quinta-feira, 30 de junho de 2011

O Contrato Social no Planeta Aquarius

Luiz Domingos de Luna*

Outro dia fui convidado, como de costume, para retornar ao meu planeta Natal Aquarius, depois dos procedimentos já devidamente expostos na Série Aquarianos, peguei a nave e fui ao meu velho Planeta Natal Aquarius, nem precisa dizer que tudo estava do mesmo jeito. vez lá o tempo real não existir. Entrei na conferência coloquei o chip Aquariano sentei confortavelmente na minha cadeirinha e á frente o telão em 3D, o tema a girar: O contrato social em Aquarius senti logo um dor violenta, talvez a ressonância magnética do Chip terráqueo, as lembranças das normas, das leis, das políticas, das desigualdades sociais, da infraestrutura, da educação, saúde, moradia, e para piorar a miséria como um pensamento fixo, acenei para o irmão que o meu processador estava com defeito, pois, a memória do Planeta Terra não tinha sido deletada eu estava em Aquarius, mas a memória terrena sempre a rondar minha imaginação – técnico disse que o meu chip seria virtual e real e eu como sempre, seria a cobaia mais uma vez, no meu querido Planeta natal Aquarius. Ora mensagens aquarianas, ora terrestres e a dor sempre aumentado, na verdade, uma dor imaginária visto em Aquarius não existir, o conferencista apareceu todo empolgado, já fui ficando desconfiando, vez em Aquarius não existir emoção, mesmo assim continuei a assistir atentamente a palestra, “Irmãos Aquarianos, nosso planeta, como é de conhecimento dos senhores tem a maior tecnologia do universo somos capazes de viajar a 1000 vez a velocidade da Luz e repor a matéria clara em escura, temos o Bóson de Higgs, para construção de vários universos, somos os melhores no espaço sideral na matéria ou na falta desta”. E haja palmas e mais palmas eu já estava tonto de tanta confusão, pois em Aquarius não existe emoção. O Sábio Aquariano pediu a palavra, o conferencista imediatamente repassou “Irmãos Aquarianos o que o conferencista discorreu é uma realidade, outrossim, somos assim, e seremos sempre, pois faz parte de nossa existência, porém não estou entendendo onde o irmão que chegar?”O Conferencista disse: Eu estava pensando na elaboração de um contrato social para Aquarius, pois estamos correndo o risco de abrigar outro irmão de outra galáxia aqui e ter que convier eternamente com ele, por falta de critérios técnicos, de leis específicas, enfim a continuar assim, seremos o abrigo do universo. Vamos perder nossa identidade enquanto planeta, para ser um astro de hospedagem. O Colega ao lado indagou o conferencista - isto é ruim para nós, - ruim o que? - Não ter um contrato social, - é que com as novas tecnologias seremos um alvo fácil, brevemente seremos descobertos. O Irmão disse: isto não é problema para nós vez o tempo real não existir ? Ao que o conferencista respondeu - não existe para nós, mas pode existir para eles. O irmão insistiu - este contrato social, tem um objetivo motriz- sim, respondeu o conferencista, - primeiramente vamos tratar da provável extradição dos novos habitantes. O Irmão rebateu -ainda não chegou ninguém e o senhor já pensa em expulsar o que não existe. -Meus queridos Aquarianos o tempo real não existe para nós, precisamos trabalhar com o tempo passageiro de outros planetas. Precisamos acompanhar o tempo do outro, para entender a utilidade da não existência no nosso.
Houve logo uma discussão acirrada sobre o tempo, na verdade o plenário esqueceu o contrato social, a extradição e passou a discutir a necessidade do tempo. O Conferencista perdeu o controle sobre a reunião e convidou o especialista em tempo, na verdade o velho sábio de Aquarius. O Sábio ligou o computador geral, focou a imagem tridimensional em toda platéia – Silêncio geral – O Sábio disse:- com relação à extradição o que fazem os terráqueos? Eu, a cobaia de sempre, levantei a mão e trêmulo disse: - sábio os terráqueos, aos indesejáveis, são expulsos! -O Sábio rebateu – sempre? Eu. pobre de mim. falei com a voz quase inaudível – Não – O sábio já perplexo perguntou - não como? – não sei como tive coragem de falar, mas falei – tudo depende da política. - O que é política? -não sei, ao que o sábio respondeu-primeiro nós vamos estudar a política, somente depois o contrato social, e finalmente a extradição. Pois o contrato social e a extradição são determinados pela política- Entendeu?
-Não
Alguma dúvida
-Todas
Mas é assim que a coisa funciona
(*) Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora – Ceará CEP 63.360000 TEL (88)35433903 {Email: falcaodouradoarte@gmail.com}

terça-feira, 21 de junho de 2011

Projeto Dramaturgia: Leituras em Cena

cartaz Dramaturgia.jpg

O Projeto Dramaturgia: Leituras em Cena homenageia a obra de Bernard-Marie Koltès, um dos nomes mais importantes da dramaturgia contemporânea. Nascido em 1948 na cidade de Metz, em uma família de classe média, Koltès começou a escrever ainda muito jovem, mas desistiu. Anos mais tarde, com 22 anos ele participaria de uma montagem de Medéa dirigida por Jorge Lavelli, o que o colocaria novamente no mundo do teatro. Pouco depois, inspirado pela atriz Maria Casarès, voltou a escrever.
Foram dezesseis peças escritas entre 1970 e 1989, sendo que a última é composta de fragmentos incompletos. Além disso, Koltès escreveu alguns contos, textos de crítica e técnica teatral e traduziu Shakespeare para o francês. Suas obras mais representativas talvez sejam ‘Dans la solitude des champs de coton‘ ou ‘Na solidão dos campos de algodão‘, de 1985; e ‘Combat de nègre et de chiens’- ‘Briga de negro e de cão’, de 1979; e ‘Retou au desért’ (‘Retorno ao Deserto’), de 1988.

Na solidão dos campos de algodão - É um diálogo, ou melhor dois monólogos que se intercalam e dialogam entre si, entre um traficante e um cliente. O traficante, porém, não ousa anunciar seu produto, ao passo que seu cliente não ousa enunciar seu desejo.

Tabataba - Conta a história de um irmão e uma irmã, Abou e Moümounu, que vivem em um bairro popular na África, que dá nome à peça. A irmã primogênita repreende seu irmão por ficar todo seu tempo cuidando de uma moto e não fazer o que os outros meninos de sua idade normalmente fazem.

Roberto Zucco - Inspirada em fatos reais, tratando dos últimos momentos da vida do serial killer italiano Roberto Succo, que provocou grande comoção na sociedade francesa. Trata-se da última peça escrita por Bernard-Marie Koltès e é considerada sua obra-prima. A primeira montagem do texto só aconteceu após a sua morte. A peça estreou no Schaubühne (Berlin-Alemanha) em 1990.

domingo, 19 de junho de 2011

SERTÃO POP REALIZA NOITE DE SÃO JOÃO COM FORRÓ AUTÊNTICO




A Sertão Pop está trazendo de volta as comemorações do tradicional São João. Para este evento, convidou a banda BELOXOTE da cidade de Crato, que tem se destacado em manter as raízes nordestinas do verdadeiro forró. A banda BELOXOTE volta-se para um repertório rico em músicas de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, Marinês, Nando Cordel e muitos outros artistas que marcaram o cancioneiro do verdadeiro forró. O evento acontecerá na "Noite de São João”, na residência do produtor Kaíka Luiz, que fica há mais ou menos 100 metros do Hotel Encosta da Serra no Crato, local amplo e com muita estrutura para eventos.

Além do clima do verdadeiro São João que teremos através da música, a festa terá comidas típicas, quadrilha improvisada, fogueira, concurso de traje típico e muito forró autêntico.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Encerramento da I Mostra de Teatro de Rua

Acontece nesta sexta-feira o encerramento da I Mostra de Teatro de Rua, realizada pelo SESC Juazeiro.

buzu 3.jpgAté o fim da tarde estarão acontecendo três espetáculos.

O Reino Maluco de Branca de Neve, encenada pela Cia Mandacaru, faz uma paródia do clássico dos Irmãos Grimm, procurando dar um tom cômico a um dos contos de fadas mais conhecidos do mundo ocidental.
E, mais uma vez, o espetáculo Repi Bansdei Tchuiu: Feliz dia do ônibus para você, fará a alegria de algum passageiro aniversariante presente no coletivo. A comunidade Oitão de Teatro seguirá do terminal metropolitano de Juazeiro do Norte com destino à cidade de Barbalha, com muita festa e alegria do Branca de neve.jpgônibus.

Para encerrar a I Mostra de Teatro de Rua, o espetáculo Charivari, às 17h30, no Terreiro da Mestra Margarida, dentro do SESC Juazeiro. O grupo Ninho de Teatro executará o espetáculo em uma arena implantada em pleno terreiro, por onde desfilarão de cunho farsesco. Charivari se propõe a rememorar as tradições carnavalescas medievais em diálogo com elementos do teatro contemporâneo e da cultura popular para fazer rir.
Charivari.jpg
Todos os espetáculos realizados possuem entrada franca.





Para mais informações:
SESC
Coordenação de Cultura
Rua da Matriz , 227, Centro, Juazeiro do Norte-CE.
Fone: (88) 3587.1065 / 3512.3355



Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: cid:image011.jpg@01CC0986.5C27C680

quarta-feira, 15 de junho de 2011

2º Dia da Mostra de Teatro de Rua


Mostra teatro de Rua SESC Juazeiro.JPG
Em uma adaptação de Flávio Rocha, da esquete da cearense Sueli Pinheiro, A Vingança do Finado Joaquim, movimentou a cidade de Missão Velha, no segundo dia da I Mostra de Teatro, promovida pelo SESC Juazeiro, acontecida ontem, terça-feira, dia 14 de junho.

O espetáculo é resultado de pesquisas coordenadas por Flávio Rocha no Núcleo de Estudos Teatrais, o NET, no SESC Crato. A proposta foi o resultado final do módulo de Teatro de Rua. Com duração de 30 minutos, o espetáculo foi criado pensando no público passante, no intuito de prender a atenção sem deixar que a plateia se entedie.

Encenado pela primeira vez em 2003, já foi montado em diversas mostras e festivais em todo o estado do Ceará. Segundo o diretor Flávio Rocha, a peça se aproxima do teatro mambembe pela simplicidade e descompromisso com que foi montada. “Teatro de rua tem finado joaquim.jpgque ser o mais popular possível, sem muita parafernália. A empatia com o público é o que importa”.

Para a estudante do 1° ano, da Escola Mons. Antônio Feitosa, Welida Alves, um espetáculo em plena praça é uma diversão. “Eu adorei. Gostaria de sempre poder ver algo assim”.

finado joaquim_2.jpgJá sua colega, Regilânia Lima, compartilha da mesma opinião e acrescenta: “Foi uma surpresa ótima, sair do colégio e dar de cara com uma peça acontecendo”.

Stéfani Caroline, do 9° ano, faz questão de revelar: “É a primeiravez que tem algo desse tipo aqui. Foi bom demais, queria que sempre se repetisse”.

Já na acolhedora cidade de Penaforte, o espetáculo apresentado foi a Comédia da Maldição. Um público aproximado em 300 pessoas parou para prestigiar o espetáculo sob uma esplendorosa lua cheia e crianças que brincavam ao redor do círculo formado pelo público que acompanhava a encenação. O cenário foi montado em frente à Igreja Matriz e a apresentação arrancou aplausos do público, inclusive do vigário.
comédia da maldição_2.jpg
A peça Comédia da Maldição, de autoria do teatrólogo Cacá Araújo, tem um roteiro que mistura lendas e mitos brasileiros e conta a história de uma bela jovem que se amancebou com um padre e foi condenada a uma terrível maldição: virar mula-sem-cabeça!
comédia da maldição.jpg
Para esta quarta-feira, dia 15 de junho, três apresentações.

Em Milagres A Vingança do Finado Joaquim será apresentada SOAF (Rua José de Alencar, 296 Bairro Francisca do Socorro), às 16h.

Em Jati, no Calçadão do Centro do cidade, será o espetáculo Terreiro de História, às 16h.

E em Juazeiro do Norte, às 17h30, será apresentada a esquete O Apelo do Mosquito, com duração de 15 minutos, que faz de forma irreverente, uma abordagem sobre a as formas de proliferação do mosquito da dengue.





Para mais informações:
SESC
Coordenação de Cultura
Rua da Matriz , 227, Centro, Juazeiro do Norte-CE.
Fone: (88) 3587.1065 / 3512.3355



Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: cid:image011.jpg@01CC0986.5C27C680

Crato é Cultura:I Mostra Crato de Cinema e Vídeo-Wilson Bernardo.

Um pouco de fotografia dentro do cinema,e lembrando que sem a fotografia o cinema não seria o que é,mas enfim a sétima arte ainda resiste ao envelhecimento do tempo.Crato terra abençoada de arte e pioneirismo no cenário nacional.Querem nos calar mas nós cratenses somos resistentes como deuses tribais do imaginário da floresta dos chapadões do Araripe,e demonstramos a nossa luz e nosso cinema genuinamente cratera Cariri Crato de encantos mil.
Prefeito Samuel Araripe e Seu Vicelma como é conhecido na boca do povão,só faltou a pipoca

Pedro meu neto brincando de cinema e na tela um dos precursores do cinema em Crato
Professor Zé Nilton no escurinho do velho cinema romântico
Luiz Carlos Salatiel em leitura dramática do cinema mudo
E o idealizador da mostra Huberto Cabral
Wilson Bernardo(Texto & Fotografia)

terça-feira, 14 de junho de 2011

Mostra de Teatro de Rua

Mostra de Teatro de Rua

terreiro 2.jpgO primeiro dia da Mostra de Teatro de Rua do SESC Juazeiro aconteceu de forma bem animada. O espetáculo que abriu o evento foi Terreiro de Histórias do Grupo Armadilhas Cênicas, composto por atores oriundos no Curso de Formação em Teatro do Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri. O espetáculo explorou o maravilhoso universo dos contadores de histórias e encantou jovens, adultos e centenas de crianças – a maioria delas faz parte do programa Segundo Tempo, numa quadra coberta da cidade de Porteiras.

buzu 3.jpgJá em Juazeiro do Norte, “Repi Bansdei Tchuiu: Feliz dia do ônibus para você”, da Comunidade Oitão de Teatro, deu a tônica do que vem a ser essa Mostra de Teatro de Rua. De forma espontânea e divertida, o grupo saiu em procissão do SESC Juazeiro até o terminal metropolitano onde pegou um ônibus com destino a cidade do Crato. Já dentro do coletivo, passou a comemorar o aniversário dos passageiros (independente de qual fosse a data). Os passageiros acabaram por se tornar atores do espetáculo, participando da degustação do bolo e do refrigerante ofertado pelo grupo. Uma passageira gostou da brincadeira, compartilhando um pacote de biscoito de polvilho que foi repartido entre os presentes.

juju 3.jpgPara encerrar o primeiro dia, na praça Padre Cícero aconteceu a apresentação da esquete “Juju Juazeiro”. Dirigida por Wanderley Peckovisk, e encenada por quinze atores mirins com idade entre oito e dezesseis anos, o espetáculo é uma adaptação de um texto de Romildo Pereira e retrata de forma interessante o contexto da cidade de Juazeiro de Norte durante as romarias e o tratamento destinado por seus habitantes aos peregrinos, que na maioria das vezes visitam a cidade em condições precárias. O grupo de teatro é resultado das ações da comunidade beneficente Zuíla Lavor e formado por crianças que fazem parta da ONG.


Terça-feira, dia 14 de Junho

Hoje, terça-feira, dia 14, teremos duas apresentações contemplando as cidades de Missão Velha e Pena Forte.

No Largo da Estação da Cultura Poeta Biu Pereira, em Missão Velha, será apresentado às 16h, o espetáculo a Vingança do Finado Joaquim.

A COMEDIA DA MALDICAO (2).JPGA peça Comédia da Maldição, de autoria do teatrólogo Cacá Araújo, entrará em cena nesta terça-feira, às 16h, na Praça Querubina Bringel, em Pena Forte. Com um roteiro que mistura lendas e mitos brasileiros, a Comédia da Maldição conta a história de uma bela jovem que se amancebou com um padre e foi condenada a uma terrível maldição: virar mula-sem-cabeça!

Segundo a lenda, transforma-se em mula-sem-cabeça, a mulher que caindo em tentação, envolve-se com um padre. A transformação inicia-se na madrugada da quinta para sexta, quando a mulher pecadora torna-se um horrível monstro, uma mula que no lugar da cabeça expele uma enorme chama. O encanto só é quebrado se alguém tirar o freio de ferro que a mula-sem-cabeça carrega, assim surgirá uma mulher arrependida pelos seus pecados.

Com um elenco de atores experientes e uma direção empenhada em resgatar os valores e a identidade cultural do Cariri, a Comédia da Maldição tornou-se uma das peças de maior sucesso na Região.

Todas as apresentações acontecem em espaço aberto ao público.

Para mais informações:
SESC
Coordenação de Cultura
Rua da Matriz , 227, Centro, Juazeiro do Norte-CE.
Fone: (88) 3587.1065 / 3512.3355



Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: cid:image011.jpg@01CC0986.5C27C680

A COMÉDIA DA MALDIÇÃO NAS RUAS DO CRATO!!!

domingo, 12 de junho de 2011

Ermano Morais:Coimbra Conheceu a Autenticidade do Forró Blues-Wilson Bernardo.

Ermano Morais é um dos grandes compositores e músicos do Cariri,que faz com certeza um forró diferenciado e inteligente,ao qual o que não é de plástico e nem enlatados,mas pé de de curulepos dos caboclos da chapada do Araripe.Com influencias de mestres como seu Lula Gonzaga,Anicetos,Jackson do Pandeiro e Cartola.Ermano reinventa um forró com misturas de bossa e sons tribais Cariri,instituindo a salvação do prematuro forró tão assassinado pela mídia cafajeste.Portugal teve a satisfação de ver e ouvir uma mistura de poesia matreira e musica autentica de belas composições.
Meruoca é a próxima estação
A luta de um Guerreiro em busca de reconhecimento
Wilson Bernardo(Texto & Fotografia)

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Mostra de Teatro de Rua

Mostra de Teatro de Rua
De 13 a 17 de junho de 2011

Essa você não pode perder! De 13 a 17 de junho acontecerá a primeira edição da Mostra de Teatro de Rua, promovida pelo SESC – Juazeiro. Dezenas de atores e atrizes, além de diretores, técnicos, cenógrafos, irão transformar simples lugares de passagens, como ruas e praças, em espaços dedicados às artes cênicas.

A Mostra tem o objetivo de preservar, resgatar e incentivar as manifestações populares de rua, se apropriando do espaço público como lugar de expressão e divulgação das artes cênicas. A idéia é atrair um público que não costuma ir a teatros, e de quebra, tornar a arte mais democrática e inclusiva.

É diversão na certa!

Acompanhe abaixo a programação:

Dia 13/06
Espetáculo: Repi Bansdei Tchuiu: Feliz dia do ônibus para você.
Local: Juazeiro/Terminal de ônibus da Via Metro.
Horário: 15h30

Espetáculo: Terreiro de História
Local: Porteiras/Quadra Coberta
Horário: 14h

Espetáculo: Jujú Juazeiro
Local: Juazeiro/ Praça Pe. Cícero
Horário: 17h30
----------------------------------------------------------------------------------
Dia 14/06
Espetáculo: A vingança do Finado Joaquim
Local: Missão Velha/ Largo da Estação da Cultura Poeta Biu Pereira
Horário: 16h

Espetáculo: A Comédia da Maldição
Local: Pena Forte/ Praça Querubina Bringel - centro
Horário: 16h
-----------------------------------------------------------------------------------
Dia 15/06
Espetáculo: A vingança do Finado Joaquim
Local: Milagres/ SOAF
Rua José de Alencar, 296 Bairro Francisca do Socorro
Horário: 16h

Espetáculo: Terreiro de História
Local: Jati/ Calçadão no centro
Horário: 16h

Espetáculo: O apelo do Mosquito
Local: Juazeiro/Praça Pe. Cícero
Horário: 17h30
--------------------------------------------------------------------------------------------------
Dia 16/06
Espetáculo: A Comédia da Maldição
Local: Mauriti/ Praça da Matriz
Horário: 16h

Espetáculo: O apelo do Mosquito
Local: Barbalha/ Escola Nazinha Garcia Sampaio – Sítio Mata dos Dudas S/N
Horário: 15h

Espetáculo: Jujú Juazeiro
Local: Juazeiro/ Praça das Cacimbas
Horário: 17h30
--------------------------------------------------------------------------------------------------
Dia 17/06
Espetáculo: Repi Bansdei Tchuiu: Feliz dia do ônibus para você.
Local: Juazeiro/Terminal de ônibus da Via Metro.
Horário: 15h30

Espetáculo: O Reino Maluco de Branca de Neve
Local: SESC Juazeiro/Terreiro da M. Margarida
Horário: 14h

Espetáculo: Charivari
Local: SESC Juazeiro Terreiro da M. Margarida
Horário: 17h30

Juazeiro do Norte ou Reino da Luminura

Juazeiro do Norte fica no Cariri cearense, no coração do Nordeste. Terra de encontros e caldeirão mítico de povos dos sertões. Terra do centro, terra santa, ainda encantada, embora pareça uma cidade ordinária. Quem assim a vê não sabe da cidadela sagrada que é. A Sedição de Juazeiro, depois do massacre de Canudos pelos exércitos da República, foi a segunda importante guerra do mar contra o sertão.
Considero Juazeiro do Norte o ensaio cultural de um Brasil que teima em se firmar a revelia de sua atrasada classe dominante, constituindo-se em uma civilização diversa e única: pelas principais vertentes culturais herdadas de povos que por lá viveram e pela capacidade em gerar uma cultura original, com seus mitos fundadores, sua religião, seus deuses e demônios, seus artistas
e poetas, seus guerreiros e profetas.

Conectada com temporalidades, simbologias e sociabilidades distintas, feita de ambiguidades sem fim, sendo a um só tempo sagrada e profana, figural e abstrata, tradicional e contemporânea, punk e armorial, líquida e fincada na terra, Juazeiro do Norte é um presente do povo sertanejo ao Nordeste, ao Brasil e ao mundo.

Sua riqueza advém dos romeiros, da religiosidade e da arte popular. Diz-se que lá uma verdade comporta 70 mentiras e cada uma destas contém 70 verdades, ad infinitum, até a glória de Deus. Este caleidoscópio do mundo, o poeta Oswald Barroso chamou de
“reino da luminura”.

Nesse lugar de histórias e visões, cantorias e orações, romeiros e artesãos que cintilam feito estrelas no céu da imaginação de inúmeros cineastas acontecerá o 21º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema de hoje a 16 de junho.

Pela primeira vez, o evento estende suas atividades ao interior do Estado. Realizado em Fortaleza de 8 a 15 do mesmo mês, o Cine Ceará traz o tema “Religião e religiosidade no cinema”, homenageando os 100 anos de emancipação política do município.

Rosemberg Cariry, Cineasta
FONTE:Jornal O POVO ON LINE

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Dia 16 de Junho, às 20h
Local: Teatro do SESC Crato
Entrada Franca

Release

Toninho Borbo: Melhor show dos últimos anos
Paraibano movido pela inquietação artística, Toninho Borbo chega ao seu sétimo ano de estrada apontando a liberdade de criação e tencionando limites estéticos através da fusão entre a tradição folclórica e o universo multicultural da música contemporânea mundial. Toninho faz música de qualidade, por isso fechou parceria com o selo Pimba, do Rio de Janeiro, no ano passado. As músicas podem ser adquiridas pelo site da Dubas (www.dubas.com.br).
Dub, afrobeat, samba, rock, música eletrônica e ritmos regionais como o coco e a embolada se misturam no Experimental Samba, o novo show do músico. Antenado na vanguarda cultural brasileira, o som é um mix do violão com colagens e bits eletrônicos. Do show anterior, o Para Fins de Mercado, surgiu uma parceria com alunos de Arte & Mídia (UFCG) que produziram um videoclip do artista com a música É poesia.

ESPETÁCULO TEATRAL DO CRATO-CE SE APRESENTARÁ EM PORTUGAL

A COMÉDIA DA MALDIÇÃO 
DE VOLTA AOS PALCOS CEARENSES
CAMPANHA TURNÊ INTERNACIONAL
Teatro Rachel de Queiroz - Crato-CE



ELENCO:
Cacá Araújo: Tandô
Charline Moura: Irmã Francilina e Ladra 
Edival Dias: Padre Sebastião
Emerson Rodrigues: Filho-de-Santo
Jardas Araújo: Cantador
Joênio Alves: Mãe Luzia
Jonyzia Fernandes: Ana Expedita
Josernany Oliveira: Brincante da Mula
Kelvya Maia: Leide Zefa e Filha-de-Santo
Lifanco: Violeiro 
Monalissa Novais: Cibita e Filha-de-Santo
Márcio Silvestre: Vigário Felizberto
Orleyna Moura: Viúva Fantina
Paulo Fernandes: Dono da Bodega
Paulo Henrique Macêdo: Fotógrafo Jorjão e Filho-de-Santo
Raquel Silva: Beata Carmélia
Rosa Waleska Nobre: Zulmira e Filha-de-Santo
Samara Neres: Cantadora e Filha-de-Santo

TÉCNICA:
Texto e Direção Geral: Cacá Araújo
Assistência de Direção: Orleyna Moura
Cenografia: França Soares 
Sonoplastia: Cacá Araújo
Iluminação: Luiz Renato
Maquiagem e Figurino: Joênio Alves
Música: Cacá Araújo e Lifanco
Camareira: Luciana Ferreira
Operação de Luz: Diogo Stálin Araújo
Operação de Som: Emerson Rodrigues
Cinegrafia: Antonio Wideny (Toyota)
Fotografia: Gessy Maia

A CAMPANHA:
Iniciamos nesta semana uma ampla campanha em benefício da turnê internacional da Cia. Cearense de Teatro Brincante, de Crato-CE, na Europa (Portugal, de 22 de novembro a 7 de dezembro), com os espetáculos A COMÉDIA DA MALDIÇÃO (há 6 anos em cartaz) e A DONZELA E O CANGACEIRO (estreia em setembro próximo), ambos premiados em nível estadual e nacional.

Trata-se de um intercâmbio com o Grupo Intervalo de Teatro, sediado na cidade de Oeiras, que também estreará no mesmo período o espetáculo MONÓLOGOS DAS FLORES VIOLADAS, dirigido por João Manuel Pinho, cujo texto é de autoria do brasileiro cratense Cacá Araújo.

Para viabilizar a turnê, a Cia. Cearense de Teatro Brincante está empenhada em conseguir doação de notas e cupons fiscais de compras e serviços realizados no Ceará, a fim de angariar recursos junto à Secretaria Estadual da Fazenda - SEFAZ/CE. A campanha inclui também a arrecadação da bilheteria e pagamentos de contratação de seus espetáculos. O diretor Cacá Araújo também entrará em contato com órgãos governamentais, comunidade empresarial e representações parlamentares, ampliando, assim, o leque de possíveis apoiadores à empreitada de representar o Brasil a partir do Crato, Cariri e Ceará, visto que pela primeira vez uma companhia teatral genuinamente caririense se apresentará na Europa.  

CONTATOS:
Cacá Araújo (Diretor) - (88) 8801.0897 / (88) 9960.4466 / (88) 3523.7430
Kalvya Maia (Produtora) - (88) 8818.7111 / (88) 9683.0863

terça-feira, 7 de junho de 2011

Mostra de Teatro de Rua


Mostra de Teatro de Rua
De 13 a 17 de junho de 2011

Essa você não pode perder! De 13 a 17 de junho acontecerá a primeira edição da Mostra de Teatro de Rua, promovida pelo SESC – Juazeiro. Dezenas de atores e atrizes, além de diretores, técnicos, cenógrafos, irão transformar simples lugares de passagens, como ruas e praças, em espaços dedicados às artes cênicas.

A Mostra tem o objetivo de preservar, resgatar e incentivar as manifestações populares de rua, se apropriando do espaço público como lugar de expressão e divulgação das artes cênicas. A idéia é atrair um público que não costuma ir a teatros, e de quebra, tornar a arte mais democrática e inclusiva.

É diversão na certa!

Acompanhe abaixo a programação:

Dia 13/06
Espetáculo: Repi Bansdei Tchuiu: Feliz dia do ônibus para você.
Local: Juazeiro/Terminal de ônibus da Via Metro.
Horário: 15h30

Espetáculo: Terreiro de História
Local: Porteiras/Quadra Coberta
Horário: 14h

Espetáculo: Jujú Juazeiro
Local: Juazeiro/ Praça Pe. Cícero
Horário: 17h30
----------------------------------------------------------------------------------
Dia 14/06
Espetáculo: A vingança do Finado Joaquim
Local: Missão Velha/ Largo da Estação da Cultura Poeta Biu Pereira
Horário: 16h

Espetáculo: A Comédia da Maldição
Local: Pena Forte/ Praça Querubina Bringel - centro
Horário: 16h
-----------------------------------------------------------------------------------
Dia 15/06
Espetáculo: A vingança do Finado Joaquim
Local: Milagres/ SOAF
Rua José de Alencar, 296 Bairro Francisca do Socorro
Horário: 16h

Espetáculo: Terreiro de História
Local: Jati/ Calçadão no centro

Espetáculo: O apelo do Mosquito
Local: Juazeiro/Praça Pe. Cícero
Horário: 17h30
--------------------------------------------------------------------------------------------------
Dia 16/06
Espetáculo: A Comédia da Maldição
Local: Mauriti/ Praça da Matriz

Espetáculo: O apelo do Mosquito
Local: Barbalha/ Escola Nazinha Garcia Sampaio – Sítio Mata dos Dudas S/N
Horário: 15h

Espetáculo: Jujú Juazeiro
Local: Juazeiro/ Praça das Cacimbas
Horário: 17h30
--------------------------------------------------------------------------------------------------
Dia 17/06
Espetáculo: Repi Bansdei Tchuiu: Feliz dia do ônibus para você.
Local: Juazeiro/Terminal de ônibus da Via Metro.
Horário: 15h30

Espetáculo: O Reino Maluco de Branca de Neve
Local: SESC Juazeiro/Terreiro da M. Margarida

Espetáculo: Charivari
Local: SESC Juazeiro Terreiro da M. Margarida
Horário: 17h30

Palavras São Milagres Migratórios...Um Poema-Wilson Bernardo.

NÃO SE DEVE TOTALMENTE SANTIFICAR!
Que Deus seja justo
posso até concordar
mas depois da benevolência
o homem reinventou
os pregos em forma de parafusos.

Wilson Bernardo(Poema & Fotografia)

MOVIMENTO PELA DIVERSIDADE MUSICAL E CONTRA O MONOPÓLIO DO FORRÓ DE PLÁSTICO - Por: Dihelson Mendonça


Movimento em favor da diversidade musical, e contra o Monopólio do Forró de Plástico na mídia ! - Lanço uma corrente para unir todas as pessoas que gostam da Boa Música. Junte-se a nós. Chega de mesmice !



Somente com a união de todas as pessoas que gostam da música de qualidade no Brasil, conseguiremos vencer o "Cartel da Mídia" que mantém o monopólio do forró de plástico 24 horas por dia nas estações de rádio. Estou recrutando cada pessoa de bom gosto musical, cada cidadão que odeia a baixaria representada pelas bandas de forró; Cada um que curte outros estilos, para que juntos formemos uma frente, um movimento organizado que estou denominando inicialmente de "Movimento Pela Diversidade Musical na Mídia" para as estações de rádio possam voltar a tocar estilos variados de música, rompendo esse monopólio de porcarias estabelecido. Como sabemos, o percentual de pessoas que apreciam música de qualidade é muito superior aos que gostam de música ruim, mas somente a música ruim tem espaço no Rádio, porque um grupo econômico criou e mantém há 2 décadas uma estrutura perversa que visa apenas ganhar dinheiro fácil às custas da massificação.

A ESTRUTURA DO SISTEMA

Ao contrário do que muitos pensam, o monopólio do forró de plástico na mídia não é um elemento passivo. Não caiu no gosto do povo por mero acaso. É fruto de uma estrutura cuidadosamente planejada nos anos 90 por um grupo de empresários visando o ganho de dinheiro fácil dos incautos pela exploração e pela massificação. O objetivo primordial deles é manter o forró de plástico ativo 24Hs no Rádio, impedindo outros estilos musicias e garantindo público nos eventos:


O sistema é formado basicamente por 3 elementos que trabalham de forma organizada e sincronizada:

01 - Proprietários de bandas de forró de plástico ( gravadoras ) - A coisa toda é feita visando a exploração da baixaria, da vulgaridade, do estímulo ao alcoolismo e da prostituição, com letras pobres que apelam para os instintos primitivos enquanto se investe no visual, tornando a música um fator secundário. Arte não existe. Abusa-se do mau-gosto, e garantem-se espaços nas estações de rádio com uma estrutura paga, via satélite. Como uma droga de efeito imediato e que não se mantém, é que nem mesmo aqueles que gostam desse estilo aguentam ouvir a mesma música por muito tempo. O sucesso é passageiro, como o efeito de qualquer outra droga. O lucro não é obtido na venda de CDs, que são vendidos nas lojas por um valor simbólico e são muitas vezes doados em esquinas como promoção para arrebanhar público para os shows. Usam as gravadoras apenas como elemento de produção, sendo que o lucro real vem da venda de ingressos nos shows. A tática é oposta ao modelo vigente nas grandes gravadoras do país, onde lança-se o artista para vender o produto. Aqui, a gravadora serve apenas para reforçar e amparar o sucesso. A música pode até ser gravada ao vivo, no próprio show, pois descobriu-se que o público alvo não tem intelecto suficiente para distinguir a qualidade da gravação. O objetivo é promover a participação do público, sobretudo gritando nomes de determinadas pessoas nos shows, que levarão os CDs para tocar para os amigos. Na maioria dos casos, uma mesma música é gravada por várias bandas ao mesmo tempo.

02 - Estações de Rádio - Em conluio $$$$$ com as bandas de forró de plástico para massificar a população, elas é quem preparam o GADO ( público ) para as vendas dos ingressos nos eventos garantindo a publicidade antecipada, a fim de levar a massa como gado ao matadouro ( shows ) como se fossem Zumbis. A música, segundo eles, não deve ser artigo para pensar. Pensar, Dói ! - Música seria como qualquer droga, como CRACK e COCAÍNA: Apenas para a diversão fugaz, de fácil apelo, e em associação ao movimento corporal e à sensualidade. O Rádio une-se às bandas de forró para divulgar somente o material fornecido pelos proprietários, minimizando ou vetando quaisquer outras formas musicais, garantindo assim o monopólio e a massificação e preparando o povo para o principal: a venda de ingressos em shows.

03 - Proprietários de Casas de Shows - Aqui é onde realmente desemboca o grande filão do dinheiro. Visando lucro fácil, entram na jogada, abrindo os espaços para o material que já foi divulgado e massificado por meses nas estações de Rádio e em acordo com as bandas de forró. Em época de eventos, as bandas que irão participar se intensificam nas estações de rádio, tocando principalmente as que participarão, e retirando as que não irão participar, tudo preparado cuidadosamente com meses de antecedência e garantindo a participação da massa, que estará preparada a tempo para o dia do shows. Todos lucram no negócio milionário.

RECLAMAR ADIANTA ?

01 - Desde que o forró de plástico ( como é conhecido atualmente o chamdo "forró putaria", desde a intervenção do músico Chico Cesar ) nossa tática de reclamar não tem sequer arranhado a estrutura dos organizadores de eventos, e muito menos sensibilizado qualquer dos 3 pilares do cartel da mídia, que estão agarrados ao OSSO, mas estas reclamações, por outro lado, tem feito surgir muitas bocas indignadas no seio da sociedade ( inclusive crônicas famosas, como a do Ariano Suassuna ). As inúmeras reclamações trouxeram de volta pessoas que gostam da boa música e estavam esquecidas, impotentes frente ao descaso, e foi por essas reclamações que descobrimos outros que pensam iguais a nós, que estão vendo a arte e a cultura irem para o ralo. Portanto, reclamar é bom, sempre foi bom e sempre será uma grande arma nesse movimento.

02 - A nossa estratégia de começar a ganhar os meios de comunicação tem dado certo. Diversos artistas do nordeste, e principalmente do interior do Ceará, além de formadores de opinião se reuniram e foram às estações de rádio tocar aquilo que já não mais se ouvia. Apesar do curto espaço de tempo, estamos reunindo, congregando as pessoas que gostam de outros estilos musicais, e posso dizer pelo que vejo e tenho ouvido, que a quantidade de pessoas que gostam de boa música é maior do que os que gostam de porcaria, só que eles não se manifestam tanto quanto aqueles. Os shows dos bons artistas estão gradualmente retornando, e tem tido casa lotada, prova do retorno da boa música e do funcionamento do Marketing.

03 - Mesmo em Fortaleza, o reduto do Forró de Plástico, é unanimidade que lá esse forró decadente já diminuiu e alguns apostam até que está morrendo. Ainda bem!

O NOSSO MOVIMENTO:

Minha idéia é unir todas as pessoas que gostam de música de qualidade num grande e permanente movimento em direção às artes e à cultura, a fim de quebrar o monopólio de um só estilo de música no Rádio, garantindo a diversidadeartística e cultural. Temos andado muito dispersos nos últimos anos. O inimigo se aproveitou disso e tomou conta dos meios de comunicação. Permitimos literalmente que a raposa invadisse o galinheiro, enquanto ficamos apenas olhando sem nada fazer. Nosso movimento precisa ser direcionado no sentido de ocupar os espaços novamente, dos meios de comunicação em escala Regional, Estadual e Nacional.

Esse movimento organizado, que une todas as mídias de que temos acesso, terá por meta a união de todas as pessoas de bom gosto numa imensa "Corrente do Bem", que fará cada vez mais pressão no sentido de garantir espaços de diversidade na mídia, e consequentemente, formar mais platéia e bom gosto. O nosso público é grande, só está disperso. É preciso reunir essas pessoas dos 4 cantos. A nossa força estará nessa união. Será um movimento lento, porém gradativo e permanente, que espero contar com todos aqueles que não mais aguentam tanta decadência cultural, que não aguentam mais tanta porcaria no Rádio, e que desejam ouvir novamente MÚSICA DE VERDADE. Lançamos hoje a pedra fundamental desse movimento de resgate aos grandes valores; Não apenas musicais, pois a música decadente é fruto de uma sociedade em decadência. Por isso, é preciso investir nos grandes valores que formam o ser humano, que se baseiam sobretudo, na educação, que é o grande pilar da sociedade. Que possamos unir nossas forças, e todos os recursos disponíveis no sentido de cultivarmos o melhor do ser humano, e com certeza, todo o bem virá por consequência.

Una-se a este movimento. Em breve, o lançamento do site oficial. Enquanto isso, quem quiser participar, pode me adicionar no Facebook, twitter, ou outros websites para trocarmos idéias e estratégias para o combate ao monopólio da mídia:

www.facebook.com/dihelson
www.blogdocrato.com
www.chapadadoararipe.com
www.radiochapadadoararipe.com
www.culturanocariri.com
www.cariricult.blogspot.com
www.cariricaturas.blogspot.com
www.redeblogsdoceara.blogspot.com

VIVA A DIVERSIDADE MUSICAL. ABAIXO O MONOPÓLIO !

Abraços,

Dihelson Mendonça
Músico - Compositor, Pianista, Fotógrafo, Escritor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...