domingo, 13 de março de 2011

TÁ CHEGANDO A 11ª FESTA POPULAR DA MALHAÇÃO DO JUDAS

Foto de Gessy Maia (2010)


11ª FESTA POPULAR DA MALHAÇÃO DO JUDAS
23 DE ABRIL DE 2011
Elaboração: Cacá Araújo
  
PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO: 
Sociedade Cariri das Artes 
Cia. Cearense de Teatro Brincante 
Circo-Escola Alegria 

PARCERIA: 
Prefeitura Municipal do Crato 
Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude do Crato 
Centro de Ativação Cultural Poeta Cego Aderaldo
Coletivo Camaradas
  
HISTÓRICO: 
Praticamente todas as grandes manifestações profanas ou religiosas existentes na humanidade foram herdadas dos primitivos cultos agrários surgidos antes de Cristo. 
  
A Malhação do Judas é um espetáculo de grande beleza e significação que revive a festa pagã das Capitales Romanas. Popularíssima na Península Ibérica, radicou-se na América Latina a partir dos primeiros séculos de colonização européia. Câmara Cascudo afirma que “o Judas queimado é uma personificação das forças do mal e constituirá vestígios dos cultos agrários, espalhados pelo mundo”. A Igreja dela se aproveitou para incutir melhor na alma do povo a execração do gesto infame de Judas Iscariotes. 
  
No Crato, a festa existe desde o início do processo de colonização da região do Cariri, e, como em outros pontos do Nordeste, o Judas costuma deixar, em versos populares, o seu testamento, passando sua herança para pessoas da comunidade. 
  
Tradicionalmente se aproveita a ocasião para retratar personalidades políticas ou pessoas que tenham cometido gestos condenados pela sociedade. É, assim, uma forma de protesto popular. 
  
O projeto Festa Popular da Malhação do Judas já é um patrimônio do povo. Idealizado por Cacá Araújo quando professor e diretor do Colégio Estadual Wilson Gonçalves, em Crato-CE, desde 2001 vem sendo realizado, sendo esta, portanto, a sua 10ª edição, há seis anos transferida para o Largo da RFFSA (Centro Cultural do Araripe), ampliando sua dimensão no contexto do resgate, preservação e difusão da cultura tradicional do povo cearense e do sertão nordestino. 
  
Em 2001, a 1ª Festa Popular da Malhação do Judas, idealizada e coordenada pelo prof. Cacá Araújo, e realizada na Praça do Colégio Estadual Wilson Gonçalves, teve o mérito de inserir na vida escolar uma tradição popular em forma de discussão temática abordando assuntos de relevante importância para o aluno e a sociedade em geral. No processo de eleição do Judas, a professora de história Iapunira Teixeira Campos, em discussão com seus alunos, construiu a idéia de também apresentar como “candidatos” problemas sociais a exemplo da fome, desemprego, violência etc. Nesta feliz empreitada, foi escolhido como Judas "O DR. MOSQUITO DENGOSO", objetivando alertar para os riscos e contribuir no combate à dengue, que na época se alastrou violentamente nas comunidades, especialmente na periferia, onde as condições de saneamento eram, e ainda são, de extrema precariedade. 

Em 2002, realizada na Praça do Colégio Estadual Wilson Gonçalves, a 2ª Festa Popular da Malhação do Judas aconteceu em forma de protesto contra os crimes praticados contra as mulheres no Cariri cearense e exigindo justiça e segurança. Mais uma vez a comunidade escolar se manifesta elegendo como Judas "ASSASSINO DE MULHERES". 

Em 2003, realizada na Praça do Colégio Estadual Wilson Gonçalves, a 3ª Festa Popular da Malhação do Judas levou à forca, eleito pela comunidade escolar, "BUSH – FILHO DO CAPITALISMO E DA BESTA-FERA", numa ação pedagógica em defesa da paz e protestando contra as ações genocidas de guerra de conquista perpetradas pelos EUA, sob o comando do famigerado George W. Bush.  

Em 2004, realizada na Praça do Colégio Estadual Wilson Gonçalves, a 4ª Festa Popular da Malhação do Judas teve como eleito "O MONSTRO VIOLÊNCIA". A eleição envolveu alunos, professores, funcionários, pais e gente da comunidade. O resultado foi uma reflexão sobre a violência nas suas variadas formas de se manifestar: agressão física ou psicológica, estupro, assassinatos, assaltos, seqüestros, guerras, terrorismo, fome, desemprego, corrupção, exploração sexual, tráfico de mulheres, de crianças, de órgãos, de drogas, preconceito racial e de outras naturezas, descaso governamental para com a coisa pública, falta de investimento na educação e desrespeito a outros direitos básicos da pessoa humana. 

Em 2005, realizada no Largo da RFFSA, a 5ª Festa Popular da Malhação do Judas teve projeto selecionado no Edital I Ceará da Paixão, da Secretaria da Cultura do Governo do Estado do Ceará, sendo apoiado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura nº 12.464, de 29 de junho de 1995. Depois de um processo de votação com urnas espalhadas em vários pontos da cidade, foi escolhido como Judas pela população o Juiz Percy Barbosa, o "JUIZ ASSASSINO", que assassinou friamente um vigia de supermercado em Sobral-CE. Foi uma manifestação de protesto contra a arrogância, a impunidade e o autoritarismo relacionados a autoridades dos diversos poderes.  Em forma de auto de teatro medieval, o evento atraiu cerca de 3.000 pessoas, e contou com artistas populares e brincantes, resgatando, ainda, o tradicional Roubo do Sítio do Judas, hoje praticado em poucas comunidades rurais, com a irreverência e a animação dos caretas. 

Em 2006, realizada no Largo da RFFSA, a 6ª Festa Popular da Malhação do Judas foi contemplada no Edital II Ceará da Paixão, da Secretaria da Cultura do Governo do Estado do Ceará, sendo apoiada pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura nº 12.464, de 29 de junho de 1995. Novamente através de eleição, mas desta feita com candidatos escolhidos dentre 10 (dez) constantes da cédula elaborada por um colégio eleitoral formado por convidados, foi eleito como Judas o “DEMUTRÔNIO – O MONSTRO DAS MULTAS”, numa alusão ao Departamento Municipal de Trânsito, que à época gozava de profunda antipatia popular. Manifestou-se, assim, a revolta do povo com o abuso de autoridade e as multas em exagero. Um grande evento, em forma de auto teatral, que envolveu aproximadamente 5.000 pessoas de vários pontos da cidade. Show pirotécnico, cantores de brega e forró pé-de-serra, banda cabaçal, artistas populares, testamento em versos de cordel e um boneco medindo 3 metros de altura, além do tradicional roubo do sítio do Judas, protegido pelos caretas do Mestre Cirilo da Bela Vista. 

Em 2007, realizada no antigo Largo da RFFSA, hoje denominado Centro Cultural do Araripe, a 7ª Festa Popular da Malhação do Judas foi contemplada no Edital III Ceará da Paixão, da Secretaria da Cultura do Governo do Estado do Ceará, novamente sendo apoiada pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura nº 12.464, de 29 de junho de 1995. Mantendo a tradição de escolher o Judas pelo voto popular, foi eleita a “ASSASSINA DO GANHADOR DA MEGA-SENA”, demonstrando a indignação popular com o assassinato de Renné Senna, ganhador de mais de 50 milhões na mega-sena, a mando de sua mulher Adriana Almeida, em janeiro de 2007. Mais de 9 mil eleitores participaram do pleito. A malhação, ocorrida no dia 7 de abril (Sábado de Aleluia), que reuniu cerca de 5.000 pessoas, contou com o tradicional roubo do sítio do Judas, protegido pelos caretas do Mestre Cirilo da Bela Vista, show pirotécnico, cantores de brega e forró pé-de-serra, Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, artistas populares, testamento em versos de cordel e um boneco medindo 3 metros de altura, representando a “escolhida” como Judas. 

Em 2008, também no Centro Cultural do Araripe, a 8ª Festa Popular da Malhação do Judas, realizada em parceria com a Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria Municipal de Cultura, reuniu cerca de 6.000 pessoas, além de envolver mais de 10.000 participantes no processo de eleição do Judas. Num contexto de amplo debate foi eleito como Judas o Bispo Dom Cappio, por este ser contra a Transposição das Águas do Rio São Francisco, sendo que, a pedido da Diocese do Crato, a organização do evento retirou o nome de Dom Cappio e manteve o tema, objetivo maior do processo, passando o Judas à denominação de “CRISE NA TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO”. No dia 22 de março de 2008 (Sábado de Aleluia), a malhação contou com vasta programação, com o tradicionalíssimo roubo do Sítio do Judas, Caretas do Mestre Cirilo da Bela Vista, show pirotécnico, Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, Luizinho Brega Star, artistas populares, testamento escrito em cordel e um grande boneco de 3 metros de altura representando o “Judas”. 

Em 2009, realizada no Centro Cultural do Araripe, a 9ª Festa Popular da Malhação do Judas, realizada em parceria com a Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria Municipal de Cultura, reuniu cerca de 7.000 pessoas, além de envolver mais de 12.000 participantes no processo de eleição do Judas. Em meio a grande onda de casos de pedofilia, os “eleitores” escolheram uma personagem-tema: “PEDOFILINO SAFADUS”, justificando que a pedofilia é uma prática recorrente em diversos setores da sociedade, agredindo a criança e afetando a família, e apresenta fortes raízes na impunidade e no abuso do poder físico, religioso e ou ideológico. No dia 11 de abril de 2009 (Sábado de Aleluia), deu-se a malhação, anunciada em grande cortejo de caretas, artistas populares, atores, banda cabaçal, artistas circenses e população. Após o tradicional roubo do Sítio do Judas, deu-se a leitura do testamento escrito em versos e o boneco de 3 metros foi “malhado”.

Em 2010, no Centro Cultural do Araripe, patrocinada pelo Edital Ceará da Paixão (SECULT-CE) e apoiada pela Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria Municipal de Cultura, a 10ª Festa Popular da Malhação do Judas animou um público estimado em 7.000 pessoas, depois de envolver quase 15.000 pessoas no processo eleitoral. Eis, então, que, simbolizando a criminalidade doentia que apavora cidadãos e cidadãs, foi “eleito” como Judas um juazeirense chamado Evandro Rogério dos Santos, o “CABELO DO CÃO”, que assassinou friamente, em 2009, o mendigo Geraldo Siqueira Alves, o Geraldo “dono do Banco do Brasil”, figura folclórica de Juazeiro do Norte-CE. O meliante já havia matado sua mulher, quando vivia em Pernambuco. Em 3 de abril de 2010 (Sábado de Aleluia), depois de concentração na bodega de Edilberton Joquinha, um grande cortejo com o Grupo de Caretas do Distrito da Bela Vista, Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, Catirinas e Mateus, artistas circenses e atores-brincantes em seus personagens regionais, conduziu o Judas Cabelo do Cão ao local de seu julgamento e malhação. O tradicional roubo do Sítio do Judas e a leitura do cordel-testamento antecederam a explosão do imenso boneco em meio à vibração catártica do povo presente. 

Caretas protegem o Sítio do Judas - Foto de Gessy Maia (2010)

JUSTIFICATIVA: 
A Malhação do Judas, como afirma Câmara Cascudo, é uma manifestação tradicional que se insere no contexto cultural como um ritual de extrema significação e complexidade, simbolizando a expressão do mal e liberando o homem para fazer os destinos comunitários, da qual ressalta-se, também, o aspecto dionisíaco, a folia, a festa. 
  
A realização da 10ª Festa Popular da Malhação do Judas reeditará o êxito das anteriores (2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008 e 2009) e continuará a preservação de uma tradição secular que se funde com o surgimento da civilização nordestina e brasileira, que herdou dos povos medievais os ritos, festas e cerimônias católicas que trazem consigo um caráter “sacro-profano”. É a reconstrução de imagens que contribuirão para o resgate e fortalecimento da memória histórico-cultural do nosso povo. 

A Sociedade Cariri das Artes, Ponto de Cultura do Brasil (Minc/Secult-CE) envolverá na realização do presente projeto, crianças, adolescentes e adultos integrantes da Cia. Cearense de Teatro Brincante e do Circo-Escola Alegria, órgãos por ela mantidos.
     
OBJETIVOS: 
1. Realizar a 11ª Festa Popular da Malhação do Judas, no Centro Cultural do Araripe (Largo da RFFSA), em Crato, envolvendo um público direto previsto de 8.000 pessoas; 
2. Fortalecer a tradição da malhação do Judas, realizada no Crato desde o início do povoamento da região do Cariri, de modo que desperte as novas gerações para a importância da preservação e difusão das tradições populares, como peças imprescindíveis ao resgate da auto-estima, potencialização dos laços afetivos e (re)descoberta da memória histórica da comunidade; 
3. Colaborar na identificação e difusão das tradições regionais, contribuindo para a construção de identidade cultural própria, fundada nos valores étnicos, culturais e estéticos formadores do povo caririense e nordestino.

PROGRAMAÇÃO GERAL: 
  
O Projeto 11ª Festa Popular da Malhação do Judas será realizado no período de 13 de março a 23 de abril (Sábado de Aleluia) de 2011, dia em que ocorrerá a malhação, novamente como um auto de teatro medieval. 

Roubo do Sítio do Judas - Foto de Gessy Maia (2010)

1. Convenção Regional do Judas: de 13 a 20 de março de 2011.

Nesse processo, um Colégio Eleitoral composto de representantes dos diversos segmentos da população recebe um formulário-cédula, onde expressam suas indicações para a lista quíntupla de candidatos a “Judas”, cujos serão inscritos na cédula eleitoral, com as devidas justificativas.

2. Eleição do Judas: de 23 de março a 1º de abril de 2011.

3. Apuração dos votos e proclamação do resultado: 2 e 3 de abril de 2011.

4. Confecção de boneco e elaboração de cordel-testamento: 4 a 20 de abril de 2011.

5. Malhação do Judas: dia 23 de abril de 2011 (Sábado de Aleluia).
14 horas: 1. Cortejo do Judas, acompanhado pelo Grupo de Caretas do Distrito da Bela Vista, Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, Catirinas e Mateus, Boi, Burrinha e Jaraguá de reisados locais, por atores em seus personagens regionais Geroplícia (Orleyna Moura), Zé di Baca (Cacá Araújo), Buneca di Lôça (Maria Isaura Araújo), Chicó (Flávio Rocha), Sivirino Cipó Cravo (Franciolli Luciano), Maria Capionga (Tereza Cândido), Cachimbêra du Sertão (Orlenise Moura), Camalião Risca-Faca (Zé Vicente), Zefa Rapa-Côco (Charline Moura), Carrim du Bago Mole (Edival Dias), Cabôco Fumadô (Jardas Araújo), Cumade Meropéia (Mônica Batista), Tanajura Cafuné (Jonyzia Fernandes), Perpa Criolina (Lorenna Jéssica), Lôra do Banhêro (Françoi Fernandes), Cão-Côxo (Josernany Oliveira), Serpentina Vuadora (Joênio Alves), Mutuca Lombrada (Felipe Tavares), Carrapato di Musquito (Márcio Silvestre), Medusa Bombril (Andecieli Martins), Vitalino Fura-Fura (Lifanco), Lubisome du Buraco (Veylla Duarte), Dona Pomba (Mariana Nunes), Tranquilino Ripuxado (Pedro Ernesto Morais), Coroné Barduíno (Adauberto Amorim), Cabinha du Babado (Paulo Henrique Macêdo), Luizinho Brega Star (Tio Bibi), Zé Bocoió (Aécio Ramos), Raul Canga-Seixas, Beata du Chafurdo Bom (Kelyenne Maia), Genoveva Pilinta (Samara Neres), Bascúi di Fulô (Joana Neres), Caçote Invenenado (Emerson Rodrigues), Cachacêro Safenado (Paulo Fernandes), Cintura de Cabaça (Lauzemiro Lau), Cavaleiro  da Valintia Mucha (Carlos Ângelo Araújo), Pisa de Cansanção (Raquel Silva), Mavelina Papada di Pôico (Rosa Waleska), Mordomo di Curtiço (Diogo Stálin Araújo), Feiticêra Milindroza (kelvya Maia), Cigana Reboladêra (Monalissa Novais), Donzela du Barrêro (Paula Amorim), Pai-da-Mata (França Soares), Cupado da Inchente (Antonio Wideny Toyota). Seguem animados com carro-de-som pelo trecho: Centro (Bodega do Joquinha, rua dos Cariris) – Praça 3 de Maio – Praça Siqueira Campos – Praça da Sé – Bar do Gil – Rua da Vala – Av. Duque de Caxias – Rua São Francisco – Rua Mons. Assis Feitosa – Centro Cultural do Araripe.  
16 horas: 1. Chegada ao Sítio do Judas, montado no Centro Cultural do Araripe, onde o traidor permanecerá até a hora de seu julgamento e malhação, sob a vigilância dos Caretas; 2. Tradicional roubo do Sítio do Judas: Os Caretas vigiam o sítio montado e açoitam com chicotadas os que ousarem roubar. A façanha é sair do sítio sem apanhar (e com o roubo). 
18:30 horas: 1. Leitura do Testamento do Judas, elaborado em versos (cordel); 2. Malhação do Judas, com show pirotécnico e artistas circenses em perna-de-pau com malabares de fogo. 
19:30 horas: Forró pé-de-serra com Luizinho Brega Star, Sílvio Clay e Trio Flor do Pequi. 
22:00 horas: Encerramento. 


Crato-CE, 13 de março do ano 2011.

Cacá Araújo
Professor, Dramaturgo e Folclorista
Coordenador Geral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...