quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Minha Aldeia! Por: Wilton Dedê

Bom dia Minha aldeia
Hoje estou triste 
Acho que você está morrendo
Acho que você Agoniza e dorme
E está indo lenta
Alguns guerreiros ficaram
Mas estranhamente silenciaram
Já não lutam por ti
Os que se foram já não falam
Mas de longe choram
E rezam por por ti
Alguns abandonaram a luta
E assistem de longe a tua lenta agonia
Os mortos não fazem barulho,
Precocemente silenciaram
a Fé hoje é passado,
esvaiu-se entre as salas escuras
e as negociatas impiedosas
Hoje o teu ar
tem cheiro azedo de política.
Há! minha aldeia
Queria ouvir de novo a tua musica
Sentir o teu cheiro
O teu ar
Não quero ouvir o teu réquiem
Há! Minha aldeia
Insisto em dizer que te amo,
No teu chão aprendi a caminhar,
A minha vida embrenhada em ti
Me ensinou o que é paz
Sou prenhe de amor por ti
As vezes penso
que foges de minhas mãos,
Por isso sigo te buscando
e me negando a te abandonar
(IMAGEM:BLOGUEDOPEDRAO.COM)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...