quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Foi dada a largada ao Cariri Cangaço 2013!


Foi dada a largada para o Cariri Cangaço 2013. O evento que se configura como o maior de todo o Brasil envolvendo a temática do cangaço, reunirá um número jamais visto de estudiosos, pesquisadores, escritores, historiadores, dentre muitos outros profissionais interessados neste que é, um dos fenômenos  mais intrigantes da história do nordeste; segundo o assessor de mídias digitais e marketing do Cariri Cangaço, jornalista Heldemar Garcia, o número de presenças no evento em 2013 “deve chegar de 150 a 170  personalidades de todo o Brasil , pessoas envolvidas no universo da pesquisa do cangaço, um numero realmente surpreendente e nunca visto em nada parecido no país inteiro, é sensacional”. 

Para o Curador do Cariri Cangaço, Manoel Severo esse número “reflete a credibilidade alcançada pelo evento em todo o Brasil e também fora do país, pois estaremos recebendo pesquisadores do exterior esse ano, graças ao trabalho dedicado de uma grande equipe, primeiro das cidades anfitriãs de nosso Cariri e também do apoio das Organizações envolvidas”. O certo é que mais uma vez o cariri cearense estará recebendo visitantes de todo o país e que durante 6 dias estarão em nossa região, além de participando do Cariri Cangaço, conhecendo o que de melhor temos e fazemos, gerando riqueza e consolidando também o Turismo de Conhecimento.

O Cariri Cangaço acontece nos dias 17 a 22 de setembro de 2013 e terá como palco as cidades de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Aurora, Barro e Porteiras; para o Vice-Presidente do GECC, Grupo de Estudos do Cangaço do Ceará, pesquisador Bosco André, “um ponto importante do Cariri Cangaço é perceber o grande trabalho de integração entre todos os municípios, hoje  são  sete  cidades e já temos Lavras da Mangabeira e Brejo Santo ensaiando uma participação. Acho que nenhum outro Projeto tem essa capilaridade e esse nível de trabalho em conjunto em nosso cariri”. 

Todo o trabalho de construção e formatação do evento, a programação, as conferências, os convidados, as visitas técnicas, os debates e todas as novidades do Cariri Cangaço, vc acompanha aqui, através deste  Blog Cultura no Cariri ou visitando: 

www.cariricangaco.com

Cariri Cangaço - Redação

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Armazém do Rock


Ong Beatos:


Desabafo do Músico da Arte Proibida, Fortaleza, um problema bem comum à nós músicos!

SHOW DA ARTE PROIBIDA CANCELADO!!! NÃO TOCAREMOS MAIS NO PLANET HEMP!!! 

RECEBI A LIGAÇÃO AQUI DIZENDO QUE ELES NÃO QUERIAM UMA BANDA QUE DESSEM PROBLEMA... PROBLEMA? DIZER A VERDADE É PROBLEMA NÉ? POIS LÁ VAI O TAMANHO DO PROBLEMA.

A GALERA CHAMA UMA BANDA DE FORA GRANDE COMO A PLANET HEMP, COLOCA UNS INGRESSOS ANTECIPADOS, NÃO VENDEU SUFICIENTE, ENTÃO A PRODUTORA DÁ PRA TRÁS, A OUTRA PRODUTORA DISSE QUE IRIA ASSUMIR RISCOS E FAZ O SHOW TRÊS MESES DEPOIS.

ENTÃO TEREMOS QUE CORTAR OS CUSTOS, CORTA TUDO, COMEÇA PELAS BANDAS... HAAAA... NÃO TEMOS MAIS CAPITAL, CHAMA UMA BANDAS Aê QUE TOQUEM DE GRAÇA. (SÓ PODE TER SIDO ASSIM)

DEPOIS ME TELEFONAM E EU QUERENDO TOCAR ACEITO A PROPOSTA PENSANDO EU QUE SERIA NO PALCO GRANDE, O QUE SERIA REALMENTE UMA GRANDE VITRINE... DEPOIS ME LIGAM DIZENDO QUE IA SER NO PALCO PEQUENO... RSS...

TODOS DA BANDA JÁ INSATISFEITOS, PELA FALTA DE CONSIDERAÇÃO DOS PRODUTORES (QUE BABAM O OVO DOS PRODUTORES DE FORA), ONDE DIZIAM QUE A CULPA TODA ERA DO ESCRITÓRIO DA Turnê Planet Hemp 2012!!!

TUDO BEM, EU IRIA TOCAR MESMO ASSIM, POIS JÁ TINHA DITO QUE IA, E ENTÃO ASSUMIRIA MINHA PALAVRA FAZENDO O SHOW, EM RESPEITO PRINCIPALMENTE AOS FÃS DA BANDA, MESMO SENDO O ÚLTIMO SHOW.

POR ÚLTIMO FIQUEI SABENDO QUE AS PESSOAS QUE COMPRARAM PISTA NÃO PODERÃO VER O SHOW DA ARTE PROIBIDA VISTO QUE O PALCO É DE COSTAS PRO PÚBLICO QUE COMPROU O INGRESSO "PISTA". NO CASO SÓ DARIA PRA VER O SHOW QUEM TIVESSE COMPRADO O "FRONT". 

ENTÃO POSTEI AQUI QUE ESTAVA COM ESSA DÚVIDA... POIS MUITOS AMIGOS MEUS QUERIAM VER O SHOW DA ARTE PROIBIDA MAS TINHAM COMPRADO PISTA. COLOQUEI TAMBÉM QUE ISSO ERA PROPAGANDA ENGANOSA VISTO QUE NO CARTAZ TINHA SOMENTE O NOME DAS Três BANDAS SEM ESPECIFICAR QUE SÓ TERIAM DIREITO A DETERMINADOS SHOWS SE COMPRASSEM O FRONT. 

AQUI PELO FACEBOOK NÃO FALARAM NADA, NÃO ESCREVERAM NO POST, NÃO SE PRONUNCIARAM. MAS LOGO LOGO EU RECEBO UMA LIGAÇÃO, DIZENDO QUE O ESCRITÓRIO DO Planet Hemp Em Fortaleza Planet Hemp Marcelo D2... TINHAM FALADO QUE ESTAVAM INCOMODADOS COM AS POSTAGENS (O QUE EU NÃO ACREDITEI POIS O QUE ELES IRIAM PERDER??? SE ESTÁ TUDO NUM CONTRATO OS 30.000 r$ DELES??? O QUE ELES IAM PERDER??? ELES NÃO SABEM NEM QUE A GENTE EXISTE... ), E QUE TINHA QUE VER PRA GENTE NÃO CAUSAR PROBLEMAS, COM ESSAS POSTAGENS. DITADURA DOS PRODUTORES, DAS PRODUTORAS E QUE AINDA NÃO TEM A CORAGEM DE ASSUMIR NADA QUE FALAM, RECLAMANDO QUE ISSO PODERIA PREJUDICAR O SHOW DO PLANET HEMP... RSSS... COMO? PODIAM, ASSIM COMO PODE É PREJUDICAR ELES MESMOS... PORQUE MEU CHAPA... A BANDA JÁ NÃO EXISTE MAIS, ERA O ÚLTIMO SHOW DA BANDA, EU JÁ NÃO IA GANHAR NADA MESMO, ALIÁS IRIA PAGAR PRA TOCAR... VISTO QUE SÓ O ESTACIONAMENTO É 10 A 15 r$.
AGORA SIM... QUEM TIVER O INGRESSO NA PISTA E NÃO PUDER VER AS ATRAÇÕES QUE ESTÃO NO CARTAZ PODE SIM, ENTRAR ATÉ COM UMA AÇÃO JUDICIAL PEDINDO A DEVOLUÇÃO DOS INGRESSOS. NA VERDADE: 

QUEM QUISER PODE IR NO DECOM, PROCON, OU QUALQUER ÓRGÃO QUE DEFENDA O CONSUMIDOR.

É PROPAGANDA ENGANOSA SIM, VENDER UM PRODUTO MOSTRANDO UMA COISA NO ANÚNCIO E OUTRA NO PRODUTO. PODEM FALAR COM QUALQUER ADVOGADO.

EU PODERIA ENTRAR NA JUSTIÇA TAMBÉM. POR DANOS MORAIS, POIS ENSAIAMOS PRA ESSE SHOW, GASTAMOS TEMPO, DINHEIRO, DIVULGAÇÃO. E TENHO TUDO SALVO AQUI DA CONVERSA QUE TIVEMOS COM O PRODUTOR. O SHOW JÁ ESTAVA CERTO, ALÉM DOS CONVIDADOS QUE ESTAVAM ESPERANDO ENTRAR COM A GENTE PRA VER NOSSO SHOW. CONTACTAREI ALGUNS ADVOGADOS CHAPAS. 

A GALERA MANDA E DESMANDA NAS BANDAS LOCAIS TRATANDO COMO UNS DOIDIM. PAGAM SUPER MAL, ISSO QUANDO PAGAM. JÁ PENSOU NÃO PAGAR NADA ONDE O INGRESSO DE UMA PESSOA É 100 r$??? EU FICAR LÁ DEPOIS DO SHOW PEDINDO, MENDIGANDO FAVORES??? MEU CHAPA LEVE A MAL NÃO. UM DIA A CASA CAI. 

É ASSIM MESMO AQUI EM FORTALEZA. UNS FICAM LAMBENDO OS OVOS DOS OUTROS, ATRÁS DE PROMOÇÃO, EU NUM TÔ NEM VENDO Ó MAH. NUM PODE VIR UMA BANDINHA DE FORA QUE FICAM TUDO BABANDO, CHEIRANDO O SACO, E A CONSIDERAÇÃO PRA QUEM É DA TERRA? DAQUI DE FORTALEZA, REPRESENTANDO O CEARÁ? NADA. CACHê: ZERO, CONSUMAÇÃO: ZERO. SACO CHEIO. ENQUANTO TIVER ISSO NO MUNDO, PESSOAS QUE BAIXAM A CABEÇA, EXISTIRÁ OS SACANAS QUE LUCRAM EM CIMA DE VOCÊ. 

A OUTRA POSTAGEM EU APAGUEI. POR ACREDITAR QUE SERIA POSSÍVEL UMA CONVERSA. EU SOU HOMEM. E EU QUERO VER QUEM FAÇA EU APAGAR ESSA POSTAGEM AQUI.

DEPOIS DE UNS MINUTOS, AOS 48 MINUTOS DO SEGUNDO TEMPO O CARA LIGA E DIZ QUE NÃO DÁ CERTO, SIMPLES ASSIM. COMO SE A GENTE FOSSE UM SIMPLES NADA. DISPENSÁVEL, DISCARTÁVEL... E AINDA SAINDO COMO O MALVADINHO DA HISTÓRIA.
AGUARDEM.

SOU LEUDO JR. EX VOCALISTA DA EXTINTA ARTE PROIBIDA. NÃO SOU FAKE. 

NÃO SOU FAKE ENTENDERAM??? TÔ AQUI. VIVO E LINDO FAZENDO MÚSICA NESSE CENÁRIO IMUNDO.

APOSTA SABE O QUE? QUE NINGUÉM SE MANIFESTARÁ PUBLICAMENTE, MAS COM CERTEZA ROLARÁ OUTROS TELEFONEMAS. SÓ DIGO UMA COISA. NÃO ATENDEREI MAIS TELEFONEMA QUE FALE DESSE TEMA, SE VCS QUEREM FALAR, FALEM ALGO PROS FÃS DA ARTE PROIBIDA, OS VERDADEIROS PREJUDICADOS NESSA HISTÓRIA. SE QUEREM FALAR, FALEM POR AQUI. PRO POVO. 

PEÇO COM TODAS AS FORÇAS QUE COMPARTILHEM O MÁXIMO DE VEZES, PRA QUE UM DIA OS MÚSICOS CAIAM NA REAL, OS PRODUTORES CAIAM NA REAL, OS DONOS DAS CASAS DE SHOW CAIAM NA REAL. PORQUE SABE QUAL É A REAL??? SÓ EXISTE CONSIDERAÇÃO COM O CIFRÃO.

A MOVIMENTAÇÃO VAI SER GRANDE. E EU TÔ AQUI.
 

Exposição Foto Silva


performance, investigação e deslocamentos com Alê Souto


Louvado Seja a Tradição!

PROGRAMAÇÃO:

CORTEJO
Saída: Praça dos Franciscanos 16h
Chegada: Praça Padre Cícero
·         Guerreiro Santa Madalena (M. Nana)
·         Banda Cabaçal Pe. Cícero (M. Domingo)
·         Reisado Santa Helena (M. Dedé)
·         Reisado Discípulos de Mestre Pedro (M. Antonio)
·         Maneiro Pau Padre Cícero (M. Bigode)
·         Coco do Mestre Dodô (M. Dodô)
·         Banda Cabaçal Santo Antonio (M. Chico)
·         Maneiro Pau (Mestre Luiz)
·         Reisado Manoel Messias (Mestre Cicinho)

APRESENTAÇÕES
30/01 - Praça Franciscanos 17h à 19h
·         Reisado Novo Mirim dos Franciscanos (M. Zé Trovão)
·         Guerreiro Santa Madalena (M. Nana)
·         Banda Cabaçal Pe. Cícero (M. Domingo)
·         Reisado Santa Helena (M. Dedé)
30/01 - Praça Pe. Cícero 17h à 19h                    
·         Reisado Discípulos de Mestre Pedro (M. Antonio)
·         Mineiro Pau Padre Cícero (M. Bigode)
·         Coco do Mestre Dodô (M. Dodô)
·         Banda Cabaçal Santo Antonio (M. Chico)
30/01 - Praça da Matriz 17h à 19h

Penitentes Irmãos da Cruz (Barbalha)

Banda Cabaçal Jose Barros (Barbalha)


 
Coco do Mestre Gilberto (M. Gilberto Barbalha) 

Reisado Nossa Senhora de Fátima (M. Fátima)
31/01 - Praça dos Franciscanos 17h à 19h
·         Reisado Nossa Senhora das Dores (M. Mosquito)
·         Guerreiro Santa Lucia (M. Lucia)
·         Mineiro Pau de Mestre Raimundo (M. Raimundo)
·         Banda Cabaçal Santo Expedito (M. Expedito)
31/01 - Praça Pe. Cícero 17h à 19h
·         Reisado Coração de Jesus (M. Tico)
·         Mineiro Pau São Luiz (M. Luiz)
·         Reisado Mirim Afiliados de Cícero Zabumbeiro (M. Anderson)
·         Banda Cabaçal São Bento (M. Francisco De Assis)
31/01 - Praça da Matriz 17h à 19h

Reisado Mirim Santo Expedito (Mestre Flatenário)

Coco Frei Damião (M. Marinez) 

Bacamarteiros da Paz (M. Nena)


Banda Cabaçal Meninos da Paz (M. Tieldo)
01/02 - Praça dos Franciscanos 17h à 19h
·         Reisado Frei Damião (M. P1)
·         Mineiro Pau Santo Andre (M. Adriano)
·         Banda Cabaçal São João Batista (M. João Bosco)
·         Lapinha Menino Jesus (Tia Tota)
01/02 - Praça Pe. Cícero 17h à 19h
·         Reisado São Benedito (M. Manoel Amaro)
·         Banda Cabaçal Mirim Beata Mocinha (Org.: ONG Moraca)
·         Lapinha Três Reis Magos (M. Josefa)
·         Reisado Mirim Menino Deus (M. Alex)
01/02 - Praça da Matriz 17h à 19h
·         Grupo Excelência Cantares de Almas (M.Marinês)
·         Reisado Manoel Messias (M. Cicinho)
·         Banda Cabaçal Patativa (Org.: ONG Moraca)
·         Banda Cabaçal São Francisco (M. Paulinho)

Perfomances, investigações e deslocamentos com Alê Souto


Reunião Circuito Fora do EIXO!

HOJE TEM REUNIÃO FORA DO EIXO
Hoje, dia 29, a partir das 19h00, na Praça Siqueira Campos terá mais uma reunião de articulação de coletivos, artistas e produtores no processo de organização da rede de cultura do Cariri. A rede irá dialogar com outras redes nacionais como o Circuito Fora do Eixo. 

SINTAM-SE CONVIDADOS!
Informações: 
(88) 9713-9490 - Alidiane
(88) 9640-8862 - Leocaldino
(88) 96616516 - Lucas

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Queremos 2% para cultura no Crato! Por Alexandre Lucas!

DECLARE O SEU APOIO A ESSA LUTA! FAÇA A SUA FOTO DE APOIO a campanha que visa garantir que 2% do orçamento do Município do Crato seja destinado a cultura e que parte destes recursos sejam repassados para a comunidade artística através de políticas de editais de ocupação de equipamentos públicos e incentivo, produção e circulação artística. Assine a Petição Pública que será encaminhada Câmara Municipal dos Vereadores do Crato: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N30738

Alemberg Quindins

Irmãos Aniceto

Várzea Alegre tem o maior Carnaval da região do Cariri

As atenções das regiões Cariri e Centro Sul do Ceará se voltam para o município de Várzea Alegre no período de 9 a 12 de fevereiro. Tem se tornado tradicional na cidade, distante 446 km de Fortaleza, a realização do Carnaval que vem se tornando o maior da região.
Unidos do Roçado de Dentro, 50 anos
foto: Dario Gabriel

Os festejos de Várzea Alegre têm muita tradição. Neste ano, a escola de samba Unidos do Roçado de Dentro completa 50 anos de existência. Mas o Carnaval local ganhou destaque regional sobretudo a partir de 2005. Os primeiros shows públicos foram realizados no Calçadão Antônio Alves Costa. A comemoração cresceu e o local ficou pequeno. Assim, a festa foi transferida para a rua Antônio Afonso, mais larga. Mesmo assim, o espaço não era suficiente para a quantidade de foliões.


Em 2009, com a inauguração do Parque Cívico São Raimundo Nonato, na lagoa de mesmo nome, os shows passaram a ocorrer no lugar com capacidade para cerca de 40 mil pessoas.


Para este ano, a administração do prefeito Vanderlei Freire (PSD) anunciou que haverá três atrações por noite. A abertura contará com o forrozeiro Wesley Safadão e a Banda Garota Safada, no sábado, dia 9.


Estrutura


O secretário municipal de Cultura e Turismo, Milton Bezerra, informou que serão montados dois palcos e instalados quarenta camarotes. Cada um custa R$ 3 mil e, de acordo com o gestor municipal, 80% deles já teriam sido vendidos. A rede de hotéis e pousadas informou que há poucas vagas para reservas.


A segurança do evento terá reforço do 10º Batalhão de Polícia Militar, de Iguatu.

ENTENDA A NOTÍCIA


O Cariri fica na divisa de Ceará e Pernambuco e, portanto, recebe influência dos dois estados - o segundo, com um dos maiores carnavais do País. Porém, a festa na região tem característica mais rural, mas vem ganhando nova feição
fonte:http://www.opovo.com.br/app/opovo/ceara/2013/01/26/noticiasjornalceara,2995611/varzea-alegre-tem-o-maior-carnaval-da-regiao-do-cariri.shtml

Descoberta de espécie inédita, na Chapada do Araripe, dá mais evidência de que o sertão nordestino já teve água do mar


FÓSSIL DE CAMARÃO COM 110 MILHÕES DE ANOS É ENCONTRADO NO SEMIÁRIDO



O fóssil foi encontrado depois de 11 dias de escavação, em uma concreção calcária, e com aparência de forma tridimensional, ainda mais raro e valioso - Divulgação
CRATO, Ceará – Deu camarão na Chapada do Araripe, no sertão da divisa entre os estados de Ceará e Pernambuco, a cerca de 500 quilômetros do litoral. O crustáceo foi encontrado no distrito de Jamacaru, próximo a Crato, no Ceará, mas isso foi há cerca de 110 milhões de anos. Trata-se do primeiro fóssil deste tipo a ser encontrado na região, pelos pesquisadores da Universidade Regional do Cariri (Urca). A descoberta é mais uma evidência de que a região, no semiárido nordestino, já foi banhada pelo mar na era Cretácea — entre 140 milhões e 65 milhões de anos — ou pelo menos tinha lagoas com certo nível de salinidade.
— A descoberta de fósseis de dinossauros e tartarugas não davam tanta evidência sobre a presença de água do mar na região, mas a descoberta do camarão, inédita, prova que na Formação Romualdo havia água com algum nível de salinidade. Era uma região isolada do mar, que deveria invadi-la esporadicamente — explica paleontólogo Alamo Saraiva, da Urca.
Quando o paleontólogo se refere a dinossauros e tartarugas, faz menção da fama mundial que a Chapada do Araripe tem na comunidade científica em relação à pesquisa de fósseis:
— Digo sempre que, se a história da vida na Terra fosse um livro, a Bacia do Araripe seria um capítulo inteiro. Há documentação sobre a história da vida na região desde 400 milhões até 1 milhão de anos.
O camarão fóssil encontrado pela equipe de Alamo é da família Caridea e está na linha evolutiva dos camarões atuais criados em fazendas, o Machobrachium rosenbergi. Por se tratar de um achado inédito, os pesquisadores batizaram com um novo nome de gênero e espécie, a Kellnerius jamacaruensis. O nome foi uma homenagem a Alexander Kellner, pesquisador que ajudou a estabelecer um núcleo de paleontologia na região, e à reserva de Jamacaru, onde ocorreram as escavações.
O fóssil descoberto tem 1,8cm de comprimento e encontrado depois de 11 dias e 9,5 metros de escavação. Preservado em uma concreção calcária, conhecida como “pedra de peixe”, o camarão teve a aparência preservada de forma tridimensional, o que é mais raro e torna a descoberta mais valiosa.
Desde maio, quando a pedra em que estava o fóssil foi descoberta, um trabalho de coordenação motora bastante fina para revelar a forma do camarão exigiu meses de tratamento na rocha, com lupa capaz de aumentar a imagem 60 vezes e instrumentos delicados como uma agulha para aplicação de insulina.
— Quando se encontra um fóssil de um bicho que tinha perninhas e antenas o trabalho final é muito mais delicado que quando se encontra um dinossauro, por exemplo. Qualquer movimento errado pode por a pesquisa em risco — explica o paleontólogo.
A nova espécie será registrada na publicação neozelandesa “Zootaxa”, especializada em trabalhos que provem a existência de espécies inéditas.
Fonte: O Globo

Cordel nas Escolas!


FOLHETOS DE CORDEL CONTRIBUEM PARA A MELHORIA DO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM

Nos últimos anos, uma ampla quantidade de autores tem voltado seu olhar para a temática da utilização de múltiplas linguagens como suporte didático nos processos de ensino e de aprendizagem. Dito de outra forma, o uso de novos recursos e suportes didáticos, que subsidiam estratégias de ensino inovadoras e diferenciadas. A literatura de cordel é um veículo que permite as pessoas participar da vida do país, como debater a realidade, expressar suas necessidades e aspirações. Retratando tradições, costumes, lendas e acontecimentos; e, trazendo consigo todo um conjunto de manifestações artísticas e culturais.
Especialistas apontam que motivos não faltam para persuadir os professores, das várias disciplinas, a abordar os folhetos de cordel em sala de aula. Em primeiro lugar, por serem escritos em versos compostos segundo um padrão que favorece a realização de leituras em voz alta; segundo, por apresentarem as histórias e as notícias interpretadas de acordo com os valores compartilhados por seu público-alvo. “Também por retratarem a vida de personalidades, os feitos de cangaceiros, as espertezas de heróis e apresentarem adaptações de narrativas eruditas da literatura nacional e estrangeira, como Iracema, de José de Alencar, Romeu e Julieta, de Shakespeare. Não podemos nos esquecer, ainda, de que os folhetos possibilitam a promoção de debates, de dramatizações, de produção e análise de xilogravuras”, acrescentou Maria Sidalina Gouveia, supervisora Pedagógica de Língua Portuguesa do Instituto Qualidade no Ensino (IQE).
Segundo ela, os folhetos de cordel demonstram, com clareza, que os limites entre escrita e oralidade, entre letrados e iletrados, estão muito além da possibilidade de decifração de um código gráfico. “Parte do público tradicional dos folhetos é capaz de reconhecer as palavras escritas em romances eruditos, como os de Machado de Assis, porém essa habilidade não é suficiente para que apreciem o texto, ou seja, para que possam compreendê-lo em sua essência, mas a adaptação da mesma obra para o cordel é perfeitamente compreendida e estimada por esse e pelos demais públicos”, frisou.
Sidalina lembra ainda que é útil investir em uma abordagem comparativa entre os folhetos de diferentes autores e épocas e entre folhetos e outras obras literárias, sobretudo as que foram adaptadas para o cordel. “O intuito desse trabalho não é o de formar poetas, mas leitores, portanto, se a escola contribuir com essa formação, certamente estará cumprindo seu papel. Abrir a sala de aula para a literatura de cordel é uma importante conquista; há que se pensar de que modo efetivá-la tendo em vista a formação de leitores”, analisou a supervisora do IQE. Considerar essa literatura apenas ferramenta que pode contribuir para a assimilação de conteúdos das várias disciplinas escolares não possibilita, de acordo com a especialista, a construção de uma significativa experiência de leitura do gênero textual cordel. Fonte: 180 graus.
Via: @onordeste
fonte:http://www.nacaonordestina.org/?p=533

Show: Flauberto Gomes



sábado, 26 de janeiro de 2013

Festa da Santa Cruz da Baixa Rasa!

Tradicional e Cultural festejo, realizado na floresta da Chapada do Araripe, ao som dos galopes dos cavalos, das "incelências", adorações, festejos e danças! A Festa da Santa Cruz da Baixa Rasa iniciou devido a uma promessa feita a um vaqueiro encontrado morto na floresta. A graça alcançada deu início de uma das mais antigas romarias da região do Cariri.
Aqui alguns registros do maravilhoso fotógrafo Samuel Araújo, nosso Samuk, é desejo de todos nós apreciadores da cultura do Cariri, que esse evento se fortaleça, essa foi uma manifestação das mais emocionantes que presenciei, senti a pureza de ser nordestino, a valorização dos nossos mestres de reisado, das nossas heranças culturais, parabéns aos moradores do Belmonte por manterem viva essa tradição, e à Secretaria de Cultura e do Meio Ambiente por se voltarem para a importância cultural e religiosa desse culto místico ao vaqueiro morto!

SALVE O CARIRI!


SAMUEL ARAÚJO

Figuras Ilustres do nosso Cariri, Mestre Cirilo, Raquel Feitosa, Mestre Aniceto e Di Freitas
foto:SAMUEL ARAÚJO

SAMUEL ARAÚJO

Prefeito do Crato, Ronaldo,  na vestimenta típica de vaqueiro!
FOTO:SAMUEL ARAÚJO
FOTO: ALEXANDRE LUCAS


A Morte do Vaqueiro

Luiz Gonzaga

Numa tarde bem tristonha
Gado muge sem parar
Lamentando seu vaqueiro
Que não vem mais aboiar
Não vem mais aboiar
Tão dolente a cantar
Tengo, lengo, tengo, lengo,
tengo, lengo, tengo
Ei, gado, oi
Bom vaqueiro nordestino
Morre sem deixar tostão
O seu nome é esquecido
Nas quebradas do sertão
Nunca mais ouvirão
Seu cantar, meu irmão
Tengo, lengo, tengo, lengo,
tengo, lengo, tengo
Ei, gado, oi
Sacudido numa cova
Desprezado do Senhor
Só lembrado do cachorro
Que inda chora
Sua dor
É demais tanta dor
A chorar com amor
Tengo, lengo, tengo, lengo,
tengo, lengo, tengo
Tengo, lengo, tengo, lengo,
tengo, lengo, tengo
Ei, gado, oi
E... Ei...

Vale Cultura!


Vale Cultura
Talvez você ainda não tenha ouvido falar no assunto, mas vem aí uma novidade que pode melhorar seus fins de semana: é o vale cultura, novo benefício trabalhista criado pelo governo federal através da Lei n° 12.761/2012.
A medida determina que trabalhadores assalariados que ganhem até 5 salários-mínimos (R$ 3.390,00) recebam mensalmente o vale cultura no valor de R$ 50,00 (cinquenta reais).
O Ministério da Cultura estima que cerca de 17 milhões de trabalhadores serão beneficiados pela medida.
Trabalhadores que recebam mais que 5 salários-mínimos também poderão ser contemplados pelo benefício, porém, se a empresa fornecer o vale cultura para um empregado nesta condição, deverá estender o benefício a todos os empregados da organização.
O empregado que receber o vale cultura arcará com até 10% do valor recebido, isto é, sofrerá um desconto de até R$ 5,00.
O vale cultura funcionará no mesmo esquema do vale-transporte e vale-refeição, ou seja, será creditado mensalmente em cartão carregável que será aceito em todos os estabelecimentos culturais, como cinemas, teatros, casas de shows e afins.
A legislação do vale cultura ainda depende de regulamentação, pois ainda não está claro se o benefício será obrigatório ou facultativo, por exemplo. Pense numa empresa com 200 empregados. Se decidir fornecer vale cultura a todos os colaboradores, incorrerá num custo de nada menos que R$ 10.000,00 mensais, podendo arrecadar mediante desconto dos empregados apenas R$ 1.000,00.
Se a medida for facultativa, é bem provável que muitas empresas optem por ficar de fora, o que é até compreensível dado o delicado momento que muitos setores da economia atravessam.
O vale cultura pode impulsionar o setor cultural do país por meio da injeção de R$ 7,2 bilhões anuais, número este divulgado pelo governo federal, o que deve gerar mais emprego para o segmento e arrecadação de impostos.
Enquanto nada disso se concretiza no seu bolso, vai pensando no que vai fazer com seu vale cultura.
Até a próxima.
Rodolfo Lancha
http://blogdtudo.com.br/2013/01/vale-cultura-essa-novidade-pode-mexer-com-seu-bolso/

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Festa da Santa Cruz da Baixa Rasa!


Parceria entre Cultura e Meio Ambiente fortalece a ‘Festa Santa da Cruz da Baixa Rasa’

Já estão sendo ultimados os preparativos para a tradicional Festa da Santa Cruz da Baixa Rasa, próximo dia 25, no Distrito Belmonte, em Crato. O evento reúne diversas manifestações da cultura do Crato. Com o intuito de fortalecer a tradição, a Secretária de Cultura, Dane de Jade, e o Secretário de Meio Ambiente do Crato, Stephenson Ramalho, estiveram reunidos recentemente. A reunião contou com a presença do Chefe da Floresta Nacional do Araripe (Flona – Araripe), William Brito.

A parceria entre as secretarias e a Flona, além de ser pioneira, é crucial para que a festa se realize sem prejuízo à floresta. Segundo William Brito, a maior dificuldade é tornar clara a importância da conservação da floresta para os frequentadores da Festa. “O que nós queremos é que seja uma festa sustentável, que ao final a floresta esteja no mesmo estado de conservação e não cheia de lixo e degradada. Estamos tomando toda essa cautela para que a floresta fique intacta”, afirma.

E foi pensando na sustentabilidade das práticas que a Secretaria de Meio Ambiente foi acionada. Para o Secretário Stephenson Ramalho, o trabalho em rede entre as secretarias é uma das bases de sustentação para a atual gestão. Ele destaca a importância da interação social e cultural, no intuito de promover uma utilização sustentável dos recursos naturais.

Uma comissão com representantes do Distrito do Belmonte foi montada para discutir a organização da festa. Aline da Silva, bisneta dos fundadores da Festa da Baixa Rasa, integra a comissão. Ele destaca a parceria da Prefeitura como algo incentivador, destacando que, este ano, o objetivo é promover uma festa mais organizada e com segurança.

Para Dane de Jade, a Festa da Baixa Rasa faz parte do calendário da tradição popular, como manifestação enriquecedora e singular. Ela destaca a união entre as secretarias como fundamental, no sentido perceber as demandas que emanam da comunidade. A Festa da Cruz da Cruz da Baixa Rasa iniciou devido a uma promessa feita a um vaqueiro encontrado morto na floresta. A graça alcançada deu início de uma das mais antigas romarias da região do Cariri.

Reunião com músicos do Cariri e o Circuito Fora do Eixo!


A equipe da Casa Fora do Eixo Nordeste se reúne com diversos agentes culturais do Cariri. A Praça Siqueira Campos, no centro do Crato, é ocupada por músicos, representantes de coletivos, ativistas, comunicadores e interessados em conhecer mais sobre a rede. 

Durante a conversa, os agentes da Casa apresentam as metodologias e tecnologias utilizadas pelo Fora do Eixo e pautam a importância da criação de uma rede de coletivos no Cariri. Conversas infinitas a perder de vista em mais um ambiente cognitivo que vai se formando na região.

Grito Rock, bombando no Cariri!



terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Orquestra Berimbau Filhos do Nordeste



Com a idealização da mestra Gabriela na regência de João Neto!
ONG: Zaíla Lavor!
Juazeiro do Norte
av dr. floro bartolomeu, 785 enfrente ao colégio Objetivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...