domingo, 13 de março de 2011

Nesse dia da poesia a dica é: Ainda há tempo para apreciar a arte e poesia de Hermínia Rachel e Rafael Vila Rouca!


Compondo imagens e poesias, a exposição Jardins de Vaidades do fotógrafo Rafael Vilarouca e da jornalista, Hermínia Rachel é um convite aos olhos e sentidos.

Perder-se também é caminho para adentrar nos jardins de Rafael Vilarouca e Hermínia Rachel Saraiva. Perdidos em meio a explosão de cores e nuances,  a gente fica com a impressão de que a realidade lá fora poderia ser mais colorida. E no jardim que possui sons de pássaros, vento, água corrente nos deparamos com as quarenta flores multicoloridas balançando por finos cordões de nylon. Fotografias que condensam toda feminilidade que Rafael e Hermínia Rachel conseguiram captar em forma de imagem-poema: mulheres que surgem plenas de feminismo e orgulho com a difícil tarefa de representar todo o mistério e sensualidade que interliga texto e imagem.

O projeto Jardins de Vaidades  nasceu, segundo Rafael Vilarouca, com a finalidade de despertar sentimentos através da cor, ao longo do tempo, em uma transformação natural, ele ganhou uma roupagem de elementos para a busca de beleza, mistério e erotismo. "Quando eu decidi transformá-lo em um jardim quis que as fotos se transformassem em flores, se interligando”, explica ele. 



“Mas vaidade não é pecado?”, pergunto. “Não”. Responde Rafael categórico. “A vaidade carrega algo de doce, de simbólico. Para mim, ela é um atributo”. Atributo esse complementado pelas diversas poesias que acompanham as imagens. Hermínia Rachel, nos explica que as poesias não são auto-explicativas. Elas carregam toda a carga de símbolos que Rafael quis revelar em suas imagens. Daí os poemas apareceram mais como um quebra-cabeça  que leva à reflexão do que como uma legenda das fotografias. 

Rafael nos conta ainda que esse projeto tem como fonte de inspiração, a fotógrafa cratense Telma Saraiva. Com um trabalho profundamente autoral, Telma Saraiva se especializou em auto-retratos e foto-pinturas que vão desde casamentos e formaturas a divas hollywoodianas. Foram oito meses até que Hermínia e Rafael, tomassem o trabalho por encerrado. Dos muitos colaboradores, 16 modelos, todas da região do Cariri , fizeram parte do projeto. Hermínia nos conta que as modelos foram escolhidas muito mais pela força e expressividade que cada  uma representa do que por padrões anteriores de beleza. "As meninas representam os elementos da natureza, simbolizam mistério e sensualidade e isso independe de altura, tamanho ou qualquer esteriótipo ditado pela moda". Para Alice Freitas, "a parte mais importante do trabalho é pegar mulhere comuns e torná-las sublimes. São mulheres do dia-a-dia que são personificadas como deusas". 


O tom essencialmente festivo, fica evidente em Jardins de Vaidades e isto para Rafael é o que move sua criação. "A intenção de fazer os expectadores se sentirem bem e alegres". Captadoras de paixões e força, as imagens-poemas nos tomam de assalto e fazem de todos nós amadores de nossas vaidades ou mais um punhado de flores em meio ao jardim.

Rafael Vilarouca e Hermínia Raquel Saraiva



Texto: Raquel Paris
Fotos: Rafael Vilarouca
fonte:http://www.maisaonorte.com/2011/02/blog-post_8578.html
Onde achar:
Galeria de Artes SESC Juazeiro
Rua da Matriz, 227 - Centro
 
Período: 
De 10/fev a 18/março 2011. Das 13h às 21h - segunda a sexta

Informações: 
SESC Juazeiro - (88) 3587-1065 / 3512-3355

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...