terça-feira, 15 de março de 2011

Jovens Representam Brasil na Espanha

Clique para Ampliar
Os alunos Robério, Fábio, Isis e Francisco dos Santos, com o professor Fábio Rodrigues, vão representar o Ceará em exposição contemporânea de artes visuais na Espanha
FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS
15/3/2011
Alunos dos Curso de Artes Visuais da Urca vão articipar de uma exposição na Espanha com "Fertividade"
Juazeiro do Norte. Com uma ideia na cabeça, a produção do curta "Fertividade" fez um grupo de quatro alunos do Curso de Artes Visuais da Escola de Artes Violeta Arraes Gervaiseau, da Universidade Regional do Cariri (Urca), estar entre os 32 países participantes de uma exposição, que irá percorrer em várias localidades da Espanha. Eles estão entre os selecionados no Prêmio de Arte Digital - Digital Art Awards Lúmen Ex 2011, da Universidade de Extremadura, da localidade de Badajoz.

A exposição será aberta no próximo dia 24 de março, no Museu Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporânea (Meiac) e os estudantes estão otimistas como a participação. A turma buscará apoio para a viagem junto à Secretaria da Cultura do Estado (Secult). Esta será a única representação brasileira no evento. A comunicação veio no dia 8 de março, após o processo de inscrição por meio de edital, no mês de janeiro deste ano. A seleção está entre 180 trabalhos enviados de diversos países.

"Foi uma grande surpresa para nós e é uma grande oportunidade estarmos lá representando o Estado", diz o estudante do quarto semestre do curso de Artes Visuais, Carlos Robério. Ele afirma que o curta de 2 minutos e 50 segundos foi desenvolvido numa atividade normal.

O vídeo expõe uma ideia simples, mas dentro de um contexto que envolve a fertilidade humana e do mundo, começando pela imagem simbólica de uma fecundação. "Tivemos a preocupação em simbolizar a linguagem e não fazer do contexto de entendimento algo simplório", diz Robério.

Desmistificar
O estudante Francisco dos Santos ressalta o jogo de imagens bidimensionais e tridimensionais contidos no curta. Para ele, a inserção dos símbolos sexuais é também forma de desmistificar. "Tivemos uma preocupação estética com o trabalho para não banalizar".

Segundo o diretor da Escola de Artes, o objetivo da exposição é consolidar um acervo de arte contemporânea, com apoio em várias linguagens artísticas. "Será uma oportunidade de os alunos manterem esse intercâmbio e isso dá um diferencial no trabalho que vem sendo desenvolvido e do potencial criativo desses artistas". O trabalho conta com a produção, além de Robério e Francisco dos Santos, de Isís Xenofonte.

MAIS INFORMAÇÕES
Escola de Artes Violeta Arraes Gervaiseau. Avenida Castelo Branco, 150, Bairro Pirajá, Juazeiro do Norte
Telefone: (88) 3571.2151

ELIZÂNGELA SANTOS REPÓRTER
fonte:http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=947414

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...