sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Filomeno Eufrásio, um anônimo inventor de sonhos


Quem diria, que em meados da década de 70-80, o Crato conheceria o seu mais nobre e simples inventor de robôs. homem humilde nascido em Crato no sítio bebida nova, 50 anos de um sólido e feliz casamento, conquanto, felizes estavam sempre ladeado de seus quatro filhos, ( Atônio Soares,Aloísio Soares, Francisca Soares e Luciana Soares Eufrásio).

Homem simples de origem rural, migra para o centro urbano de Crato para ensaiar a profissão de funileiro e pintor de carros, consegue então, estabelecer-se no ramo, pela competência de seus primorosos serviços, conhece então o senhor Edival Saraiva, pai de Julio e Anália, com o qual fez grande amizade ao trabalharem juntos. Seu Filomeno como era conhecido, tinha uma grande paixão pelos seriados de ficção cientifica, e de programas infantis que em seus conteúdos apresentavam aquilo que para ele, era a grande prova do avanço tecnológico, algo quase que imaginável, UM ROBÔ, sem nunca ter visto , no devaneio de sua criativa imaginação, resolveu, construir um. Fez o primeiro, depois o segundo, a impressa da época fez a cobertura do grande feito, magnífica proeza, além de se deslocarem os famosos robôs articulavam braços mãos e pernas ,emitiam luzes um verdadeiro festival, sem contar do impressionante acabamento dado as peças.

Seu Filomeno no entanto, sabia que aquele seu feito tinha, entre outras coisas além do reconhecimento natural de suas obras uma pitada de realização pessoal,pois era uma grande entusiasta, no entanto seu projeto aguçou outros projetos como foi a idéia de se construir um grande helicóptero que sobrevoaria a cidade de Crato, partido do terraço da casa de seu amigo Edival Saraiva , que logo foi desmotivado por questões de segurança por militares da aeronáuticas que por aqui moravam. O fato é, que essas pessoas que fizeram e ainda fazem a história do Crato, na grande maioria das vezes ficam no esquecimento da história de nossa gente.
Seu Filomeno Eufrásio, faleceu no dia 15 dezembro de 2010 aos 82 anos por um ataque cardíaco, seu robôs que fizeram parte da historia cultural do Crato estão empoeirados na oficina de seu filho Aluísio, ao invés de estarem num museu, para que possa por meio deles, ser recontado em prosa e verso as pitorescas histórias do povo do Crato, como tantas e tantas histórias perdidas, seja pela inoperâncias de políticas publicas que deveriam resguardar a trajetória no tempo de seu povo, seja pelo nosso embaraçoso jeito de ver as coisas que são ditas “velhas”.

Porém, é bom que lembremos, que a finitude é extremamente democrática, virá para todos e todas, independente de nossa classe, raça,cor e opção religiosa, para tanto, façamos diferentes daqui para frente. Parabéns aos familiares do senhor Filomeno Eufrásio, esse grande herói, que nos mostrou que mesmo na simplicidade podemos sonhar... e sonhando podemos alçar novos voos, quebrando paradigmas.

Samuel Duarte Siebra
Professor da Rede Estadual de Ensino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...