domingo, 24 de janeiro de 2010

Sancionada Lei que reconhece a Profissão de Repentista!




O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou lei aprovada pelo Congresso que reconhece a atividade de repentista como profissão artística.

Publicada em 15 de janeiro de 2.010, no Diário Oficial da União, a lei define repentista como "o profissional que utiliza o improviso rimado como meio de expressão artística cantada, falada ou escrita, compondo de imediato ou recolhendo composições de origem anônima ou da tradição popular".

A lei, de número 12.198, reconhece quatro tipos de profissionais que passam a ser considerados repentistas:

1 - Os cantadores e violeiros improvisadores;

2 - Os emboladores e cantadores de Coco;

3 - Os poetas repentistas e os contadores e declamadores de causos da cultura popular; e

4 - Os escritores da Literatura de Cordel.

*

Queremos aqui, de público, agradecer e parabenizar ao Presidente Luiz Inácio Lula da Silva por ter sancionado lei tão importante para a Cultura Brasileira.

Valeu, Senhor Presidente!...

E, como não poderia deixar de ser, já começam a surgir, principalmente no Orkut, manifestações poéticas a respeito do fato.

Na Comunidade "Metamorfose, Cordel e Poesias", no endereço abaixo,

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=28562031

há um tópico onde diversos Poetas Cordelistas comentam o fato, com base no mote criado pelo Compadre Lemos:

Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

Vamos às glosas:

Foi necessário passar
Mais de cem anos, pra ver
Os tais Homens do Poder
Optarem por sancionar
A lei que vai colocar
O poeta em ascensão
E manter a Tradição
Da Cantoria ao Repente!...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

Pois Lula, bom nordestino,
Presidente por direito,
Logo que se viu eleito,
Já traçou o seu destino:
Poeta, desde menino,
Demonstrou logo a intenção
De mostrar para o Povão
Que o Cordelista é gente!...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Compadre Lemos)

*****
Pensei que ia morrer,
Sem ouvir essa noticia.
Pois se só fala em milícia,
De nós iam esquecer.
Sendo assim, posso dizer,
Valeu! Caro Luizão.
Meu voto não foi em vão,
Você foi o diferente.
Reconheceu, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Damião Metamorfose)

*****

Agora por ser verdade
Obrigado Pai Eterno!
Um presidente moderno
Mostrando capacidade,
Reconhece a atividade
E não tem mais distorção;
Dando fé à tradição
Pôs o aval, o presidente,
Reconhece, finalmente,
Nossa bela profissão!

Amigo, Cordel é arte,
Meu nordeste, repentista.
O gongresso fez a lista,
É verdade, então, destarte,
Façamos a nossa parte.
Por todo Brasil então,
Vamos pegar mão a mão,
Juntar–se ao presidente;
Reconhecer, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Zé Salvador)

*****

Com a lei sancionada,
Nossa classe comemora!
Tardou, mas chegou agora,
Vem de uma luta passada,
Uma campanha lançada
Na net, televisão...
Foi a comunicação
Que chegou ao presidente
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Creusa Meira)

*****

Se o Doutor Advogado
Há muito, tem seu anel!...
E o escritor de Cordel,
Será ele um renegado?
Ô Nordestino arretado,
Nosso Lula, meu patrão!
Com sua voz de trovão,
Não é de usar pano quente...
Reconheceu, de repente,
Nossa bela profissão!

(Compadre Lemos)

*****

Libânio de Serraria
Não pôde se aposentar!
O grande José Gaspar
Não teve benfeitoria!
Pois aposentadoria
Era só uma ilusão.
Pena que um Fabião
Já não está mais com a gente!!!
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Sebastião Cirilo)

*****

É duro, pra quem respira,
Nunca ser reconhecido!
Feriu o tempo corrido
Espinho de macambira!
Mas, agora, a coisa vira
Pro cantador do sertão!
Saber que não foi em vão,
Ao ganhar este presente
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Tarcísio)

*****

Patativa usufruiu
Dos direitos adquiridos?...
Sempre fomos preteridos,
Se mostrou e ninguém viu!
Pouca gente lhe assistiu,
Viveu foi da plantação.
Seu valor vem do povão,
Mas, agora, está contente!
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Zé Salvador)

*****
Eu bem sei que um Leandro
De Barros, bom cordelista,
Era mais que um artista,
Mas foi chamado malandro!
Ao tirar o escafandro
Agora, dão condição
Do poeta, nosso irmão,
Respirar decentemente...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

( Compadre Lemos)

*****

A lei manda que o poeta
Tenha licenca ou aval?
Ou, a lei é pro fiscal
Tirar cantador da reta?
Essa lei que se decreta
Recolhe imposto, ou não?
Apesar da indagação,
Não nego que estou contente!
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Sônia)

*****

Ser, enfim, reconhecido
É muito bom, eu diria.
Ter aposentadoria
E o respeito merecido!
Não ser mais como um bandido,
Sempre à margem da Razão.
Ter classe, ter condição
De dizer "também sou gente!!!"
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

Se paga imposto, ou não paga,
Se tem ou não carteirinha,
O importante é andar na linha
E seguir a sua saga!
Talento nunca se apaga
Pra quem tem dedicação!
Se a Lei dá sustentação,
É melhor que antigamente!...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

Fiscal não vai lhe pedir
As suas credenciais.
Acho que ele tem mais
É que sentar e lhe ouvir.
Se a platéia lhe aplaudir,
É porque houve emoção.
Quem canta com o coração
Não precisa conferente...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Compadre Lemos)

*****
Eu pergunto que fazer
Pra ter reconhecimento?
Temos que ficar atento
Nesta Lei, que vai dizer
Como interpreta o ser
Da mais alta expressão.
Quero ler, sem omissão,
Esta Lei de boa gente...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Florzinha)

*****

Lula ajudou outras classes,
Fome zero e muito mais,
Investiu nos maiorais,
Amenizou os impasses
Construindo seus alasses
Lá fora estendeu a mão
A todos deu atenção
Com nós não foi diferente!
Reconheceu, num repente,
Nossa bela profissão!!!

(Jailton)

******

Vou aqui participar
Porque a notícia eu li.
Liguei a TV e vi
O comentário passar.
Quero parabenizar
Essa nova aprovação.
Veio em boa ocasião,
Vai ampliar nossa mente!...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

Sou poeta por lazer
Faço rima porque gosto.
Sou fiel, nisso eu aposto:
Gosto muito de escrever,
De um bom livro pra ler,
Curto essa emoção
Com muita satisfação,
Fazer mote é excelente!...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Marluce)

*****
Essa é uma boa noticia
Que eu acabo de saber,
Que os homens do poder
Fez agora sem malicia!
Henrique, Blenda e Felicia
Podem rimar com paixão,
Fazer verso pro sertão
Para animar nossa gente!
Recomhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

A poesia me levou
A descobrir coisas novas.
Os meus livros são as provas
Do que a rima me causou.
Sou poeta e sempre estou
Com a caneta na mão,
Falei sempre do sertão
E isso me faz contente,
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

( Alice )

*****
Até que em fim alguém fez
Algo por essa cultura
E a nossa Literatura
De Cordel está na vez!
Quem sabe seja o indez,
Pra gerar o embrião!
E depois dessa sanção,
O projeto siga em frente...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

( Carlos Aires )

*****

O cabra ser cordelista,
Sem prestígio e sem dinheiro,
É melhor ser macumbeiro
Na tenda, à beira da pista.
Pode ser que alguém assista
A sua interpretação,
Pois poucos, nesta Nação,
Sabem que poeta é gente.
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão.

Escrevo metrificado
Com rima e com bom mister.
Dou de graça e ninguém quer,
Entrego quase forçado.
Agora mesmo amparado,
Não muda a situação.
Vamos na embromação;
Regular, liso e carente.
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão.

Mas mesmo assim agradeço
Mesmo do meu jeito crítico,
Por esse ato político
Que não sei nem se mereço.
Por enquanto pago o preço
E não dou condenação,
Respeitando cada irmão
Que está feliz e contente.
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão.

( Eduardo Viana )

*****

Antes, não havia aval
Pra cantador de repente.
Se aposentavam somente
Através do FUNRURAL!
Tido como ilegal,
Vítima da perseguição,
E a discriminação
Estava sempre presente...
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

(Sebastião Cirilo )

*****

A Lei que agora surgiu
É muito boa e bem nova.
Parece até que é prova:
É poesia do Brasil !
A cabeça que a pariu
Está em nosso coração,
Mas, cuidado, meu irmão:
Cobrar imposto, nem tente!!!
Reconhecem, finalmente,
Nossa bela profissão!

( Alfa )

*****
Nunca fui um repentista,
Escrevo, apenas, cordel.
Dele, sim, sou um fiel,
E também, um trabalhista.
Mas, me alegro com a conquista,
E mando uma louvação.
Repentista, em união,
Aclame nossa corrente!
Reconhecem, finalmente,
Esta bela profissão!

( Valdir Oliveira )

FONTE:http://www.compadrelemos.com/

.Compadre Lemos

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. A ESPERA CHEGA AO FIM
    DE UMA LUTA TRAVADA
    A LEI ESTÁ APROVADA
    DISSE O PRESIDENTE SIM
    ESTA HONRA É PARA MIM
    E MUITOS NESTA NAÇÃO
    NÃO SÓ PELA APROVAÇÃO
    MAS DO RESPEITO AO REPENTE
    RECONHECEM FINALMENTE
    ESTA BELA PROFISSÃO.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...