quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

TRIBUTO AO TEMPO ( DALAI LAMA )

. . . Tempo rei, ó tempo rei, ó tempo rei,
transformai as velhas formas do viver
Ensinai, ó Pai, o que eu ainda não sei,
mãe senhora do Perpétuo socorrei
Pensamento, mesmo fundamento singular Do ser humano,
de um momento para o outro
Poderá não mais fundar nem gregos nem baianos
Mães zelosas, pais corujas
Vejam como as águas de repente ficam sujas
Não se iludam, não me iludo
Tudo agora mesmo pode estar por um segundo
(Tempo Rei - Gilberto Gil)

TRIBUTO AO TEMPO ( DALAI LAMA )

Dizem que a vida é curta, mas não é verdade. A vida é longa para quem consegue viver pequenas felicidades.
E essa tal felicidade anda por ai,disfarçada, como uma criança tranquila brincando de esconde-esconde.
Infelizmente, às vezes, não percebemos isso e passamos nossa existência colecionando nãos: a viagem que não fizemos, o presente que não demos, a festa que não fomos, o amor que não vivemos, o perfume que não sentimos.
A vida é mais emocionante quando se é ator e não espectador; quando se é piloto e não passageiro, pássaro e não paisagem, cavaleiro e não montaria.
E como ela é feita de instantes, não pode nem deve ser medida em anos ou meses, mas em minutos e segundos.
Esta mensagem é um tributo ao tempo. Tanto aquele tempo que você soube aproveitar no passado quanto aquele tempo que você não vai desperdiçar no futuro.
Porque a vida é agora... Não tenha medo do futuro, apenas lute e se esforce ao máximo para que ele seja do jeito que você sempre desejou.
A morte não é a maior perda da vida. A maior perda da vida é o que
morre dentro de nós enquanto vivemos."

Um comentário:

  1. Só tua sensibilidade poderia nos trazer essa mistura mágica e encantadora de exaltação ao Deus do Tempo.

    Muito bom, muito bom mesmo.

    Severo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...