre Lucas destaca que a parceria possibilitará as condições mínimas de funcionamento do Projeto que é viabilizar o deslocamento da equipe para os as comunidades em que residem os brincantes. Ele enfatiza que os documentários, além de serem distribuídos nas escolas serão disponibilizados na internet para que qualquer possa ter acesso ao material produzido.

Arranque a ignorância da máscara

Luiz Domingos de Luna*

O Processo de civilidade dos seres humanos é um objetivo que remonta os mais distantes períodos da história, ou mesmo da pré-história. A civilidade tem um gráfico que oscila de forma muita violenta na escala existencial, não rara, ser paradoxa, pois a brutalidade de uma época pode fomentar o seu nascimento em outra, assim como a normalidade não assegura a sua continuidade linear na esfera do espaço tempo.
A Cultura deveria ser um bem comum para o convívio interativo dos seres humanos, o que cria uma grande disformia ,quando a cultura de um agregado social passa a ser um instrumento de diferença com o outro com o agravante quando, o outro se sente ameaçado pela diferença, a abstração ao modelo é betume de unificação social, outrossim, o exemplo é fonte de atrito.
A Inquietação das inúmeras formas de analisar um mesmo dado amostral na realidade deveria ser instrumento de construção social afirmativa, porém a tonalidade destoa quando há o abandono das técnicas da harmonia social já vistas, provadas e aprovadas  nas mais distintas situações para {o ódio emocional dirigido}, ou seja,  quando a causa em si, perde a substância, e o defensor um alvo de violência, assim nasce na sociedade o terrorismo  moral, pois a distorção de um ver difente, pensar de um ângulo  distante ao alcance  do outro sendo  uma  fonte geradora da bestialidade humana  para destruir o outro,  retirar do convívio social, expulsar do quadro existencial, é uma situação sempre temerária, pois a  uniformia do pensar coletivo é sempre um atraso, o certo dando continuidade ao certo, ou o errado  dando continuidade ao errado, são, a luz da razão, a base  para o  a criação de dogmas  sociais, que pode gerar a civilidade em um dado momento,  e a bestialidade em outro.
Essa quebra no convívio interativo do seres humanos tem como vetor básico: ver os acertos no que é oportuno e as falhas desprezíveis ou um mal necessário na forma conjuntural, e ver as falhas do outro como um fim negativo e maléfico a todos e os acertos do outro como uma distorção de princípios falhos que redundarão sempre em um mundo inoportuno. A falta de aprofundamento a exaustão do pensar do outro, para gerar uma visão sólida em todas objetivas possíveis, formará sempre a máscara que esconde a ignorância.

(*) Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora – Ceará.



domingo, 15 de janeiro de 2012

Regulamento - Monitoria Universitária: LEVE Arte Contemporânea

Regulamento para Monitoria Universitária do Laboratório de Estudos, Vivencias e Experimentos em Arte – Contemporânea – LEVE Arte Contemporânea

AOS ALUNOS DAS UNIVERSIDADES E FACULDADES DA REGIÃO DO CARIRI/CE

O Coletivo Camaradas torna público o presente regulamento para conhecimento dos interessados sobre as normas do Processo de Seleção para Monitoria do Laboratório de Estudos, Vivencias e Experimentos em Arte – Contemporânea – LEVE Arte Contemporânea.

1 – OBJETIVO
1.1 – O Laboratório de Estudos, Vivencias e Experimentos em Arte – Contemporânea – LEVE Arte Contemporânea é uma realização do Coletivo Camaradas;
1.2 O Laboratório será realizado no período de janeiro a dezembro de 2012, na cidade do Crato e consistirá de estudos sobre Arte Contemporânea, além de ações vivenciais e experimentais neste campo da arte, com o intuito de aproximar a arte para o cotidiano do grande público, tendo como alvo estudantes do Ensino Médio e Universitários.
1.3 Outro intuito do Laboratório é o incentivo a criação de coletivos artísticos e produção de material pedagógico para os professores de artes;
1.4 O Laboratório realizará exposições, estudos, mostra de vídeos, rodas de conversas e intercâmbios com artistas de outros estados brasileiros.

2 – MONITORIA
2.2 -Poderão candidatar-se às vagas para Monitoria Universitária Voluntária do LEVE Arte Contemporânea alunos/alunas regulamente matriculados nas universidades e faculdades da região do Cariri.
2.3 - Serão ofertadas 20 vagas para monitores/monitoras e será criado um banco de reserva com a mesma quantidade de vagas ofertadas;
2.4 -Os monitores selecionados passarão por processo de formação com carga horária de 20 horas aulas;
2.5 – Os monitores/monitoras terão que ter disponibilidade de oito horas semanais, sendo 04 horas todas as quartas-feiras, das 13h30 às 17h00 e as outras horas deverão ser definidas de acordo com as necessidades das ações do Laboratório, no período de fevereiro a dezembro de 2012.
2.6 – Os monitores/monitoras receberão certificação com carga/horária relativa ao período de participação nas ações do projeto.

ATRIBUIÇÕES DA MONITORIA:

a) Os monitores/monitoras terão como atribuições: Participar dos estudos, das vivencias e da produção de eventos, performances, instalações, intervenções artísticas e documentários.
b) Mediar grupos de discussão com alunos do Ensino Médio.

3 – INSCRIÇÕES
3.1 -As inscrições poderão ser efetuadas no período de 23 a 27 de janeiro de 2012 na sede do Coletivo Camaradas – Rua José Carvalho, 11 Sala A Centro Crato/Ce, no horário das 15h00 às 17h00.
3.2 -No ato da inscrição o candidato/candidata preencherá ficha padrão e justificará a sua intenção em participar do Laboratório.
3.3 Na inscrição deverão ser entregues: Xerox do comprovante de matricula e 01 foto 3x4.
3.3 - O Processo de Seleção ficará a cargo do Coletivo Camaradas e Centro Universitário de Cultura e Arte – CUCA Cariri .
3.4 – Informações adicionais (88)99534186 ou (88) 88260008.

4 – DO RESULTADO
4.1 - O resultado será divulgado no dia 28 janeiro, no blog do Coletivo Camaradas (www.coletivocamaradas.blogspot.com)
4.2 -Os alunos selecionados deverão comparecer para a primeira reunião do Laboratório, no dia 30 de janeiro de 2011, no auditório do Centro Cultural do Araripe – REFSA, às 19h00.

Crato-CE, 15 de janeiro de 2012

Coordenação do Coletivo Camaradas

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

A Sertão Pop Produção fará História no evento de reabertura do Pink Floid Bar!

Primeiro Grupo De Estudos SER FUNDAMENTOS!

    • sábado, 21 de Janeiro de 2012
    • Hora
      08:30 até 11:30
  • Ond
    e: Urca - Em alguma sala do curso de geografia.
  • Descrição
    Será retomado dia 21 deste mês os estudos do Primeiro Grupo de Estudos Ser Fundamentos. A obra em questão será O Futuro do Pensamento Brasileiro, autor: Olavo de Carvalho. Ed.: É realizações., como já havia sido combinado, a revisão do que foi debatido (início até a página 68) do livro. Ao pessoal que ainda não participou de nenhuma reunião sinta-se convidado.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

“Pára de ficar rezando e batendo o peito!

O que eu quero que faças é que saias pelo mundo e desfrutes de tua vida.

Eu quero que gozes, cantes, te divirtas e que desfrutes de tudo o que Eu fiz para ti.

Pára de ir a esses templos lúgubres, obscuros e frios que tu mesmo construíste e que acreditas ser a minha casa.

Minha casa está nas montanhas, nos bosques, nos rios, nos lagos, nas praias.

Aí é onde Eu vivo e aí expresso meu amor por ti.

Pára de me culpar da tua vida miserável: Eu nunca te disse que há algo mau em ti ou que eras um pecador, ou que tua sexualidade fosse algo mau.
O sexo é um presente que Eu te dei e com o qual podes expressar teu amor, teu êxtase, tua alegria.

Assim, não me culpes por tudo o que te fizeram crer.

Pára de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo.

Se não podes me ler num amanhecer, numa paisagem, no olhar de teus amigos, nos olhos de teu filhinho...

Não me encontrarás em nenhum livro! Confia em mim e deixa de me pedir.

Tu vais me dizer como fazer meu trabalho?


Pára de ter tanto medo de mim.

Eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo.

Eu sou puro amor.

Pára de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Se Eu te fiz...

Eu te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio.

Como posso te culpar se respondes a algo que eu pus em ti?

Como posso te castigar por seres como és, se Eu sou quem te fez?

Crês que eu poderia criar um lugar para queimar a todos meus filhos que não se comportem bem, pelo resto da eternidade?

Que tipo de Deus pode fazer isso?

Esquece qualquer tipo de mandamento, qualquer tipo de lei; essas são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em ti.
Respeita teu próximo e não faças o que não queiras para ti.

A única coisa que te peço é que prestes atenção a tua vida, que teu estado de alerta seja teu guia.

Esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um passo no caminho, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso.

Esta vida é o único que há aqui e agora, e o único que precisas.

Eu te fiz absolutamente livre.

Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes.

Ninguém leva um placar.

Ninguém leva um registro.
Tu és absolutamente livre para fazer da tua vida um céu ou um inferno.
Não te poderia dizer se há algo depois desta vida, mas posso te dar um conselho.

Vive como se não o houvesse.

Como se esta fosse tua única oportunidade de aproveitar, de amar, de existir.

Assim, se não há nada, terás aproveitado da oportunidade que te dei.

E se houver, tem certeza que Eu não vou te perguntar se foste comportado ou não.

Eu vou te perguntar se tu gostaste, se te divertiste... Do que mais gostaste? O que aprendeste?

Pára de crer em mim - crer é supor, adivinhar, imaginar.

Eu não quero que acredites em mim.

Quero que me sintas em ti.

Quero que me sintas em ti quando beijas tua amada, quando agasalhas tua filhinha, quando acaricias teu cachorro, quando tomas banho no mar.

Pára de louvar-me!

Que tipo de Deus ególatra tu acreditas que Eu seja?

Me aborrece que me louvem. Me cansa que agradeçam.

Tu te sentes grato?

Demonstra-o cuidando de ti, de tua saúde, de tuas relações, do mundo.

Te sentes olhado, surpreendido?...

Expressa tua alegria! Esse é o jeito de me louvar.

Pára de complicar as coisas e de repetir como papagaio o que te ensinaram sobre mim.

A única certeza é que tu estás aqui, que estás vivo, e que este mundo está cheio de maravilhas.

Para que precisas de mais milagres?

Para que tantas explicações?

Não me procures fora!

Não me acharás.

Procura-me dentro... aí é que estou, batendo em ti.



As sábias palavras são de Baruch Espinoza - nascido em 1632 em Amsterdã, falecido em Haia em 21 de fevereiro de 1677,

foi um dos grandes racionalistas do século XVII dentro da chamada Filosofia Moderna, juntamente com René Descartes e Gottfried Leibniz. Era de família judaica portuguesa e é considerado o fundador do ceticismo bíblico moderno.

Acreditem, essas palavras foram ditas em pleno Século XVII. Continuam verdadeiras e atuais até a data de hoje.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

CAOS E BARBÁRIE NO CEARÁ

Quando eu era criança tinha medo de Papa-Figo, Miguel Preto que virava bicho, tremia só de ouvir falar em Belquior e no Bandido da Lanterna...

Hoje, adulto, não sei se sinto medo ou revolta ou decepção. Estou pensando na barbárie que se instalou no Ceará, impedindo o cidadão de sair de casa, trabalhar, se divertir, visitar parentes e amigos.

Essa greve dos policiais, que considero justa, foi a evidência derradeira da degenerescência do modelo político-administrativo implementado por Cid Gomes no Ceará, infelizmente apoiado pelas forças de esquerda, enganchadas no poder, outrora eficientes na defesa dos interesses populares. Seu domínio e ingerência sobre o judiciário e o legislativo denunciam a indecência e maculam a imagem dos poderes instituídos.

Sou professor. Lembro-me como fomos tratados no curso de nossa gloriosa greve. Violência. Diálogo zero, salvo quando era para comunicar as imposições governamentais. Corrupção de lideranças sindicais, ameaças a colegas, compra de votos na nossa própria assembleia por seus prepostos das CREDE's.

Sou cidadão. Estou à mercê da generosidade dos bandidos que tomaram de conta do Ceará, enquanto nosso governador curte férias na Europa e despreza a todos nós, soldados das ruas, quartéis, dos hospitais, das salas de aula... profissionais da rede pública!  

Neste momento, crianças e mulheres podem estar sendo estupradas, casas e comércios assaltados, vidas ceifadas, sonhos rompidos no limiar de seu alvorecer, tudo com o mão omissa daquele que foi ungido pelo povo para a tarefa de promover o bem comum, a segurança, a responsabilidade, o desenvolvimento, o correto uso das verbas públicas e governar segundo a necessidade e o interesse de todos o povo.

Cidadãos cearenses,

Nossas armas são as grandes mobilizações sociais e populares, as orações, o voto e, mais importante, nosso espírito indômito que teima em prosseguir na conquista da felicidade!  

Rumemos, então, grande exército que somos, unidos na edificação da verdadeira dignidade na política e na administração pública!

Construamos, irmãos e irmãs deste caro torrão, o ímpeto revolucionário que pode alavancar a vitória da justiça, da honestidade, da igualdade, do respeito ao cidadão e à cidadã, ao trabalhador e à trabalhadora!

Somente a vida honrada nos interessa!  

Cacá Araújo

Aurora - Do Menino Deus a Santa Popular-

Luiz Domingos de Luna*
O Poeta deu o Nome- Aurora!!!
Da fazenda logradouro aos dias atuais este nome porta um mistério que dos mais distintos períodos da historiografia do cariri, estudiosos, pesquisadores, historiadores a decifrar o porquê: uma corrente foi buscar explicações e para isto  colocaram logo uma venda, uma senhora para como proprietária, a mulher ficou sem nome, daí surgiu a mulher da venda, a fazenda logradouro ganhou o nome de venda, a outra corrente resolveu tirar a venda da senhora, ao tirar  a venda  a ilustre senhora começou a ver o sol, daí surgiu o nome de Aurora. Na verdade ninguém ainda a esta altura sabia o nome da mulher, assim se buscou outras alternativas, mas a cada investida, mais indagações surgiram, mas complicado ficava, até que resolveram dizer que o habitante da época  Benedito José dos Santos fora ao Rio de Janeiro   e lá, finalmente, a Princesa  Isabel, resolvera de fato o imbróglio, dando o nome da localidade de Aurora, os historiadores se calaram, mas os poetas não,  pois o maior poeta de Aurora, Francisco Leite - Serra azul, afirmou categoricamente que o nome Aurora  tinha sido  dado por ele para completar uma rima de sua Poesia: Aurora ( Antiga venda). Assim o nome de Aurora surgiu de uma poesia de Serra Azul. Os historiadores acordaram para o nome Aurora, a “guerra” entre os historiadores e poetas continua. Quem vai trazer a verdade, os fatos, os historiadores, os poetas, ou o mistério continua.
O Nome Menino Deus
O Padroeiro de Aurora – Menino Deus- é uma grande pesquisa para os historiadores, e uma grande certeza para os poetas, pois para os poetas antes de Aurora, o Menino Deus já era padroeiro de Aurora. A Poesia é simples assim.
A Santa Popular de Aurora
Os historiadores já cansados de tanto pesquisar, diante da santa popular de Aurora, se uniram aos poetas e junto com o povo numa união perfeita somente a aclamar!!! Deixaram a pesquisa, esquecera a historia, a poesia fugiu para aos pés da Mártir Francisca, o povo construir sua santa e a poesia terminar.
(*) Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora – Ceará.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...