segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

BALANÇA






não se pesa um poeta
por palavras, apenas.
não se mede um poema
por sentidos, em cenas.

pois um poeta é o peso
e a medida do poema
(ine)exato.

a luz e o rigor,
o tamanho de uma cor.

(Poeta paraibano, Bruno Gaudêncio escreve no blogue Acaso Caos: http://acasocaos.blogspot.com/)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...