segunda-feira, 5 de abril de 2010

Barbalha

Uma das jóias da região do Cariri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Município de Barbalha
Barbalha.jpg
"Terra dos verdes canaviais"



Aniversário
Fundação 1876
Gentílico barbalhense


Prefeito(a) José Leite Gonçalves Cruz (PT)
(20092012)
Localização
Localização de Barbalha
07° 18' 18" S 39° 18' 07" O07° 18' 18" S 39° 18' 07" O
Unidade federativa Ceará
Mesorregião Sul Cearense IBGE/2008 [1]
Microrregião Cariri IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Cariri
Municípios limítrofes Crato, Juazeiro do Norte, Jardim e Missão Velha
Distância até a capital 610 km
Características geográficas
Área 479,184 km²
População 53.011 hab. est. IBGE/2009 [2]
Densidade 111,4 hab./km²
Altitude 414 m
Clima Semi-árido Aw
Fuso horário UTC-3
Indicadores
IDH 0,687 médio PNUD/2000 [3]
PIB R$ 204.980 mil IBGE/2005 [4]
PIB per capita R$ 3.910,00 IBGE/2005 [4]
Barbalha é um município brasileiro do estado do Ceará. Localiza-se na Região Metropolitana do Cariri.
Está encravado junto com as cidades de Crato e Juazeiro do Norte na região do vale do Cariri, é ainda a terra natal do padre Monsenhor Murilo, do advogado Hermes Carleial e do médico Leão Sampaio.

Igreja de Santo Antonio


Etimologia

O topônimo Barbalha é alusivo ao nome de uma moradora de uma sítio da região. Sua denominação original era Freguesia do Santo Antônio de Barbalha e desde 1838, Barbalha[5].

História

As terras localizada às margens do Riacho Salamanca, eram habitadas pelos índios Kariri[6], antes da chegada das entradas no interior brasileiro durante o século XVII. Os integrantes das entradas, militares e religiosos, mantiveram os primeiros contatos com os nativos, estudaram todas a região dos Cariai, catequizaram os índigenas e os agruparam em aldeiamentos ou missões. Os resultados destes contatos e descobrimentos desencadeiaram notícias que na região tinha ouro em abundância e em seguida desencadeou-se uma verdadeira corrida para os sertões brasileiros, onde famílias oriundas de Portugal, sonhando com as riquezas de terras inexploradas e com a esperança de encontrar o minério, que as levariam a aumentar o seu patrimônio material, além de aumentar o seu prestigio pessoal com a corte portuguesa. A busca do metal precioso, nas ribanceiras do Rio Salgado, trouxe para a região do Sertão do Cariri, a colonização e com consequência a doação de sesmarias, o que permitiu o surgimento de lugarejos e vilas. Deste contexto surge Barbalha, um núcleo urbano que cresce ao redor da capela de Santo Antonio.

Política

A administração municipal localiza-se na sede: Barbalha.

Praça no centro de Barbalha

Subdivisão

O município tem 4 distritos: Barbalha(sede), Arajara, Caldas e Estrela.

Geografia

Clima

Tropical quente semi-árido com pluviometria média de 1.160,1 mm [7] com chuvas concentradas de janeiro à abril

Hidrografia e recursos hídricos

As principais fontes de água são os riachos: Boa Esperança, do Saco, São Francisco, da Onça, Salamanca e Santana(estes dois últimos afluentes do Rio Salgado

Relevo e solos

Situado ao lado sul da Chapada do Araripe, possui dois tipos principais de solo: latossolo e sedimentar.As principais elevações são as serras: Serra do Araripe. Já a bacia sedimentar se caracteriza por formar aqüíferos, existem várias fontes de água espalhadas por toda a área da chapada.

Vegetação

A vegetação é bastante diversificada, apresentando domínios de cerradão, caatinga e cerrado. Dentro de sua área exiti a Floresta Nacional do Araripe.

Economia

A economia do município de Barbalha tem sua base tradicional no comércio e na agricultura. Alguns empreendimentos industriais têm importância regional, como a ITAPUÍ S. A. - antiga IBACIP (Indústria Barbalhense de Cimento Portland), concessão da Cimento Nassau, a FARMACE, indústria química e farmacêutica e a usina de açúcar Manoel Costa Filho (a qual, entretanto, está hoje desativada). Há a atividade econômica ligada ao turismo e ao atendimento a pessoas em tratamento de saúde que abrange todo o nordeste. Em grande fase de crescimento econômico que o Cariri se encontra, Barbalha também contribui com aumento do turismo, por sua privilegiada situação ao sopé da floresta nacional do araripe, e investimento em saúde (realizando procedimentos oncológicos, tratamento clínico oncológico, cirurgia cardíaca, neurocirurgia e terapia de reposição renal.

Igreja do Rosário

Turismo

O turismo é uma importante fonte de renda para Barbalha, devido a dua arquitetura comos os prédios antigos:
  • Engenho Tupinambá
  • Casarão Hotel
  • Casa de Câmara e Cadeia Pública.
Atrativos Naturais:
  • Estância hidromineral com mais de 30 fontes de águas naturais. Algumas delas formam piscinas naturais e de águas minerais e hipotermais.
  • Floresta Nacional do Araripe: Importante ecossistema da flora e fauna regional, inclusive para espécies ameaçadas de extinção.
  • Arajara Park: Parque temático a 920 metros acima do nível do mar, com várias piscinas, toboáguas, gruta, trilha e meios para recreação infantil.
  • Balneário do Caldas: A mais de 700 metros de altitude, é um local de lazer mais popular, com piscinas, cascatas, palhoças e duas fontes naturais de águas térmicas. Chalés de veraneio e o Hotel das Fontes completam a estrutura do Balneário.

Cultura

O principal evento cultural é Festa do Pau da Bandeira: Anualmente, o mês de junho é destinado a homenagar Santo Antônio, padroeiro da cidade. O fato mais marcante das comemarações é o pau da bandeira, um tradicional rito praticado desde os tempos do Império.
O ritual se divide em duas fases. Na primeira, corte do pau, dezenas de devotos se embrenham na chapada do Araripe, onde cortam uma árvore de grande porte. O tronco é deixado no meio da floresta para secar. Alguns dias depois começa a segunda fase, a procissão do pau: os devotos pegam o tronco cortado, carregam-no nos próprios ombros até o centro da cidade e erguem-no diante da igreja matriz de Santo Antônio com uma bandeira do santo. Milhares de pessoas ocupam as ruas de Barbalha para presenciar a procissão.
O Pau da Bandeira mescla o sagrado e o profano, pois além das homenagens ao padroeiro, cuja festa é comemorada no dia 13 de junho, acontecem também forrós e bebedeiras. Tanto que durante toda a procissão uma carroça carregada de cachaça acompanha o cortejo: é a tradicional cachaça do senhor vigário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...