domingo, 4 de março de 2012

Zé do Alumim será lançado no Crato agora em março


Agora em março será lançado mais um filme de Franciolli Luciano (agurdem a divulgação da data). O ator, radialista, teatrólogo e cineasta Franciólli Luciano lançará em março o filme “Zé do Alumin”, um longa de 60 min. rodado em Antonina do Norte na região do Cariri-CE, nos meses de outubro e novembro de 2011.





Todo cearense é batalhador e acostumado às adversidades da vida, buscando sempre um meio honesto de levar conforto para seus familiares, chegando a superar barreiras para muitos intransponíveis superando-as e alcançando êxito em suas empreitadas. Esta é a história do filme Zé do Alumin do cineasta Franciólli Luciano que terá sua avan premier em Crato no Teatro Municipal Salviano Arraes.





O filme é estrelado por:Adelmir Barbosa, Valdirene Cordeiro,Paula Samara Amorim,Jiliciano Lima e Fábio Lemos. Participações especiais; Franciólli Luciano e Fabiana Vieira e do povo de Antonina do Norte.





O filme conta a estória de um vendedor de alumínio, que anda os sertões afora vendendo suas panelas e outros produtos para as donas de casa.





Zé do Alumin, vivido pelo ator Adelmir Barbosa é do tipo que está sempre alegre e encanta seu público fazendo suas performances em cordel, oferecendo seus produtos e alegrando a todos por onde passa.
É muito querido pelos seus colegas de trabalho e pelo seu patrão por ser um excelente vendedor, porém está sempre devendo a firma, conseqüência dos vales feitos quase que diariamente, fazendo seus colegas pensarem que se trata de “mulheres” ou farras constantes.





Zé sempre desconversa quando é questionado sobre os constantes vales e resolve guardar consigo o real motivo dos vales e atrasos na firma.





Se seu problema é sério, ele guarda a sete chaves, achando que todos já têm seus problemas para resolver e por isso não deve levar mais um e causar preocupações.





O fato é que sua mãe sofre de uma doença grave e ele, entre suas horas de folga do trabalho dedica-se a tratar dela indo aos postos de saúde e as farmácias comprar remédios na tentativa de curá-la e nas em que está junto a ela dando seus remédios, aproveita para estudar, alimentando o sonho de um dia ser médico.





Tudo desanda para o Zé do Alumin, quando sua mãe morre uma vez que ela era tudo que ele tinha e sem animo para viver Zé vira mendigo e perambulando pelas, faminto encontra uma moça que um dia lhe dera um caldeirão que lhe dá um copo de leite salvando lhe da fome e com uma frase ela reacende a vida do Zé “Deus disse fazei o bem sem olhar a quem que em dobro vem”!





Zé some das ruas em que vendia seus alumínios e elas agora são vazias dos versos e da alegria que levava as donas de casa e até mesmo seus colegas de trabalho sentem sua falta sem saber do seu paradeiro.





Tempos depois a mesma moça que ganhára do Zé um caldeirão, encontra-se internada em um para curar a sua doença e que no final de tudo, depois de curada recebe a conta e no final das notas está escrito: tudo pago, há muito tempo com um copo de leite! assinado; dr. Zé do Alumin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...