quinta-feira, 11 de novembro de 2010

CIA. CEARENSE DE TEATRO BRINCANTE HÁ 5 ANOS NA CENA BRASILEIRA

HOJE A CIA. CEARENSE DE TEATRO BRINCANTE
E O ESPETÁCULO A COMÉDIA DA MALDIÇÃO
COMPLETAM 5 ANOS DE CENA

O 1º cartaz

O 1º panfleto


A Cia. Cearense de Teatro Brincante surgiu na cena brasileira em 2005, quando das primeiras investidas em pesquisa e encenação de dramaturgia alinhada à cultura tradicional popular elaborada por Cacá Araújo, resultando na criação e encenação da peça teatral fundada no mito da Mula-sem-cabeça, “A Comédia da Maldição”.

Exatamente em 11 de novembro de 2005, estreavam a companhia e o espetáculo, dirigido por Cacá Araújo, com assistência de Orleyna Moura e participação de grande elenco.

Tendo as artes cênicas como principal atividade, a Cia. Cearense de Teatro Brincante atua como instrumento de pesquisa e encenação de espetáculos teatrais inspirados nas tradições populares e folclóricas. Eis, então, que, os anos de 2006/2007 marcaram o aprofundamento no estudo dos mitos e dedicação à elaboração de narrativas dramatúrgicas de mais dois textos, desta feita tendo como centro os mitos do Lobisomem e a Caipora, respectivamente, sendo este último contemplado no texto “A Donzela e o Cangaceiro” (premiado pela Bolsa Funarte de Estímulo à Dramaturgia 2007), finalizado em 2008. Ainda em 2007, inspirado no poema de domínio público, de origem medieval lusitana, O Romance de Clara Menina com Dom Carlos de Alencar, musicado por Antônio Nóbrega, foi criado o texto “O Pecado de Clara Menina”, seguindo linha brincante e caricata, passeando pela Comédia Del’Arte e pelas matreirices sertanejas, abordando as relações de poder e os “pecados”, segundo o catolicismo. “As presepadas de Zé Ozébe”, também criado em 2007, teve inspiração no romanceiro e “causos” populares, especialmente no cordel “A história do cavalo que defecava dinheiro”, de Leandro Gomes de Barros. “O Mapa da Botija”, comédia infantil de aventura criada em 2009, evidencia o mito do “Papa-Figo”, lendas regionais e histórias de botija. Criou, também, textos que abordam temática urbana contemporânea, destacando-se: “Monólogos das Flores Violadas” (2008), baseado em reportagens sobre casos de exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais do Ceará; e “Lágrimas no papel” (2008), inspirado na história da militante comunista Helenira Resende, assassinada pela repressão militar na Guerrilha do Araguaia em 1972.

A Cia. Cearense de Teatro Brincante / Sociedade Cariri das Artes é hoje Ponto de Cultura Brasil (Minc/Secult-CE), selecionada com o projeto CENA BRINCANTE em 2008/2009, atuando no desenvolvimento de dramaturgia voltada às tradições populares e também na formação de atores e técnicos a partir da gestualidade, do ritmo, da música, do imaginário e da performance dos folguedos, lendas e mitos nordestino-universais.

Espetáculos montados: A Comédia da Maldição (2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010); Monólogo das flores violadas (2008); Lágrimas no papel (2008, 2009); O Pecado de Clara Menina (2008, 2009, 2010).

Espetáculos em processo de montagem: A Donzela e o Cangaceiro; e O Mapa da Botija.

Gostaria de agradecer aos atores, atrizes, músicos, técnicos, colaboradores, amigos e familiares que contribuíram e contribuem permanentemente na edificação desta magnífica obra, manifestação sublime do talento do artista caririense.

Nossas alegrias de ontem e de hoje sempre nos animarão na grandiosa missão de espalhar luz...

Nossas tristezas, decepções e lágrimas continuarão sempre sendo recompensadas pelo generoso aplauso das platéias maravilhosas que nos acolhem e acolherão em seus corações...

Obrigado! Muito obrigado!!!

Com amor e devoção,

Cacá Araújo
Diretor
Crato-CE, 11 de novembro de 2010.

NOS PRÓXIMOS DIAS POSTAREI REPORTAGENS FOTOGRÁFICAS COMEMORATIVAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...