segunda-feira, 7 de novembro de 2011

A FALTA DE EDUCAÇÃO E A BURRICE

EDUCAÇÃO - Ação de desenvolver as faculdades psíquicas, intelectuais e morais...
FALTA - . Deficiência, privação, Ausência, imperfeição.
..

Posso concluir então que: A Falta de Educação é, portanto, a deficiência, Ausência ou Imperfeição na ação de desenvolver as faculdades psíquicas, intelectuais e morais.
É fato que podemos e devemos evitar cotidianamente. O homem, enquanto um ser racional, tem o poder e a faculdade de decidir qual a forma de tratar os mais próximos. Numa pesquisa sobre este assunto deparei com uma matéria muito rica. Abaixo transcrevo um texto o qual me pareceu super interessante, abordando este tema:

"Têm duas coisas na vida que me deixam cabreira: gente mal educada e gente burra. Tem gente que é grosseira por natureza. Esse é o mal educado nato. Já nasceu assim e a vida não conseguiu burilá-lo. Seu primeiro vagido, com certeza, já foi um xingamento ao médico que o retirou do seu cantinho quente no útero materno. O mal educado joga merda para todos os lados. Sem mira. Acerta no primeiro que atravessar seu caminho. Quando precisa de um serviço, não pede. Manda. Quando ouve uma resposta que não condiz com sua vontade, xinga como se o outro fosse responsável. O mal educado te joga pedras até virtualmente. Vejo gente reclamando de certos comentários ofensivos aqui no Recanto...
Quando falo em gente burra, não estou me referindo a gente estudada ou não. Uma pessoa pode ter apenas o antigo curso primário, como era o caso do meu pai, e ser culta. Meu pai lia muito, conhecia muito, era um homem inteligente. Já outros, apesar de cursos superiores, não têm visão e esses, para mim, são os burros. Têm alcance limitado e não passam de certos limites pré-estabelecidos.
Burrice e falta de educação são inatos ao espírito ou incutidos desde a tenra infância. Talvez venham de berço. E não escolhem classe social. Vemos pessoas economicamente humildes, primorosamente esculpidas no conhecimento e no trato com o semelhante. Enquanto que pessoas nascidas em berço de ouro são pedantes, grosseiras, burras. E não tem estudo que modifique o íntimo. O conhecimento se adquire com a convivência, com a vida, mas inicia no lar. É algo intrínsico no ser, faz parte de uma personalidade que se assemelha ao granito, dura, e não existe instrumento suficientemente capaz de moldá-lo. As obras de arte do
Aleijadinho tiveram as mãos sensíveis do escultor, que conseguiu transformar a pedra em algo divino. A personalidade do homem grosseiro e bronco é mais difícil de esculpir. Não sei se existe formão capaz de furar o bloqueio maciço de uma "pedra interior".
Não quero causar polêmica. Estou sendo sincera e termino como comecei: não consigo conviver com falta de educação e burrice".

Giustina


http://www.recantodasletras.com.br/cronicas/2348637

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...