sábado, 16 de novembro de 2013

Sobre o MIMC:

Um evento espontâneo criado pelos músicos do Cariri, o MIMC veio em 4 dias de evento mostrar um pouco da nossa música em um momento de integração musical e paixão!
Sem fins lucrativos nem interesses de poder, foi surpreendente contar com quase 50 músicos instigados a fazer um som, pois com a retirada musical quase que total da MOSTRA SESC CARIRI da nossa cidade, ficamos no clima de arte que paira sempre nessa região e ociosos pela dificuldade de nos deslocarmos para cidade vizinhas: Criamos então um momento simples e nosso!
Confesso minha surpresa por ter sido maior que o esperado. Muitas bandas nem puderam se apresentar por falta de espaço. Isso demonstra a necessidade de nós, músicos, termos mais organização coletiva  para fazer valer o que é nosso por direito, como cidadãos. E assim foi. Por meio de um diálogo que partiu, neste caso, do poder público, através da Câmara e Prefeitura Municipais, nas pessoas de Luís Carlos Saraiva, Cristiano e Jonh Lennon, que prontamente nos forneceu equipamento de som, também pela Secretaria de Cultura, tendo dado apoio na produção.

Eu, Janinha Brito, passei dias de provações. Fui surpeendida com suspeitas à respeito de  minhas verdadeiras intenções, envolvida num emaranhado de polêmicas, obrigada a ouvir sobre as fragilidades da gestão, das dificuldades...  Não me abalaram, porque o "time" de parceiros, meus amigos de longas datas, sabem de mim, e isso me basta.

Mas hoje, passado o evento venho deixar claro:
Eu amo cultura, arte, e ACREDITO na GESTÃO DE DANE DE JADE, fiz campanha para que a mesma fosse secretária, podendo provar com postagens feitas por mim aqui no blog e minha página pessoal do facebook. Nossa revolta, agora falando não só por mim, é pela falta de diálogo, caracterizando até mesmo antipatia, por parte de alguns membros da equipe atual da Secretaria de Cultura. Não duvidando da competência de nenhum deles, mas na nossa humilde opinião, já que boa parte não é dessa cidade, deveriam ter mais sensibilidade em descobrir quem são os trabalhadores da música, não os consagrados apenas, mas as formiguinhas como eu. Podemos parecer frágeis, mas unidos, temos sim, força.

Acho interessante o trabalho feito para nossos mestres de REISADO, iniciado inclusive pela outra gestão encabeçada por DANIELLE ESMERALDO, apoiando as vestimentas e incluindo sempre na agenda anual de cultura, já ouvi dizer que cultura não é evento, pois bem, concordo em partes, mas o Crato não pode passar o ano inteiro sem um momento voltado à nós que não somos dotados de talento pra fazer CÔCO DE RAIZ, existe um cenário de reggae forte, de MPB e autoral que precisa ser valorizado, pedimos então por alguém que faça esse diálogo, que tenha aceitação para convocar à nós para fóruns e debates.
No MIMC tivemos a fala de "protesto" de Rodrigo Moura, Baterista renomado, Rinaldo Barreto, músico consagrado, Lifanco, um dos maiores nomes da música Cariri, Auci Ventura que tem história longa, e do Marcelo da banda Missão Miranda, o desabafo deles foi criticado e pessoas acharam desnecessários, mas esse era o nosso momento, e tivemos o protesto por parte da Secretaria, quando NENHUM  dos que integram a gestão participaram do evento e desacreditaram no sucesso do mesmo, ora...os poucos músicos que integram e deveriam nos representar tentaram com sua ausência deslegitimar o movimento, e ainda mais sério, dois deles fizeram picuinhas com comentários infelizes e que ao invés de dar respaldo aos mesmos, os tornaram ainda mais figuras vaidosas e antipáticas, não é para o ego que se deve governar, e sim para o bem comum!

Enfim, o sentimento entre nós músicos que participamos do movimento é de muita satisfação, mesmo com apenas 24 horas pra nos organizar, reunimos muitos nomes, a energia era de engajamento e harmonia, torcemos para que esse seja apenas o primeiro de muitos momentos da nossa música, em favor dela e por ela!
SALVE A ARTE DO CARIRI!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...