segunda-feira, 12 de março de 2012


Por que me abres velhas cicatrizes?
Se o meu não nunca te fere
por que esse perfume antigo?
Se sabes que odeio esse passado torto
por que me olhar atravessada?
Se o teu ódio não te faz andar
por que esse riso torpe? Por que?
A duvida não te permite gostar
Não te deixa sentir...nem sonhar
Por que fazer-se distante?
Se Eu te vejo aqui,
embora fora de mim
longe assim..
Que ventos nos deixou
num viver sem respostas?
mesmo que o caminho
se feche em paliçadas
qual paredes opacas
sem brechas para palavras
ou espaços para sonhos
ou perdão...
ainda assim podemos caminhar
mesmo que caminhemos
em sentidos contrarios
por estradas opostas
num viver sem respostas
sem tempo nem coragem
nem mesmo pra dizer
adeus.
Por que?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...