quinta-feira, 27 de junho de 2013

Poesia!

Quando nossa poesia brota
Quero vê-la 
palavra avoada 
brilhante como pupurina 
tacando brilho pelos cantos 
bailarinando com assopro
e varrendo nosso terreiro.

Alexandre Lucas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...