sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

esta sexta acontece a estreia de “Centopeia”, o primeiro filme de ficção científica rodado no Ceará




CentopeiaNesta sexta (15/01), no Cine Sesc Severiano Ribeiro (antigo São Luiz), a partir das 20h, acontece o lançamento do primeiro filme de ficção científica rodado no Ceará, “Centopéia“. Após cinco anos de produção, o longa-metragem foi todo gravado em digital, sem recursos de lei de incentivo, edital ou patrocínio.

“Centopeia” só foi possível através de parcerias e da colaboração de diversos técnicos. Mesmo com recursos limitados, o resultado é uma produção de qualidade, com elaborados efeitos visuais. O filme é uma realização da produtora Vide Cine e suas gravações foram realizadas em Quixeramobim e Fortaleza.

Os produtores Daniel Abreu e Camile Queiroz calculam que foram gastos aproximadamente R$ 300, o que tive até que corrigir por achar incrível esse orçamento, antes havia colocado que teria custado 300 mil reais, mas fui alertada que gastaram apenas esse valor no filme, principalmente por conta das gravações em Quixeramobim (CE), que exigiram recursos para combustível e alimentação da equipe. No entanto, a falta de um maior aporte financeiro para a realização da obra foi intencional.

O diretor, Daniel Abreu, queria ter liberdade de experimentação sem as amarras de cronograma e orçamento pré-determinados que um patrocínio pudesse gerar. Dessa forma, foi possível uma série de alterações em relação ao projeto inicial, que inclusive nasceu como um curta-metragem e acabou virando um longa.

A criatividade e a capacidade de improviso da equipe estão presentes também na maquiagem, no figurino e nos objetos de cena. Tudo isso com o objetivo de criar um ambiente futurista da forma mais convincente possível.

>> Centopeia
O filme acontece em 2056. Neste ano, o Brasil desenvolve seu programa espacial e envia uma equipe a Marte, comandada por uma astronauta. A nave, no entanto, sofre uma pane e perde comunicação com a Terra, que ignora o destino da tripulação.

Paralelamente, descobre-se que um objeto não-identificado está em rota de colisão com a Terra e que seu impacto irá provocar a morte de quase toda a vida no planeta. A trama é narrada pelo ponto de vista de um fazendeiro (interpretado por Camilo Vidal) no interior do Ceará.
fonte:zonamix

5 comentários:

  1. O filme foi orçado em torno de R$ 300,00 e não R$ 300.000,00, um abraço

    ResponderExcluir
  2. Só confirmando a informação dada pelo Rômulo: gastamos R$300,00, e não R$ 300 mil. Parece mentira, mas é a pura verdade. :)

    Camile Queiroz.

    ResponderExcluir
  3. olha, peguei essa informação do blog zonamix, o que achei incrível ter custado apenas 300.000,00 reais, sendo assim, com esse valor, o mérito é bem maior, imagino o quanto deve ter sido por amor mesmo a arte, e a intenção desse blog é justamente divulgar os apaixonados por arte em geral, pelo menos aqui no nosso estado! sejam sempre bem vindos e desculpa pelo erro ja devidamente corrigido!

    ResponderExcluir
  4. obg pela atenção...e até lá no São Luiz. rs

    ResponderExcluir
  5. Ok, Janinha, obrigada. E obrigada pela força! :)

    Ah, mais um detalhe: o filme entrou em cartaz desde ontem, dia 15, em duas sessões: 13h e 18:20h, e não às 20h. Esse foi o horário da exibição única de lançamento em 2008, ok?

    Grande abraço!

    Camile Queiroz.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...